Banrisul estudará projeto para Cais Mauá

A diretoria do Banrisul recebeu representantes da Contern, do grupo Bertin, e a Business Consulting Group, que apresentaram o projeto de Revitalização do Cais Mauá com o objetivo de estabelecer uma parceria. O banco irá coordenar o estudo de estruturação financeira do projeto, mediante desenvolvimento de alternativas que permitam a atração de investidores qualificados, por meio de fundos de investimento e outras fontes de financiamento.

Segundo o presidente do banco, Túlio Zamin, a participação da instituição em empreendimentos desta natureza reforça a sua missão de impulsionar o desenvolvimento da economia do Estado.

Zero Hora

________________________________

Grande notícia ! O Banrisul tem muito fôlego, está entre os maiores bancos brasileiros (7º lugar) e a entrada dele no projeto do cais Mauá pode representar o total sucesso do empreendimento, e o necessário aporte financeiro (financiamento) para que saia dentro do prazo um dos maiores sonhos dos portoalegrenses. Rezem para que isso se concretize!



Categorias:Projeto de Revitalização do Cais Mauá

Tags:, ,

34 respostas

  1. Acho que o pessoal está pegando pesado, nao concordo com o Hermes, normal, estamos debatendo, ofensas pessoais não tem cabimento num blog desse nivel. Conheço blogs de petistas onde essa mesma linguagem de desqualificacao é utilizada e preferia que aqui fosse diferente.

    Curtir

  2. O Banrisul abre uma agência bancária junto ao pórtico central do cais do porto e pronto, POA estará prontíssima para a Copa.

    O que terá de gringo sacando dinheiro no Banrisul e comprando nas barraquinhas de lona encardida da orla e no bar flutuante com banricompras não estará no gibi.

    Curtir

  3. Descobri qual é o entrave do projeto do Pontal no governo do estado. Acontece que um ex-secretário do governo da Yeda, o Daniel Andrade, é hoje um dos principais executivos desse grupo Bertin.

    Inclusive, por causa disso (ter como executivo alguém que trabalhou num governo do PSDB), esse grupo empresarial caiu em desgraça também no governo Dilma.

    E, alguém venha falar bobagem, esse cara já era um executivo respeitado quando foi convidado a trabalhar para Yeda. Além disso nunca foi político.

    Curtir

  4. Não é dinheiro “em caixa”, pois isso não existe. As grandes empresas (empresas de verdade), têm seus ativos distribuídos de diversas formas, além dos bens patrimoniais, e costumam investir nos diversos aplicativos do sistema financeiro, inclusive em bolsa. Essa quantia, de R$ 500 milhões, é pouca coisa para muitas empresas privadas; para a Petrobrás, então, é cisco! O LUCRO da Petrobrás em 2010 foi de R$ 35,189 BILHÕES!!!! O próprio grupo Bertin, que integra o CONSÓRCIO, vai investir R$ 800 milhões em 4 anos no seu projeto de açúcar e álcool. Mas o consórcio é formado por mais gente! Esse consórcio tem problemas internos … De qualquer forma, a conversa aqui melhorou um pouco.

    Curtir

  5. V(h)ermes me lembra de Trolls.

    Curtir

  6. ^^ Essa resposta vai calar o Vermes!

    Curtir

  7. Dúvido que existe uma empresa, exceto os próprios Bancos, com 500 milhões em caixa para investir . Talvez só a Petrobrás no Brasil tenha esse poder de fogo, mesmo assim não sei, porque já vi várias notícias da Petrobrás pegando dinheiro do BNDES ou BB para fazer investimentos.

    Quando um empresa é considerada apta financeiramente a participar de uma licitação não quer dizer que tenha todo o dinheiro, a vista, necessário para o investimento. Apenas significa que ela tem capacidade de pagamente e possibilidade de honrar um financiamento a partir de suas receitas, tendo como garantia seu patrimônio próprio.

    Por outro lado os Empréstimos que as empresas pegam no BNDES, no Banrisul ou qualquer outra instituição financeira para financiar obras públicas são as mesmas linhas de crédito colocada a disposição de qualquer empresa. É um mercado de dinheiro como outro qualquer, em que o cliente escolhe o fornecedor que lhe for mais favorável.

    E, ao emprestar dinheiro, o Banco, seja público ou privado, não está fazendo favor algum, pois se trata de um negócio bom para ambas as partes. Mas eu sei na cabeça limitada e rançosa de muitas pessoas é difícil entender que em um negócio – contrato bilateral – as 2 partes se beneficiam.

    Curtir

  8. Hermes, não entendi, qual o problema? O que achas que o Banrisul deveria fazer com estes fundos em vez de emprestar este dinheiro para a construção do Cais? Ele também financia boa parte dos prédios residennciais que são construídos pela cidade, também feitos por empresas ricas.

    Não entendi qual o problema que vês nisso.

    Curtir

  9. Basta limpar a cabeça dos preconceitos e dos rançosdireitistas, para entender isso, né, seu Hermes!!???

    Curtir

  10. Perdoem-me, mas tenho outra pequena dúvida, talvez improcedente porque eu pouco ou nada sei sobre esse assunto, a saber: os participantes de uma licitação devem comprovar, previamente à apresentação das propostas, dentre outras exigências, que possuem capacidade financeira para fazer frente aos encargos assumidos (custos das obras, do empreendimento), e não podem oferecer para tal recursos futuros oriundos da exploração do empreendimento. Eles foram considerados aptos quanto à capacidade financeira, mas agora estão pedindo dinheiro emprestado para fazer frente às obras de revitalização do Cais Mauá que, segundo dizem, implica a quantia de R$ 500 milhões. Não entendi direito, podem explicar, por favor? Agradecido.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: