Prefeitura busca ampliar acordos para o desenvolvimento da cidade

Seminário Discutindo um Plano de Metas para Porto Alegre dentro da programação do V Congresso da Cidade. Foto: Francielle Caetano/PMPA

A cidade de Porto Alegre deu início nesta quinta-feira à discussão sobre a possibilidade da criação de um Plano de Metas para o município. O debate ocorreu durante um seminário que faz parte da programação do 5º Congresso da Cidade, no auditório da Fundação de Economia e Estatística. (fotos)

O encontro reuniu quatro universidades, representantes de comunidades, prefeitura, Agenda 2020, além de entidades que discutem o desenvolvimento de cidades, como a Rede Social Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis, a Rede Nossa São Paulo e o Instituto Ethos.

Pela manhã, o coordenador executivo do Movimento Nossa São Paulo, Mauricio Broinizi, fez uma exposição sobre o acompanhamento da gestão pública na maior cidade do país. Em São Paulo, a lei prevê que os prefeitos têm 90 dias após a posse para apresentar metas para quatro anos de governo e um balanço, a cada seis meses, do desempenho das metas. “Nessa rede, trabalhamos com o conceito da Ética da Responsabilidade, partindo do princípio de que todos somos responsáveis pela cidade e valorizando boas práticas tanto das empresas, quanto dos cidadãos”, avaliou Broinizi.

Para o secretário de Coordenação Política e Governança Local de Porto Alegre, Cezar Busatto, a capital gaúcha pode avançar na discussão de alternativas para melhor avaliar o impacto das políticas públicas e, consequentemente, impulsionar o desenvolvimento da cidade. No entanto, na avaliação do secretário, não basta o cidadão cobrar do governo melhorias na sua região, é preciso que o conjunto de metas seja de toda cidade, definidas com a participação dos cidadãos, empresas e governo.

O coordenador do Eixo do Desenvolvimento da Cidadania do 5º Congresso da Cidade, professor Milton Cruz, da UFRGS, também destacou a importância de uma nova relação institucional entre esses atores, pois, segundo ele, “os problemas das cidades avançam numa velocidade muito maior do que a capacidade das cidades de enfrentá-los”.

O 5º Congresso da Cidade está sendo realizado nos 82 bairros de Porto Alegre e se estende até novembro, quando será definido um plano de futuro para toda a cidade. O Seminário foi promovido pela da Prefeitura de Porto Alegre, Observa POA, Rede Nossa São Paulo, FAUPUCRS, UNISINOS, UFRGS, UFRGS, AVINA, NET IMPACT e Agenda 2020.


Categorias:Economia da cidade

Tags:,

2 respostas

  1. Nossa cidade adora acordos, tratados cooperativos, rodadas de discussões, grupos de trabalhos, etc.

    É quase uma ONU, tamanha a quantidade de medidas “diplomáticas” de pouca (ou NENHUMA) efetividade na cidade.

    Curtir

  2. Esse Cezar Busatto é uma das figurinhas mais carimbadas da política do estado. fez lambança por onde andou. Foi defenestrado do governo Yeda pelo Feijó. Foi quem teve a cara de pau de lançar o programa “Pacto pra salvar o Rio Grande”. Agora apeou seu cavalinho da Prefeitura novamente. Esse cara é tão SAFADO que utilizou a Procempa pra divulgar o seu livro “A Era dos vagalumes”….pelo correio eletrônico corporativo da PMPA. Usou a máquina pública para pedir autógrafos na feira do Livro. É esse cara que está por trás do Executivo. Ele é o líder. Esse cara não vale a sombra que faz no chão..e digo mais. Eu mesmo entrei com um processo queixa na comissão de direitos da Cãmara de vereadores conrra ele e a Procempa. Evidentemente, que enrolaram e não chamaram ninguém pra depor sobre o caso do livro a Era dos Vagalumes. O meu processo ainda está lá….faz uns 3 anos. Estou esperando….obviamente em vão.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: