População vai se queixar do excesso de obras nas ruas de Porto Alegre, promete José Fortunati

Clarisse de Freitas

O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, está otimista quanto à realização das obras previstas para adequar a mobilidade urbana da capital para receber a Copa do Mundo 2014. “No ano passado falávamos de obras prováveis. Hoje são obras possíveis. Todas elas já têm financiamento definido e, tenho certeza, no ano que vem a queixa será pelo excesso de obras sendo feitas ao mesmo tempo”, afirmou durante a palestra ontem no Fórum de Infraestrutura das Entidades de Engenharia.

Na Capital, os projetos envolvem melhorias no transporte público, saneamento, rede de saúde pública, oferta hoteleira e segurança pública. Segundo o prefeito, a maior parte das licitações ainda pendentes deve ser feita até dezembro deste ano.

Um dos projetos destacados por Fortunati foi o metrô de Porto Alegre que, afirmou ele, deve ser incluído no PAC Mobilidade Urbana – Grandes Cidades, que tem anúncio previsto para o dia 27 de agosto. O prefeito detalhou a proposta com a exibição de um vídeo e disse que, embora o tema seja discutido na Capital há muito tempo, só “atravessou o Mampituba” com a escolha da cidade como sede da Copa do Mundo. “O metrô era uma discussão paroquial, só passou a ser prioridade para o governo federal quando apresentado dentro do contexto da Copa do Mundo.”

Outra mudança no transporte urbano será fruto do investimento de R$ 430 milhões. A verba será usada para criar três eixos de Bus Rapid Transit, que funcionarão nas avenidas Protásio Alves, Assis Brasil e Bento Gonçalves.

Com esse sistema, a meta é diminuir drasticamente o trânsito de ônibus no Centro Histórico de Porto Alegre. Atualmente, mais de 30 mil viagens têm como ponto final os terminais da região central, porém, a maior parte dos passageiros desce antes e os veículos chegam quase vazios.

Matéria parcial do Jornal do Comércio

_____________________________________

Ele ainda fala de obras possíveis ???????????  Meu Deus, a 3 anos da Copa !!!!!!!!!  



Categorias:COPA 2014

Tags:

17 respostas

  1. Gilberto, veja que interessante:

    http://www.noticiasautomotivas.com.br/lucro-brasil-faz-o-consumidor-pagar-o-carro-mais-caro-do-mundo/

    Veja o quadro/gráfico comparativo e observe o quanto a União e os Estados e DF arrecadam. Muito mais que os nossos irmãos latinos e os países de primeiro mundo. E, ainda assim, passaremos vergonha na Copa. Pagamos altos impostos e não temos nada. Revoltante.

    Curtir

  2. Enquanto isso os moradores das vilas removidas sofrem:
    http://coletivocatarse.blogspot.com/2011/06/nova-vila-dique-saimos-da-merda-para.html?spref=fb

    Os excluídos cada vez mais excluídos. Parabéns Fortunatti! Desenvolvimento para uns, esquecimento para muitos outros.

    Curtir

  3. Estou preocupado hoje, daqui 5 anos, 10 anos. Se é para Copa aí estamos atrasados 10 anos. Tanta obra, aí é piada.

    Curtir

  4. Por favor, volto a solicitar que não usem o blog para “briguinhas pessoais”. Sugiro que troquem e-mails ou celulares se estão apaixonados ou se odeiam mutuamente. Acabei de deletar um comentário do Augusto e um do RicardoUK.

    Aproveito para sugerir por parte de vocês mais respeito aos funcionários públicos, de qualquer esfera. O problema é um pouco mais em cima. Além do mais, existem vários aqui participando do blog (inclusive o que vos dirige a palavra). Mantenham uma certa conduta. O Blog é seguidamente elogiado pelo seu nível. Vamos mantê-lo assim.

    Obrigado !

    Curtir

  5. RicardoUK, não sou paraibano, pessoense e nem bairrista. Apenas defendo o que conheço e sei como é.

    João Pessoa, que tem a metade da população de Poa, ou é o dobro de Caxias do Sul, ou é o dobro de Florianópolis, ou equivale à uma Caxias do Sul + uma Florianópolis, como queira, simplismente tem conseguido fazer muita cois por conta própria e mais outras tantas com parceria do Governo do Estado. Porque a rica Poa do evoluído RS também não conseguiria? Veja que João Pessoa nem sediará nada na Copa e mesmo assim tem feito inúmeras coisas grandes e pequenas. Observe que sempre falei exaustivamente do potencial de Poa e de que nem precisaríamos de recursos, porque a iniciativa privada até mesmo internacional está louquinha para executá-las e depois administrá-las, mas parece que preferimos não ter algo do que tê-lo sob a administração privada.

    No fim parece que eu sou o ruim, que só defende o que é de fora, e tu és o bonzinho, que defende a nossa Poa atual, quando na verdade eu exalto sempre e acredito no potencial de Poa e, por isso, trago exemplos, e tu indiretamente acaba sempre por detonar Poa ao desacreditar e duvidar do potencial dela, achando que nada é possível ou viável na capital dos gaúchos e que devemos nos acostumar, pois isso é Brasil. Aí pergunto, quem é bairrista, quem defende o puro estado atual da cidade ou quem acredita no potencial dela?

    Veja que eu apenas trago iniciativas de João Pessoa, já falei inúmeras vezes do Centro de Convençœs de estilo valenciano a ser inaugurado no ano que vem (parceria do Estado com a Prefeitura), da estação ciência de oscar niemeyer (feita com recursos da prefeitura e inaugurada em 2008, e que estã em ampliação), citei o sistema de aluguel de bicicletas, a nova fonte luminosa da Lagoa e a legislação municipal dela, que exige a contrução de esculturas de qualquer porte. Tu é que passaste a agredir João Pessoa sem conhecê-la e ainda por cima num tópico/post que eu ainda nem havia citado nada dela, nem para efeito de comparação.

    De que adianta termos uma classe A expressiva, se, pelo que tu diz, a Prefeitura de Poa é tão pobre que nada pode. Pelo visto a pobre João Pessoa é mais rica que Poa ou é mágica.

    E, pra finalizar, veja como é morar na faminta João Pessoa:

    Dá pra jogar vôlei de praia ou correr na orla em plena madrugada que ninguém te assalta e olhe que nesse horário nem policiamento tem.

    Não há papel e lixo no chão e os carros param espontâneamente nas faixas de pedestres para os mesmos atravessarem a rua, sdm mãozinha e gesto pedindo, basta pisar na faixa ou se dirigir à ela.

    Quase não há mendigos, cães de rua, carroças e flanelinhas na cidade toda e os poucos flanelinhas que existem pedem 0,25 centavos, agradecem e te mandam ir com Deus, nada de bandidagem pedindo 5, 10 e até 50 (em shows, jogos especiais e formaturas na UFRGS) antecipados sob pena de roubo ou depredação do carro, como ocorre em Poa.

    Aqui, apesar de ser duas Caxias ou Floripa e, ao contrário dela, além de tudo isso, as pessoas dão bom dia,boa tarde, agradecem e não há favelas como o Canyon em Caxias e outras tantas de Floripa, que se entrar pode não sair vivo.

    Até o vendedor de sucos na praia te conta a história da terra e te explica o Nego na bandeira estaual (négo).

    É a única cidade do mundo em que as tartarugas desovam em plena área urbana e é uma das mais verdes.

    Enfim, uma cidade grande vivendo como podiam viver os nosso antepassados. Espero que algum dia Poa volte a ser assim. Hoje nem Caxias e Floripa o são.

    E, antes que me acuses de bairrista ou de mentiroso, mande alguém aqui para conferir e verás que o meu relato aqui agora deixado é pura e mera constatação da realidade. Sem mais.

    Curtir

    • Hehehe. Só pode ser, Augusto! Hehe. Não há outra exlpicação para a defesa e a justificação da inércia da cidade e a crítica sem embasamento algum à outros lugares.

      O que me deixa triste com isso tudo é que vejo e percebo que ele e muitos na cidade criticam as coisas sem ao menos conhecer e assim descartam idéias sem ao menos estudar a viabilidade delas pelo menos.

      O que mais tem em POA é o achismo e achistas. Uma prova disso é falar de João Pessoa sem conhecê-la. Quem pisou em seu solo alguma vez na vida não teria a coragem de ser calunioso e injusto com ela, pois as pessoas se apaixonam pela cidade à primeira vista e o seu modo de viver. É isso que sonho para a minha querida terra natal. Jampa, como aqui os pessoenses chamam carinhosamente João Pessoa, vive como se fosse uma cidade interiorana (e veja que tem 750 mil habitantes e está a 120 km de Recife), tem uma quailidade de vida incrível, é uma cidade “sulista” que nem no sul assim existe mais.

      Curtir

  6. “No ano passado falávamos de obras prováveis. Hoje são obras possíveis.”

    A dialética do prof. Girafalis está cada vez melhor….de deixar o Dr. Lair Ribeiro e o Shinyashiki morrendo de inveja.

    Curtir

  7. Se as obras prováveis agora são possíveis, entendo que regredimos.

    Curtir

  8. sahuashhusshuashuhsuassa…..

    Porto Alegre vai ser que nem a China nas Olimpiadas…..

    Lembro que só falavam que a China era obra pra tudo que é lado, que era o pais se tornando primeiro mundo e isso e aquilo.

    Vão pensar igual aqui, obra pra tudo que é lado, nada pronto…. sahusahuuahuasuasuashusaas

    Porem… nada perto do que a China faz.

    Curtir

  9. Realmente ficou para última hora.
    Mas ainda assim, prefiro o CAOS do que NADA.
    Dinheiro federal tem que pegar e gastar antes que mudem de idéia.

    Curtir

  10. Engraçado que, há cerca de um mês atrás, justificaram o atraso nas obras dizendo que não seriam loucos de começarem todas as obras ao mesmo tempo transformando a cidade num grande canteiro de obras, pois causaria transtornos a população.

    Mudaram de ideia?

    Deixaram tudo pra última hora e agora é que vai causar transtornos.

    Ahh… sem falar que se o projeto do metrô vingar, terão que começar no ano que vem ou em 2013. A construção do metrô será com escavação, como já discutimos aqui. O que irá causar desvio dos ônibus para as pistas de carros. Somado a isso, teremos a implantação do BRT, que irá colocar concreto nos corredores de ônibus de outras avenidas, causando também mais desvios.

    Ou seja, deixaram pra última hora e, agora, será um CAOS TOTAL.

    Mas… se for para melhorar a cidade, que venha do jeito que tiver que ser. O Brasil não sabe planejar as obras…

    Curtir

  11. A ponte do Guaiba, tambem, so’ inicia em 2012 e so’ sai depois de 2015 segundo a ultima noticia. Fazer o que, POA depende do dinheiro da central desta varzea chamada Brasil. So’ o paraibano bairrista de Joao Pessoa que acredita que nos temos dinheiro pra fazer tudo por conta rsrs. A prefeitura nao tem dinheiro nem pra trocar o piso da frente do Mercado Publico, tiveram que ir pedir arrego pra iniciativa privada, imagina estas obras de centenas de milhoes que sao necessarias para a cidade.

    Curtir

    • Ricardo…menos, filhinho. Olha que eu faço o batuque aquele.
      Não fala do que tu não sabes. A Prefeitura de Poa tá com vários milhões em caixa. Não é falta de grana, é falta de administração.
      Vou te dar um exemplo; pra conservar os passeios da cidade, a PMPA, além de não gastar um centavo, ainda pode arrecadar muita grana. É porque a conservação das calçadas é responsabilidade dos proprietários. Basta que a porcaria da SMOV coloque os seus fiscais na rua e começe a autuar e multar as pessoas que não conservam seus passeios. Vai arrecadar uma grana…visto que os passeios da cidade estão uma pocilga. Está aí um expemplo de que não é necessário dinheiro pra gerenciar uma cidade.
      Agora deixa as tuas mãozinhas longe do teclado pra evitar de escreveres bobagens SEM CONHECIMENTO algum.

      Curtir

      • A Prefeitura publica todos os balanços trimestrais no DOPA. Como tu estás há mais de 10.000 km de distãncia, tu não sabes. Aliás…tu não sabes nada do que se passa em Poa…mas insistes em pensar que sabes. Daí, as asneiras e a desinformação são inevitáveis. São meras consequências.

        Curtir

      • e tu? passas? não sei, mas ao meu ver tu estas bem longe também pra opinar.

        (não sei de nada da prefeitura, não opino)

        Curtir

  12. Claro que vão reclamar de “tanta obra junta”. Por que deixaram para começar “tudo” ano que vem, quando já terão se passado quase 5 anos da escolha do Brasil como sede da Copa?

    Por enquanto vemos uma duplicação da Av. Beira-rio e uma reforma do estádio Beira-rio paralizados, mais nada. Claro que planejar é importante, mas fomos escolhidos como país que receberia a Copa de 2014 em 2007 e, Porto Alegre, por sua tradição futebolística e importância econômica, fatalmente seria escolhida como uma das cidades-sede. Tinham 2008, 2009 e 2010 para planeja, pensar, se preparar e estarmos em 2011 com obras a todo o vapor.

    Essa falta de capacidade de organização é o que nos diferencia dos países desenvolvidos, mas nada, o resto é tempo e investir no tempo certo.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: