Av. Independência: um cartão-postal da cidade ameaçado

Situação das calçadas preocupa moradores da histórica via da Capital Crédito: VINÍCIUS RORATTO

A situação da avenida Independência, em especial nas suas primeiras quadras, tem gerado reclamações entre os moradores. A via, que é uma das mais conhecidas e tradicionais da cidade, apresenta diversos problemas, como calçadas com lajotas soltas e prédios com pichações e depredados.

O aspecto gera problemas aos transeuntes. Maria Beatriz Papaleo, que há muitos anos vive no local, é uma das descontentes. Ela lamenta que a cidade esteja perdendo um cartão-postal e desmerecendo a sua história. “É deprimente ver uma localidade que já foi referência estar abandonada assim”, afirma.

Os relatos são confirmados com uma passagem pela avenida Independência. Para caminhar na calçada é necessário fazer um verdadeiro malabarismo, para desviar dos buracos no chão. Os idosos são os que mais sofrem, porque as lajotas em falso podem provocar quedas e acidentes muitas vezes graves.

Alguns prédios também são exemplos do descaso e reflexo dos atos de vandalismo. Algumas fachadas estão tomadas pelas pichações, o que amplia o aspecto de sujeira. No cruzamento com a rua Barros Cassal, um prédio antigo apresenta depredação da sua fachada.

Outra reclamação dos moradores é em relação a quantidade de bares que existe no trecho que vai da Barros Cassal até a Santo Antônio. O principal problema é que durante a madrugada os jovens deixam garrafas e copos plásticos atirados na rua.

Além disso, os prédios residenciais que têm entrada pela Independência sofrem com o lixo e a sujeira acumulados à noite.

Vários prédios estão depredados. Crédito: VINÍCIUS RORATTO

Segundo o Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), são realizadas limpezas e o recolhimento de lixo na avenida com frequência. A Secretaria Municipal de Obras e Viação (Smov), que é responsável pela fiscalização das calçadas, ressalta que os comércios e os responsáveis pelos prédios devem mantê-las em bom estado.

Denúncias devem ser protocoladas diretamente na sede da Smov, que fica na avenida Borges de Medeiros, 2.244, 2 andar. Mais informações pelo (51) 3289.8752 ou pela Internet, no e-mail específico para ouvidoria: falesmov@smov.prefpoa.com.br.

Correio do Povo

Mais uma foto, colaboração de Marcelo Bumbel:


Mais uma foto, já que comentaram do antigo Teatro da OSPA. Um prédio inacabado, desta forma há décadas, mas que abrigava um famoso teatro: O Teatro Leopoldina, mais tarde batizado de Teatro da OSPA, ocupado por esta até uns anos atrás.



Categorias:Descaso, Patrimônio Histórico, Restaurações | Reformas

Tags:, , ,

14 respostas

  1. Exatamente, Rafael! Tais lugares foram alguns dos que foram citados na referida reportagem que falei. Mas concordo contigo e com o Daniel, à noite (e mesmo de dia) ainda assim não é tão seguro quanto o Moinhos, que nem é tão seguro assim, apesar é claro de estar longe de ser inseguro ao ponto de parecer perigoso, pois há relativa segurança no Moinhos e os incidentes costumam ser pontuais (e mesmo assim a mídia às vezes dá uma abafada nos casos, quando pode atrapalhar algum interesse comercial de alguém ou braço comercial do Grupo).

    Curtir

  2. Um amigo que é vizinho ao prédio da Ospa comentou que engenheiros de uma construtora da capital andaram avaliando o prédio semana passada…. Parece que a estrutura toda vai abaixo para dar lugar ao novo empreendimento.

    Curtir

    • Será que vai ser um hotel?

      Curtir

      • Se for um hotel vai estar num ótimo ponto, estrategicamente entre Santa Casa, Hospital Moinhos de Vento, e a uma distância razoável do HPS, do Clínicas e do Femina.

        Curtir

    • Como a estrutura aparentemente está um tanto comprometida é melhor que vá mesmo abaixo, e que a obra nova contemple estacionamento com segurança, e que se for aberto ao público vai acabar tirando “clientes” dos flanelinhas.

      Curtir

  3. Com o fechamento do Joe´s teremos mais um prédio abandonando e cheio de mendingos dormindo na marquise

    Curtir

  4. Que venham os turistas!

    Curtir

  5. É uma pena que a Av. Independência esteja assim. Mas creio que tem um projeto de revitalização dos próprios morados. Acho que li aqui no blog.

    Os prédios que mais me deixam triste de vê-los mal preservados são os que existem na esquina da Barros Cassal com a Av. Independência. Se que conseguir umas fotos coloco o link aqui.

    Curtir

  6. Tirei esta foto da Independência que retrata o estado de muitas jóias esquecidas desta avenida.
    Aliás, a Independência é super charmosa, principalmente quando se aproxima da Ramiro. Ali deveria haver cafés ao ar livre, restaurantes, livrarias e pubs.

    Não tem nada. À noite, como quase tudo nesta capitar, está vazia.

    Curtir

  7. Que pena que uma das regiœs mais charmosas da cidade esteja nesse lamentável estado.

    Não me lembro se foi na revista de bordo da Tam ou da Gol, não lembro também qual o exato mês, mas lembro que foi numa das viagens de trabalho que fiz esse ano para o Rio, estava lendo nessa revista uma grande reportagem sobre a iniciativa do empresariado jovem no vizinho Bom Fim. Reformaram vários prédios velhos espalhados pelo bairro e fizeram restaurantes, padaria, bistrôs, livrarias cools. A reportagem até decretou que ali é o novo bairro mais cool da cidade, desbancando o Moinhos. Achei bem bacana a reportagem e a iniciativa do empresariado jovem local.

    Curtir

    • Portofan, o Bom Fim é um bairro gostoso de frequentar.

      Principalmente nos finais de semana, o bairro é bem movimentado!

      No sábado, o movimento é intenso devido as feiras de hortigranjeiros e produtos orgânicos que ocorrem na Vasco da Gama e no Brique.

      Tem dois locais excelentes para comer que são a Carina Barlett e a Confeitaria Barcelona. São locais muito bem frequentados.

      http://destemperadinhos.blogspot.com/2011/05/carina-barlett-e-o-meu-prazeroso-cafe.html

      http://www.confeitariabarcelona.com.br/

      Gente bonita circula pelo bairro. Como o bairro fica próximo a dois parques (Parcão e Redenção), tem muita gente caminhando, corrente, andando de bicicleta …

      Mas como tudo não é perfeito… à noite é um problema. Tudo fica sinistro, com mendigos circulando, …

      Curtir

      • E não é só durante a noite que a mendigada fica circulando pelo Bonfa. Durante o dia mesmo já dá para ver alguns esperando para praticar assaltos, principalmente contra idosas.

        Curtir

Trackbacks

  1. Antigo teatro da OSPA terá empreendimento comercial (atualizado) | Blog Porto Imagem
%d blogueiros gostam disto: