O anti-urbanismo de Porto Alegre – Parte 2

Finalizando o post sobre a total falta de atenção aos detalhes básicos urbanísticos do centro de Porto Alegre, trago outras duas ruazinhas esquecidas do centro da capital: a Vigário José Inácio e a Senhor dos Tropessos, digo, Senhor dos Passos.
Imagine se TODAS as ruazinhas, travessas e ruas do centro seguissem esta mesma diretriz/padrão urbanístico aplicada às fotos, que centro nós teríamos!
E isso NÃO é obra de grande porte, mas um trabalho caprichado de repavimentação e alargamento uniforme das calçadas, colocação maciça de postes de iluminação decentes (antigos ou modernos) e talvez uma repavimentação asfáltica das ruas (remendos e buracos no centro da capital é inadmissível).
Rua Sr. dos Passos – ANTES

Rua Sr. dos Passos - DEPOIS

Rua Vigário José Inácio - ANTES

Rua Vigário José Inácio - DEPOIS



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , ,

9 respostas

  1. Realmente errei, é a Cel Vicente. Mas não quiz dizer que devemos colocar ESTE tipo de calçamento, foi somente uma imagem da web que encontrei e que se encaixou na montagem. Pode ser qualquer pedra, desde que fique delineada o que é calçada e o que é rua, ambas lisas, sem buracos e desníveis. O que quero chamar a atenção não é para o tipo de revestimento, mas para uma política de urbanismo coerente, constante e padronizada para todo o centro.

    Curtir

  2. As primeiras fotos não são da rua Sr. dos Passos e sim da Rua Coronel Vicente. Eu moro na Sr dos Passos, vi de cara que tinha algo errado. Por favor corriga. Obrigado.

    Curtir

  3. Eu adoro calçadas com mosaicos, são bonitas, embelezam a cidade e poderiam ser inclusive temáticas 🙂
    http://www.regipedra.com.br/calcadas/calcadas-modelos-08v.html
    E na Itália vi várias calçadas e ruas feitas com pequenos quadrados formando desenhos circulares, muito simples, porém bonito e eficaz.
    Tem um exemplo aqui: http://www.panoramio.com/photo/3933321

    Curtir

  4. Acho que Porto Alegre realemnte tem calçadas precárias, e algumas “inexistententes”. Só sei que estava andando por aí, e andei em dois lugares que deveriam ter uma calça e no lugar tinha uma “terrinha”. Não creio que devemos adotar este padrão de calçada adotado nas montagens, não temos cultura de pedrinha portuguesa para isso…..mas este é o caminho; melhorar.

    Curtir

  5. Portofan… se existe essa “exclusividade” que venhamos, é um absurdo. Só nas quadras perto do meu apto, (moro na Salgado Filho) eles colocaram cimento ou uma pedra de cor mais clara no lugar dessa cinza… então deve ter acabado as pedras…hehehehe

    Estão fazendo nas madrugadas em todas as esquinas e meio-de-quadra na salgado entrada para pessoas deficientes que usam cadeira de roda… Isso na minha cidade (ijui-rs) já faziam em 2001… eta Porto Alegre…

    Curtir

  6. Slavo me engano há uma lei determinando um único tipo de calçamento em POA, não? Uma prima minha da área da construção civil havia me dito isos certa vez, que atualmente só seria possível calçar com essas pedras cinzas sem graça e sem vida.

    Se for mesmo verdade, alguém deve estar ganhando muito com essa exclusividade, o fornecedor desse tipo de pedra de calçamento que o diga.

    Curtir

  7. Brega???? Brega pra mim é o que esta hoje. Sempre tem alguem que cai nessas calçadas podres que temos no centro quando chove. Achei muito bonito, porque mostra o que é calçada e o que é rua… no caso de hoje as calçadas tbm são rua e vice versa….

    Curtir

  8. Daqui há pouco vem o ver. Adeli Sell comentar que é disso que ele sempre falou, só para bater ponto aqui no blog sobre o livro dele e se fazer de ativista em prol de uma POA mais ousada. Puro blá, blá , blá.

    Seria uma boa iniciativa, ams creio que as calçadas à lá copacabana são mais caras de fazer a manutenção pedrinha à pedrinha, então imagine como iria ficar, considerando que as calçadas de pedras com recortes maiores ficam e, por tanto, d emais fácil e barata manutenção, fica atiradas.

    Mas ficaria muito bonito.

    Curtir

  9. O calcamento e’ meio brega e deve ser muito caro pra implementar, mas concordo com as intencoes do Marcelo.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: