Prefeitura abre sindicância sobre sede da Agapan

07/06/2011     11:14:46

O prefeito José Fortunati determinou no início da manhã desta terça-feira, 7, a abertura de sindicância para apurar as responsabilidades em relação a demolição da sede da Agapan (Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural) ocorrida na tarde de segunda-feira, 6.

“Esta é uma situação inadmissível, não mediremos esforços para que sejam apurados todos os fatos, tanto no âmbito interno quanto no externo, e que os responsáveis sejam punidos”, destacou o prefeito, que também determinou que seja registrada ocorrência policial sobre o fato.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Outros assuntos

Tags:

8 respostas

  1. Pra mim o que ocorreu foi mais ou menos isso:

    Curtir

  2. Já notaram que em qualquer parte do mundo as ONGs (fundações, são organizações não governamentais exatamente por não se subordinarem administrativa e financeiramente a governos, ao atuarem prestando serviços de interesse da comunidade. Ou seja, são associações civis que arrecadam recursos das pessoas e empresas para complementar a atuação do Estado, seja na saúde, na educação, na assistência social, na defesa de interesses difusos e comunitários…

    E no Brasil, incrivelmente acontece o contrário: essas associações vivem de repasses, doações e verbas públicas. Claro que existe muitas exceções, mas o que mantém mesma a maior parte das ONGs é o dinheiro público, para normalmente serem usadas políticamente (promoverem candidato), ideologicamente (servirem de massas de manobras de partidos) ou pessoalmente (enriquecimento ilícito através de desvios).

    Não estou dizendo que o caso da Agapan, mas quem sabe o que acontece nessas verdadeiras caixas-pretas.

    Curtir

  3. Nem para os pseudo-ambientalistas estarem trancados dentro em reunião nessas horas para irem abaixo juntos! Principalmente a reporterzinha da RBS. (humor negro on).

    Curtir

    • Chega até a parecer que foi combinado para terem do que reclamar na RBS, dizerem que são perseguidos pelos capitalistas especuladores imobiliários e todo aquele discursozinho de sempre…

      Curtir

  4. Proponho a criação da ADESCPA – Associação para um Desenvolvimento Econômico e Social conciliado com a Proteção Ambiental, ou alguma associação parecida.

    O próximo passo seria obtermos a doação de um algum bem público para consecção dos objetivos do grupo…

    …pensando bem não, melhor nos mantermos independentes da ajuda, patrocínio, coloraboração, incentivo, subordinação, coordenação ou qualquer forma de dependência do Poder Público e dos políticos.

    Curtir

  5. Aproveita a Sindicância, para descobrir quem repassou um terreno público para uma associação privada e quanto ela paga de aluguel pelo uso do imóvel.

    Curtir

    • Tirou as palavras da minha boca Julião….. Eu queria saber como esta entidade conseguiu este terreno ….

      Curtir

    • Exato!

      E sem falar que é uma entidade que não tem colaborado para um entendimento entre meio ambiente e desenvolvimento.

      Eles são simplesmente contra tudo o que tiver um tijolo envolvido!

      Por mim, esta sede deles já foi tarde!

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: