Eu Curto, eu Cuido

Eu curto. Eu cuido.

 

 

“Quando a gente gosta de alguma coisa, a gente cuida dela. Com a cidade onde moramos não pode ser diferente. Chegou a hora de transformar todo o amor que sentimos por Porto Alegre em atitudes construtivas: jogar o lixo no lixo, preservar o patrimônio público e denunciar o vandalismo, cuidar das calçadas, respeitar o trânsito. Tudo isso faz parte da iniciativa “Porto Alegre: Eu curto. Eu cuido.”. Mais do que uma campanha, um movimento da Prefeitura e principalmente de todos os portoalegrenses por uma cidade melhor.

 

Assim é divulgado o movimento lançado agora em julho pela prefeitura de Porto Alegre conscientizar que o cidadão também é responsável pela melhoria da sua cidade. Acredito que com empenho, ações e cobrança por parte dos nossos cidadãos é que podemos mudar a nossa cidade.

Não adianta reclamar do lixo, se deixamos a nossa latinha de “refri” atirada pela rua.  Reclamamos dos acidentes, mas estamos excedendo os limites de velocidade. Portanto esta é uma campanha que pode ajudar a conscientizar o cidadão que ele também é parte da cidade, não só em direitos mas também em deveres.

http://www.eucurtoeucuido.com.br

 

 



Categorias:Outros assuntos

11 respostas

  1. Não entendo como alguém pode jogar lixo no chão, é algo que simplesmente não passa pela minha cabeça. Não é uma opção que eu cogitaria, prefiro guardar no bolso ou segurar até chegar em casa e me sentir bem com isso.

    Curtir

  2. Parabéns, pela campanha, pela atitude. Os bons exemplos devem ser seguidos, onde um colabora, o outro gosta da atitude, segue o exemplo, e todos são beneficiados.
    Sempre que estava em via pública e tinha na mão um papel de bala, ou algum outro papel que seria para por fora, não encontrando lixeira, guardo na bolsa e depois coloco fora no devido lugar. Em casa separamos o lixo orgânico do seco. Estas lições de cidadania, ensinei minha filha, que segue meu exemplo.
    Cuidar da nossa cidade é uma questão de educação, respeito e amor a NOSSA LINDA PORTO ALEGRE. Margareth Franco

    Curtir

  3. Atitude positiva e educativa nunca é demais. Lembremos que todas as populações que hoje são ditas “muito super-educadas” já foram em algum momento da história trogloditas involuídos, O triste é imaginar que provavelmente essa campanha deve valer 10 e cobraram-se 100… ou mais.

    Curtir

  4. “…preservar o patrimônio público…” E PRIVADO!!!!

    Curtir

    • Adoraria saber quem foi que não gostou do meu comentário! Ele deve adorar as pixações, vandalismo,… que acontece em toda a cidade, em prédios públicos e privados.

      Curtir

  5. Só eu achei o site muito plagiado do facebook? 😀

    Curtir

  6. Sim Augusto, o poder público não deve tentar convencer a população a ser cidadâ, deve prender quem pixa e era isso. Bem mais positivo.

    Curtir

  7. Restou ao Poder Público implorar à população.

    Dois problemas intríncesos nesse apelo;

    1) O Poder Público absolutamente falido, atirado à politicagem e antiético ao extremo.
    2) A população cretina, mal educada, ignorante e tão imoral quanto o Poder Público.

    O slogan deveria ser; “Eu curro, eu coito.”

    Curtir

    • 95% das pixações e depredações vem de grupos do partenon. Se eu sei isso, a policia também sabe.

      Curtir

  8. Finalmente uma campanha decente! (aquela da mão ao atravessar uma faixa de segurança era ridícula, pois a faixa já existe justamente para proporcionar a travessia de pedestres).

    Tem gente porca de todas as classes sociais. Já cansei de ver gente pobre jogando sujeira diretamente no chão como já cansei de ver gente rica nos seus carrões jogando sujeira pela janela.

    Curtir

  9. Ja compartilhei a matéria com meus facebookianos…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: