Cavalo e carroça caem no Arroio Dilúvio, em Porto Alegre

Carroceiro que conduzia o veículo conseguiu escapar da queda

No início da tarde desta quinta-feira, um cavalo que puxava uma carroça caiu no Arroio Dilúvio, na Capital. Segundo a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), o carroceiro que conduzia o veículo conseguiu saltar da carroça antes do acidente. A queda ocorreu na Avenida Ipiranga, na altura do número 7700, próximo à Avenida Joaquim Porto Villanova.

Últimos acidentes no Dilúvio:

No dia 17 de maio, um motorista caiu na altura do cruzamento das Avenidas Ipiranga e Praia de Belas e morreu. Segundo testemunhas, a vítima teria tido um mal súbito antes da queda.

Na manhã do dia 14 de maio, sábado, um Honda Fit caiu na altura do cruzamento das avenidas Ipiranga e Getúlio Vargas. Segundo informações da EPTC, um Palio de cor prata que trafegava na Av. Getúlio Vargas, no sentido Centro-bairro, colidiu com o Honda Fit que vinha na Av. Ipiranga no sentido bairro-centro, às 6h10min.

O condutor do Honda Fit conseguiu sair pela janela do veículo e foi encaminhado para o Hospital de Pronto-Socorro com escoriações na cabeça.

No sábado anterior, a colisão entre um Palio e um Monza quase derrubou o segundo veículo também no Arroio Dilúvio, próximo à Rua Euclides da Cunha. Ninguém ficou ferido.

Em abril deste ano, um acidente entre dois carros no cruzamento entre as Avenidas Ipiranga e Érico Veríssimotambém quase derrubou um dos veículos na água. Em março, um Peugeot 206 com três pessoas caiu no Dilúvio após colidir em outro carro.

Veja detalhes de outros acidentes ocorridos no local:

18 de dezembro

Um automóvel Passat saiu da pista na Avenida Ipiranga e caiu no Dilúvio, próximo à Avenida Lucas de Oliveira, por volta das 4h30min. O acidente aconteceu após colisão envolvendo o Passat e um Citroën C3 no sentido bairro-Centro. O motorista do Passat, único ocupante do veículo, não se feriu. Durante a ocorrência, um dos ocupantes do Citroën, um homem de 26 anos, acabou sendo detido por desacato a autoridade. Ele foi liberado após assinatura de termo circunstanciado.

4 de dezembro

Um veículo saiu da pista na Avenida Ipiranga, próximo à Avenida Antônio de Carvalho, e caiu no Arroio Dilúvio por volta das 2h30min. O condutor do carro ficou levemente ferido e foi encaminhado ao Hospital Cristo Redentor.

 

10 de outubro

Um homem caiu de carro no Arroio Dilúvio na Avenida Ipiranga, próximo da Cristiano Fischer, em Porto Alegre. Segundo a Brigada Militar, o automóvel, de cor bordô e placas IBZ 3236, havia sido furtado por volta da 0h30min em Cachoeirinha. O motorista fugiu e não foi mais localizado.

11 de setembro

Uma mulher de 60 anos sofreu traumatismo craniano após o veículo Siena que ela conduzia despencar na altura da Avenida Ipiranga com Vicente da Fontoura.



4 de setembro de 2010

O acidente aconteceu na altura da Avenida Ipiranga com a Vicente da Fontoura, na Capital. Um automóvel Celta caiu no local, mas ninguém ficou ferido.

3 de setembro de 2010

Carro despencou no Dilúvio na altura da Antônio de Carvalho, no Bairro Jardim Carvalho. De acordo EPTC, somente uma pessoa estava no veículo e sofreu ferimentos leves.

19 de agosto de 2010

Um automóvel de modelo PT Cruiser da Chrysler, de cor preta, caiu no Arroio Dilúvio durante a madrugada.O veículo trafegava no sentido Centro-bairro da Avenida Ipiranga quando perdeu o controle e saiu da pista entre as pontes da Avenida Salvador França.

Ninguém ficou ferido no acidente. O veículo foi retirado por um guincho de grande porte. Antes disso, a cena chamou atenção de pedestres que circulavam pela região nas primeiras horas da manhã.

22 de junho de 2010

O ator gaúcho Werner Schünemann dirigia uma caminhonete Pajero na Avenida Ipiranga, perto da Avenida Lucas de Oliveira, quando adormeceu ao volante e foi parar dentro do Arroio Dilúvio.

22 de maio de 2010

Um carro caiu no Arroio Dilúvio, na Avenida Ipiranga, em Porto Alegre, por volta das 6h. O condutor trafegava no sentido centro-bairro quando perdeu o controle do veículo próximo à PUCRS. Testemunhas relataram que o condutor deixou o local e foi encaminhado ao hospital com ferimentos na cabeça

25 de janeiro de 2010

queda de um carro no Arroio Dilúvio deixou o motorista levemente ferido, na Capital. Por volta das 11h45min, um Siena colidiu em um Fiesta e caiu dentro d’água, na Avenida Ipiranga perto da Salvador França, no sentido centro-bairro, no bairro Partenon.

22 de dezembro de 2009

Um Citroen caiu nas águas do arroio e, segundo informações da EPTC, o motorista não se feriu. O veículo derrapou sozinho na pista e caiu dentro do córrego, nas proximidades do Shopping Bourbon, na Avenida Ipiranga.

16 de outubro de 2009

Roger Ferreira, 38 anos, voltava para casa, por volta das 23h15min, quando resolveu abastecer seu carro em um posto de gasolina na Avenida Ipiranga, no bairro Jardim Botânico, na Capital. Enquanto esperava o frentista encher o tanque, o PM viu um carro voar sobre o Arroio Dilúvio. Dirigido pelo funcionário da Caixa Gilberto Toribio, 55 anos, o Golf mergulhou na água. O automóvel foi retirado por volta das 6h.

27 de setembro de 2009

Com o auxílio da Brigada Militar, mergulhadores do Grupamento de Salvamento e Busca do Corpo de Bombeiros retiraram um Fiat Uno furtado que ficou submerso no Arroio Dilúvio, na Avenida Ipiranga, após a Rua Silva Só, próximo ao acesso ao supermercado Zaffari. O acidente ocorreu por volta das 21h45min e o veículo só foi retirado pouco depois das 12h30min.

13 de julho de 2009

Um automóvel Peugeot 307 caiu no Arroio Dilúvio, em Porto Alegre. De acordo com os ocupantes do carro, Isabel da Silva Lauxen, 47 anos, e o professor da Odontologia da PUCRS Manoel Sant’Ana Filho, 51 — o nome anteriormente informado pelo HPS era Manuel Vantuir Filho —, o veículo seguia pela Avenida Ipiranga, no sentido bairro-centro, quando, na altura da Rua Santana, foi “apertado” por outro carro, acabando por cair no Dilúvio.

4 de julho de 2009

Um carro caiu no Arroio Dilúvio no início da manhã nas proximidades da esquina da Avenida Ipiranga com a Avenida Salvador França, no bairro Partenon, localizado na Capital. Conforme a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), o condutor do veículo não se feriu.

30 de maio de 2009

Um Celta e um Voyage que trafegavam na direção Centro-Bairro na Avenida Ipiranga, próximo à Rua Vicente da Fontoura, colidiram e o primeiro caiu no meio do Arroio Dilúvio, às 9h50min, no bairro Santa Cecília. A motorista foi socorrida pelos bombeiros da unidade da Rua Silva Só e não teve ferimentos.

16 de maio de 2009

Um acidente provocou a queda de um automóvel no Arroio Dilúvio, no início da noite. A condutora Maria Margarete Rodrigues de Oliveira perdeu o controle do Celta após bater em um microônibus na Avenida Ipiranga e acabou caindo no arroio, na altura do Bourbon Shopping, sentido Bairro-Centro. Segundo a EPTC, a mulher não sofreu ferimentos.

11 de maio de 2009

Um Fiesta preto se envolveu em um acidente com um ônibus no cruzamento da Rua Múcio Teixera com a Avenida Ipiranga em Porto Alegre. O motorista do Fiesta perdeu o controle do carro, que subiu o cordão da calçada, capotou e caiu no segundo degrau do Arroio Dilúvio.

22 de março de 2009

Um carro caiu no Arroio Dilúvio no final da tarde, em Porto Alegre. O Fox colidiu com um Gol na altura do cruzamento entre as avenidas Ipiranga e Silva Só antes de cair no arroio.

12 de março de 2009

Um homem perdeu o controle do Astra que dirigia e caiu no Arroio Dilúvio, em Porto Alegre. De acordo com a Empresa Pública de Transportes e Circulação (EPTC), o acidente ocorreu próximo do número 7110 da Avenida Ipiranga, perto da esquina com a Cristiano Fischer.



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito, Violência no trânsito

Tags:,

19 respostas

  1. Estou fazendo um série de videos para fomentar o debate sobre soluções para o Arroio Dilúvio preciso de ajuda http://www.youtube.com/user/AguasBrasileiras me sigam no twitter @ArroioDiluvio, despoluiçao, urbanização e abaixamento da via já !

    Confiram o que foi feito na Coréi do Sul no Arroio Cheonggyecheon

    Curtir

  2. Ya me habia sorprendido que en 2001 aun se via carrozas circulando por las principales calles portoalegrenses. Es una verguenza que hayan unos que se dicen ecologistas pero defenden a esa locura y brutalidad.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: