Paisagismo da Praça da Alfândega terá 17 espécies de flores

O projeto de paisagismo que será implantado na Praça da Alfândega pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam) foi apresentado hoje, 15, na reunião do Comitê de Gerenciamento do Programa Cidade Integrada do Gabinete de Planejamento Estratégico (GPE).

Em ritmo acelerado, as obras no local foram visitadas pelo prefeito José Fortunati e secretários na terça-feira à tarde, 14. Com a finalização da recuperação e pintura das grades nos canteiros da praça, a Smam poderá iniciar o ajardinamento, que vai recuperar as características do conjunto urbano idealizado para o local, que data de 1912, a partir da implementação do Cais do Porto.

A recuperação paisagística aos moldes da criação da praça foi possível, apesar da ausência de registros, segundo a arquiteta Renata Rizzotto, a partir de pesquisa realizada em jornais e fotos antigas, que mostram a simetria da vegetação com a pavimentação, os caminhos laterais com curvas suaves e o trabalho em topiaria (arte de podar plantas em formas ornamentais). “O ajardinamento vai ressaltar essa simetria”, destaca Renata.

Em parte da praça, nos canteiros que ficam em frente ao Margs, serão utilizadas bordaduras nos canteiros, uma espécie de cerca viva, com o uso do Buxus, ou Buxinho, arbusto muito utilizado para a topiaria, por suas inúmeras qualidades. Sua folhagem verde escura é resistente e regenera-se bem das podas, permitindo desenhos geométricos.

Na parte de baixo será utilizada vegetação de cor prateada, dando outra tonalidade aos jardins, que terão quatro canteiros com maciços de flores coloridas para dar uma ideia de mudança de estações, além do colorido exuberante da azaléia. Segundo Renata, isso só é possível agora, após podas e remoções de árvores, que devolveram à Praça da Alfândega a ensolação tão necessária ao cultivo das flores.

Para o gerente do programa estratégico Cidade Integrada e Coordenador do Programa Viva o Centro, Glênio Bohrer, o paisagismo da Praça da Alfândega, projetado pelos arquitetos Renata Rizzotto e Sérgio Tomasini, corresponde a um investimento da Prefeitura de aproximadamente R$ 260 mil e será executado pela Smam já para a Feira do Livro deste ano.”O projeto prevê a utilização de 17 espécies de plantas ornamentais com a cobertura de todos os jardins da praça e tem como referência o paisagismo original, do início do século passado”, ressalta Bohrer.

Paisagismo recria projeto original de canteiros e passeios de 1912. Divulgação PMPA

 

Trabalho em topiaria dará contornos geométricos aos canteiros. Divulgação PMPA

Prefeitura de Porto Alegre

Me surpreendi agora ! Vai ficar muito interessante !



Categorias:Paisagismo, Revitalização do centro

Tags:,

13 respostas

  1. oooow, uma das estatuas ali da foto, restauraram e colocaram em frente ao santander cultural.
    =D

    Isso foi feito ontem.

    Curtir

  2. Temo pelo vandalismo

    Curtir

  3. Augusto, le meu primeiro comentario.
    É uma idéia, não?

    Curtir

  4. Perguntinha; quem é que vai cuidar das flores? Não pensem vocês e a PMPA, que basta plantar muitas e belas flores. Há uma coisa chamada manutenção…ainda mais quando se trata de algo tão delicado e que requer cuidados DIÁRIOS….isso inclui evitar o vandalismo e gente mijando e defecando nos canteiros.
    Veremos.

    Curtir

  5. Só interessante não! Vai ficar lindo!

    Finalmente estão seguindo as cidades da serra, com suas praças abertas e bem floridas.

    Curtir

  6. ALELULIA!! Vão poder a floresta da Alfândega!!! E plantar flores no centro!! VIVA!!!!!!!

    Curtir

  7. Uma curiosidade: no lado direito da praça, onde hoje estão os engraxates, tem um espaço circular com uns 8 “raios” saindo dele… esse espaço lembra o que eu vi em umas fotos antigas da praça em frente ao Paço Municipal, e onde ficava a estátua “A Samaritana”… essa estátua (muito bonita, por sinal) ficava na praça da alfândega até ela ser “cortada” ao meio… será que vão recuperar o munumento e recolocar na praça? nesse espaço? seria excelente.

    Curtir

    • Gabriel, a “”Samaritana” do Adloff (na verdade é apenas uma camponesa) está agora na prefeitura e ficará ali, mas estão fazendo uma cópia idêntica, que voltará à Pç da Alfândega. Ótima notícia não?

      Curtir

  8. Muito bom! Até q enfim algo inovador!

    Curtir

  9. interessante vai ser se conservarem. parabéns!!

    Curtir

  10. uoooooooooooou…

    vai ficar show, finalmente uma praça atraente em Poa..

    Espero que continue bem cuidada, por que dalhe prostitutas la einho…

    Poderiam por o Banrisul que é ali, e o predio da Caixa pra cuidarem…

    Curtir

    • Adoção do espaço por empresas mediante renúncia fiscal era uma boa alternativa para amenizar os problemas do vandalismo, já que a iniciativa privada costuma administrar com mais eficiência.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: