Governo libera R$ 5 milhões para obras em aeroportos do interior

Recursos para seis terminais serão disponibilizados no segundo semestre do ano

O anúncio da liberação de cerca de R$ 5 milhões para a conclusão de obras em aeroportos do interior do Rio Grande do Sul foi feito nesta quarta-feira pelo governo do Estado. O secretário da Fazenda, Odir Tonollier, explicou que essa era uma das prioridades do Executivo, já que as reformas em seis terminais estão em andamento e têm parcelas de recursos federais.

A liberação total das verbas deve ocorrer no segundo semestre deste ano, conforme a Secretaria da Fazenda. A execução das obras ficará por conta da Secretaria de Infraestrutura e Logística. “Vamos investir no setor, atendendo às exigências da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), dando prioridade a itens de segurança, como cercamento, implantação de sessões de combate a incêndios e sinalização”, disse o titular da pasta, Beto Albuquerque.

Confira os projetos:

AEROPORTO DE VACARIA 
O investimento será aplicado na construção e na fiscalização da obra de terraplenagem e pavimentação da pista do aeroporto, terraplenagem para implantação do terminal de passageiros, estacionamento e futuras ampliações. Além disso, será construído um terminal de passageiros que não estava previsto no convênio com a União.

Valor liberado para o segundo semestre: R$ 2,1 milhões
Valor total investido pelo Estado em 2011: R$ 3, 2 milhões

AEROPORTO DE SANTO ÂNGELO
Estão previstos restauração e reforço do pavimento asfáltico da pista de pouso e decolagem, da pista de táxi e do pátio de aeronaves, além de cercamento da área patrimonial e sinalização horizontal da pista.

Valor liberado: R$ 1,6 milhão

AEROPORTO DE PASSO FUNDO
Foi aprovada a aquisição e instalação de um sistema de movimentação de bagagens (esteiras). A implantação deve ser concluída num prazo de dois meses após o início da obra. Também haverá licitação para implantação da área de segurança de fim de pista aeroportuária, alargamento da pista de taxiway, cercamento de toda área patrimonial e funções complementares como sinalização.

Valor liberado: R$ 950 mil

AEROPORTO DE RIO GRANDE
Deverá ser implantada Seção Contra Incêndio (SCI), no valor de R$ 124,4 mil. Também foi liberada licitação para a pista de pouso e de decolagem.

Valor liberado: R$ 234,4 mil

AEROPORTO DE ERECHIM 

A reforma de ampliação deve ser concluída no terminal com os recursos liberados.

Valor liberado: R$ 38,3 mil

AEROPORTO DE IJUÍ 
Recursos foram liberados para o pagamento imediato à empresa responsável pela reforma.

Valor liberado: R$ 15,8 mil

Correio do Povo



Categorias:Aviação

Tags:

9 respostas

  1. Caramba minha cidade finalmente vai receber dinheiro pra aumentar a pista… 15 mil reais. Só pode ser uma piada de 1° de abril…

    Curtir

  2. Pois é Rafael, quanto maior a altitude da localidade do aeroporto, mais extensa terá que ser a pista para atender em iguais condiçœs uma aeronave também em iguais condiçœs que estivesse em um outro aeroporto ao nível do mar, pois quanto maior a altitude, mais severas são as condiçœs de decolagem.

    E viram que engraçado, o governo estadual, esse que agora divide míseros cinco milhœs de reais entre seis aeroportos (não dá nem um milhão para cada), é o mesmo que tem anunciado com pompa dois aeroportos inteiramente novos no estado, um em Portão (para Poa) e outro na Serra em Vila Oliva (para Caxias e Gramado)?

    E eu achava que a pista de Vacaria já estivesse pronta e tivesse 3500m, pois 2000 é muito pouco para um aeroporto que pretende ter finalidade precipuamente cargueira, e ainda mais estando a 1000m de altitude. Vide Poa, que até é ao nível do mar, e a atual pista do Salgado Filho e seus 2280m, que tem feito que muitas cargas sigam por terra até Viracopos (Campinas).

    Curtir

  3. Bah, a linha de MENOS DE 1 (UM) quilômetro do aeromóvel do Salgado Filho terá SEIS VEZES MAIS NUMERÁRIO INVESTIDO do que o que será investido em SEIS AEROPORTOS estaduais.

    E à propósito, alguns desses aeroportos estaduais listados são da rede da Infraero, então a mesma é que deveria estar investindo neles, como faz em SC (Navegantes, Joinville, Chapecó e Crisciúma – este último repassado pelo Governo de SC à Infraero há poucos anos), PR (Foz e Londrina) e MG (Uberaba e Uberlândia). Nem mesmo Caxias tem aeroporto na rede Infraero, cujo único aeroporto estadual relevante na lista dela é o de Poa). Caxias merecia um aeroporto da Infraero bom como o de Londrina ou um estadual bom como o de Maringá.

    Tive que rir da pista de Vacaria. Um aeroporto que se propœm ser cargueiro com uma pista menor do que a pista atual sem ampliação do Salgado Filho e ainda comparada como maior e superior à de Congonhas, que todo mundo sabe que é um aeroporto central de aeronaves médias e jatos executivos, não tendo a finalidade cargueira como virtude. Deveria ter no mínimo mais 1km, devendo-se ressaltar que quanto mais altitude uma pista tiver, e Vacaria fica na Serra, mais pista se torna necessário. Por isso Curitiba (fica a mais de 800mts do nível do mar, apesar de ter uma das pistas – a maior das duas – quase da mesma extensão da pista de Poa) enfrenta restriçœs e limitaçœs bem maiores do que Poa.

    Curtir

    • Não sabia disso (sobre altitude) Portofan…
      Ano passado eu tinha lido que a pista de Vacaria teria 3500m, por ser para cargas.
      Agora, nas notícias que li hoje e mandei para o Gilberto, são 2200 metros.
      Vacaria está situada a quase 1000 metros de altitude, então deveria ter uma pista maior não somente pelo transporte de carga, mas também pela altitude.

      Curtir

  4. 5 milhões ?????? Que fortuna hein !!! Agora sim os aeroportos do interior decolam ….

    Curtir

  5. o quê tem vacaria para receber tanto investimento ? estes cowboys ditos ‘machos gaudérios’ são da pior espécie.. é isso mesmo, esses caras que fazem acampamento ali no centro.. fiquem longe, é da turma de atraso genro.. e isso aí é desvio de dinheiro com toda certeza.

    o aeroporto de rio grande é que deveria receber o investimento de vacaria.. todos sabem o porquê.

    Curtir

    • Quanta ignorância!

      Eu sou natural de Vacaria e posso dizer que lá existem pessoas trabalhadoras ou não na mesma proporção dos nascidos na capital.

      Vacaria produz toneladas de maçãs que são exportadas, assim como queijos, carnes, grãos, flores, fruticultura… e não estou falando só da cidade, mas de toda a região que compreende Lagoa Vermelha, São Marcos, Lages, Bom Jesus, S. J. Ausentes.

      Pode ser que você conheça alguns metidos a “macho gaudério” de lá como eu conheço, mas não generalize as coisas.

      Respeito é fundamental!

      Curtir

  6. Só para constar, o aeroporto de Vacaria terá uma das maiores pistas da região.

    Um detalhe que achei estranho na notícia é que o dinheiro seria usado para terraplanagem, mas esta já se encontra pronta.

    ———————————————————————————————————–
    Quarta-Feira – 25 de Maio , 2011

    http://www.leouve.com.br/geral/negociosemercados/vacaria/ver/aeroporto_de_vacaria_tera_maior_pista_na_regiao-77811.html

    Aeroporto de Vacaria terá maior pista na região
    Pista com 2020 metros de extensão é maior que Congonhas

    As obras do aeroporto regional de cargas de Vacaria, realizadas pela Toniolo Busnello, estão perto do fim. A empresa concluiu a terraplenagem e a pavimentação da pista de pouso e dos pátios de manobra e de estacionamento de aeronaves. Na fase atual, executa os trabalhos de urbanização. Com 2.020 metros de extensão, a pista será a maior entre os aeroportos civis do Interior e terá importância estratégica para a região, grande produtora de maçã, queijos e manufaturados.

    De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento, Tecnologia, trabalho e Turismo – Alessandro Dalla Santa Andrade “O aeroporto de Vacaria é uma infraestrutura que está à disposição de todo o empresariado e população da Serra. A obra deve servir para captação de investimentos que ultrapasse as fronteiras do município e sirva para os interesses do estado e do Brasil” .

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: