Impasse ameaça Oceanário Sul

Secretaria Estadual de Turismo irá se reunir com empreendedores para buscar uma solução

Projeto poderá gerar em torno de 1,5 mil empregos diretos Crédito: SEAQUARIUM BRASIL / DIVULGAÇÃO / CP

Um projeto que pode gerar 1,5 mil empregos diretos, atrair cerca de 500 mil turistas anualmente e gerar mais de R$ 20 milhões em impostos pode deixar o Rio Grande do Sul. Previsto para ser construído em Esteio, na região Metropolitana, próximo ao Parque de Exposições Assis Brasil, o Oceanário Sul espera há cinco anos pela liberação do terreno, que pertence ao Estado. O projeto é da Seaquarium Brasil, que captou recursos com a iniciativa privada para a execução do oceanário.

De acordo com o diretor de desenvolvimento da Seaquarium, Reni Puls, outros estados manifestaram interesse pelo empreendimento e a possibilidade do investimento sair do Estado é grande. “Ainda temos esperança de construir em Esteio. Já realizamos duas reuniões nas secretarias de Administração e Agricultura, e aguardamos por um desfecho positivo. A paciência dos investidores para a liberação do terreno está acabando”, reconheceu o diretor da Seaquarium.

Além dos aquários com capacidade para 700 espécies de animais marinhos, estão previstos no projeto do Oceanário Sul um shopping temático, instalações para eventos e convenções, um hotel e uma torre panorâmica com 152 metros de altura, com deck de observação e restaurante giratório. No projeto original deste empreendimento estava prevista uma altura de 290 metros, mas foi vetado pelo 5 Comar (Comando Aéreo Regional).

“O empreendimento será usado também para fins educativos. A Ufrgs já manifestou interesse em desenvolver trabalhos na área. Além disso teremos um estacionamento para 10 mil vagas, que será usado também pelo Parque de Exposições Assis Brasil, conforme acordo com a Pasta da Agricultura”, explicou Puls.

O investimento inicial previsto para a construção do Oceanário Sul é de R$ 92 milhões, somados os equipamentos de apoio. O valor poderá chegar a R$ 160 milhões, se forem somadas as torres de observação e outros equipamentos. “São 30 projetos envolvidos. A maioria deles será feito no Rio Grande do Sul. O de aquariologia será feito juntamente com nossos técnicos, por um grupo de primeira linha no mundo, da França, que já realizou mais de 8.500 projetos de aquários de diversos portes em diversos países”, acrescentou o diretor da Seaquarium Brasil.

A Secretaria Estadual de Turismo pretende convocar a empresa para uma reunião a ser realizada nos próximos dias. “O empreendimento deste porte vai trazer um grande incremento para o turismo da região Metropolitana do Estado, por isso vamos tentar detectar onde o processo da liberação do terreno parou e o que podemos fazer para acelerar a sua tramitação”, declarou o diretor da secretaria de Turismo do Rio Grande do Sul, Maximilianus Pinent.

Correio do Povo

__________________________________________

O Blog Porto Imagem já mencinou estes problemas pelos quais passa a implantação do Oceanário em Esteio, por diversas vezes, inclusive com entrevista exclusiva do diretor da Seaquarium Brasil:

No Blog:  

1 . https://portoimagem.wordpress.com/2011/05/20/oceanario-sul-considera-ir-embora-de-esteio-rs/

2 . https://portoimagem.wordpress.com/2011/03/14/equipe-do-oceanario-sul-faz-reuniao-com-governo-do-estado/

No site Porto Imagem: 

1 . http://www.portoimagem.com/report15.html

2 . http://www.portoimagem.com/report10.html



Categorias:Oceanário Sul

Tags:, ,

8 respostas

  1. So para ilustrar:
    **A pista do aeroporto de London City esta a 3.5KM dos arranha-ceus de quase 250m de Docklands
    **O aeroporto de Macau esta a 5.5km em linha reta da torre panoramica de 338m deles.
    ** O aeroporto de Hong Kong esta a menos de 4km de distancia de montanhas de mais de 700m de altura
    ….ate o aeroporto da 3o mundista Caracas esta a menos de 5km de distancia de montanhas de mais de 1500m.
    …E dai COMAR, qual e’ tua desculpa??

    Curtir

  2. Eu medi: a distancia entre a torre e a Base Aerea e’….9km.
    Sera que esse pilotos sao tao ruins ou nossos caças sao tao fraquinhos que se atrapalham com uma torre de menos de 300m a essa distancia?!?!?

    Curtir

  3. Ta ai um bom motivo para os blogueiros do portoimagem sairem do VIRTUAL para o REAL…..Seria otimo se um grupo de foristas daqui combinassem de se reunir em frente ao Palacio Piratini(avisando os canais de TV/imprensa) para protestar e pedir explicacoes do governo sobre o assunto…
    Que tal???

    Curtir

  4. Mas agora saindo na mídia, a repercussão será maior. O próprio gestor da Secretaria Estadual do Turismo confirma a reunião para os próximos dias. Só não entendi a diminuição da torre panorâmica pela metade por parte do 5º Comar. Se em Seattle pode haver uma com 185 metros, porque aqui não?

    Curtir

  5. Mais reuniões, mais papo furado e nada…

    Quando se trata de investimentos privados tem que haver agilidade! Nenhum investidor vai ficar esperando anos …

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: