Rio Grande – Emitida Licença para Oceanário Brasil

Projeto da Furg inclui prédios, reservatórios e torre mirante de 55 m, respeitando as demandas ambientais

Oceanário Brasil recebe LI

A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) expediu ontem a Licença de Instalação (LI) do Oceanário Brasil, complexo educacional, científico, tecnológico e de desenvolvimento do país proposto pela Universidade Federal do Rio Grande (Furg). Inédito na América Latina por suas proporções, o projeto ocupará uma área de 176 hectares vizinha ao antigo Terminal Turístico, entre o centro do Balneário Cassino e os Molhes da Barra, na cidade de Rio Grande.

Idealizador do Oceanário Brasil, o reitor da Furg, João Carlos Brahm Cousin, diz que está tudo pronto para o início das obras. A licitação para a primeira fase da construção ocorreu em dezembro de 2009, tendo como vencedora a UNI Engenharia Ltda, contratada por R$ 82.627.307,94. Conforme o reitor, a empresa está vindo a Rio Grande e a ordem de início das obras deve ser firmada nesta semana. A partir da assinatura, a UNI Engenharia começará a se instalar no local.

A LI contempla a implantação do edifício Oceanário, da torre mirante de 55 metros de altura e prédios para alojamento, apoio de serviços e quarentena, além de vias de circulação interna, estacionamento, espelhos d”água, reservatórios de águas salgada e doce, entre outros. O projeto foi planejado para respeitar as demandas ambientais e terá a sustentabilidade como tema importante, por isso, prevê programas de monitoramento da qualidade da água superficial e subterrânea, gerenciamento de resíduos sólidos, resgate da fauna, educação ambiental, pesquisa e monitoramento arqueológicos.

O projeto arquitetônico e ambiental está orçado em aproximadamente R$ 140 milhões. O complexo conterá diversas alas, com reprodução de hábitats naturais das regiões brasileiras e ambientes interligados. A mostra terá desde o Continente Antártico até os rios da Amazônia, passando por Pantanal e Região Sul do Brasil. Também haverá áreas administrativas, técnicas e científicas.

Correio do Povo



Categorias:Outros assuntos

Tags:,

18 respostas

  1. Meus caros!!! Um oceanário em Rio Grande, seria a forma perfeita para intrudizir toda a infraestrutura em todos os setores. Se realmente alavancar a obra, acredito que será um sucesso aquela região, além da beleza natural, movimentará muita grana, haverá uma migração intensa nos próximos 2 anos, e o mercada ficará aberto……. boas chances de progredir. – DMSK.

    Curtir

  2. Parece que as autoridades estão boicotando o Oceanário de Esteio para não ofuscar o oceanário a ser feito com RECURSOS PÚBLICOS de Rio Grande!

    Curtir

  3. Sim, é uma vergonha só ter um aeroporto de grande porte.
    Mas a prefeitura de RG tbm é uma vergonha:
    – ela é cúmplice deste cartel do transporte municipal de somente uma empresa.
    – é cúmplice na precariedade do saneamento do cassino que sequer cobre mais do que 1/3 do bairro.
    – é cumplice em ter e manter uma empresa de transporte intermunicipal pública (DATC) deficitária.
    – é cúmplice em não ter um posto de venda de passagens no cassino, e mater um precário no “bar do beto”.
    – é cúmplice em não ter pavimentação na maioria das ruas do cassino e não asfaltar o acesso ao porto.

    Curtir

  4. Olha eu penso que com este oceanário aqui em Rio Grande a coisa vai mudar e parece que vai ser construído uma estacão de trem aqui sim só não sei se vai passar no cassino parece ate que vocês não acreditam no crescimento de nossa cidade e é só vocês que estão criticando ir lá e falar com o Fabio branco pra ele apresentar a ideia para o governo para ser construído um aeroporto e isso é uma vergonha sim ter só um aeroporto de porte grande aqui no nosso estado.

    Curtir

  5. Penso que será viável sim. A cidade está se desenvolvendo rapidamento. É viável a construção do aeromóvel ligando o trensurb ao aeroporto? Quem andará de trem velho, lotado carregado de mala, é piada. Copa do mundo no pantanal, em natal? Pra quê. Nem times descentes estes estados tem. Assim é o Brasil…

    Curtir

  6. Inviável. Este oceanário vai ser um verdadeiro elefante branco, numa região sem público e sem estrutura. Deveriam apoiar o oceanário sul, de Esteio, que é viável.

    Curtir

    • Há, mas este a Fepam e Cia. vai fazer de tudo para dificultar ao máximo a construção… Pq bom mesmo é obra pública, que sequer precisa de lucro (clientes) para funcionar.

      Curtir

  7. E outra coisa… sendo uma obra pública, aposto que vão encher os tanques de bagre, traira, carpa… e os peixes “da moda”, que realmente cativam as crianças, como o “nemo” (peixe palhaço) e “doly” (que estão presentes em qualquer oceanário do mundo) vão ficar de fora, por razões ideológicas.

    Curtir

  8. Moro em Rio Grande, e nada me tira da cabeça de que não há público para sustentar este elefante, principalmente no inverno.

    Não há trem, o aeroporto é uma desgraça, o transporte municipal um fiasco, o rodoviário demora 4:30h até a capital, o porto tem pouca infraestrutura turística de forma que raramente passa um transatlântico por aqui… Pode até atrair os veranistas que de qualquer forma já viriam para cá. Mas e durante as outras 3 estações que a cidade fica deserta?

    Já morei em Lisboa e o oceanário de lá ficava perto do aeroporto, tinha metrô que deixava perto… o daqui não terá infraestrutura alguma para atrair o turismo que se espera. Claro que sendo uma obra federal e eu morando aqui, antes o dinheiro vir para cá do que para outro lugar (infelizmente é assim que as coisas funcionam), mas que provavelmelmente será um desperdício de recursos, isto sim!

    Curtir

    • Concordo, Adriel. O Oceanário Sul está localizado no núcleo de uma região metropolitana de 4.200.000 pessoas, a 100 km da Serra com mais de 1.000.000 de habitantes (o maior poder aquisitivo do Rio Grande do Sul), com metrô, no meio da maior malha viária do Estado (BR 290, Free Way, BR 116, Rodovia do Parque, futura RS 10, São Vendelino, 2 pontes), a 10 km do aeroporto internacional, etc. A única diferença é que o Oceanário Brasil será totalmente construído com dinheiro público. Além disto, o Oceanário Sul será maior e custará menos.

      Curtir

  9. Legal, mas nuooooóssa, com a altura dessa TORRE da até para visualizar Montevidéo…para quem tiver coragem de subir tão alto! Desculpem a minha indignação, mas eu não consigo entender esse exagero na limitação da altura no RS. Que mal uma torre mais alta vai fazer ao meio ambiente??

    Curtir

  10. otimo.otimo.otimo.
    Mas bem que as torre poderia ser um pouquinho maior….

    PS: Sera que depois da confirmacao do Oceanario em RG o de Esteio ainda vai sair??

    Curtir

  11. Inacreditável. Daqui umas décadas Rio Grande vai ser a maior cidade do Estado.

    Curtir

Trackbacks

  1. Rio Grande – Emitida Licença para Oceanário Brasil (via Blog Porto Imagem) | Beto Bertagna a 24 quadros

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: