O que faz um secretário de Turismo? – 2 (por José Luiz Prévidi)

Continuo mostrando as fotos da m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a “orla do Guaíba”, o cartão postal da ex-Cidade Sorriso.

Como expliquei ontem, as fotos são do admirável Gilberto Simon, dohttps://portoimagem.wordpress.com/ e www.portoimagem.com.

Dá uma olhada. Confira com calma. O Gilberto tem fotos de toda a “orla”.

São 72 quilômetros entregues a invasores e a bandidagem em geral.

De repente, para a Secretaria de “Turismo”, a “orla do Guaíba” é um exemplo a ser seguido pelo mundo.

Fotos: Gilberto Simon / Ricardo Haberlan

Escreve o jornalista Marco Poli:
É exatamente o que os porto-alegrenses merecem. Lembra quando um empresário tentou construir um empreendimento onde existia um depósito informal de lixo, usuários de crack e moradores de rua? Quase caiu o mundo, chamou-se até um plebiscito sobre o assunto e ele foi impossibilitado de construir prédios residenciais(de 6 andares) no local, mas foi permitido erguer torres comerciais(qual a lógica?). Enquanto isso, a 500m dali se ergueu um espigão em frente ao shopping, com 21 andares e ninguém disse nada. Gente que pensa e age nesse sentido, merece a orla que tem 
—–
Gilberto Simon, o autor das fotos:
Praticamente todas as cidades do mundo que têm uma orla, a valorizam, criando locais com estrutura, para utilização de toda a população, através de residências, escritórios, serviços, restaurantes, bares, marinas, píers, centros comerciais, espaços de convivência e lindos jardins.
Aqui em Porto Alegre temos uma orla de 72 Km, com poucos espaços em que a sua utilização é possível, minimamente falando. Talvez a orla da praia de Ipanema seja a mais utilizada em razão de ser em um bairro essencialmente residencial e por ter alguns bares e restaurantes próximos da margem.  Já a orla junto ao Parque da Harmonia e ao Gasômetro, são totalmente “atirados”, feios, sem estrutura alguma, mas que as pessoas acabam utilizando pela total falta de outros lugares em áreas centrais da cidade. Antes o “Gasômetro” do que nada. Grande parte das pessoas deve pensar desta forma. Mas esta forma de pensar é um tanto cômoda e indigna.

Publicado no Blog do Prévidi, ontem, 26/07/2011

 



Categorias:Outros assuntos

Tags:, ,

9 respostas

  1. Mais uma de Guaíba/RS:

    Parece até exterior.

    Curtir

  2. Orla da Praia do Atalaia, na pequena Aracaju, no Estado de Sergipe:

    Não deve em nada aos chiques condomínios privados do balneário gaúcho de Atlântida, com a diferença que é mantida pelo poder público e aberta a todos.

    Mais fotos:

    http://imageshack.us/f/172/dsc01896dm8.jpg/

    OBS nº 1.: Eles possuem um simples telesférico em Aracaju, será que nem isso é possível no Morro Santa tereza (?):

    OBS nº 2.: Repararam nessa foto atualizadíssima das obras da Arena que mais uma favela surge em POA, BEM NA ORLA, e BEM NA ENTRADA DA CIDADE (em frente a antiga Vila Areia):

    Curtir

  3. To dizendo Guaíba ta melhor de orla (Só no centro da cidade, nos bairros também é uma droga) do Porto Alegre.

    Curtir

  4. Até a pequena e mais pobre cidade de Guaíba/RS está melhor do que a gente.

    POA tem isso:

    Eles (Guaíba/RS), lá do outro lado do lago, têm isso:

    Curtir

    • No detalhe da foto de Guaíba, dá pra ver que há dois contêineres diferentes: lixo orgânico e lixo reciclável. Até isso Porto Alegre não conseguiu fazer ainda 😦

      Curtir

    • Se construirmos isso que guaíba tem uma inundação do guaíba vai arrastar tudo… sabe como é, as aguas são mais violentas do lado de cá.

      Curtir

  5. Bairros puramente comerciais tendem mais facilmente a se degradar já que não há ninguém a noite (a menos que sejam prédios comerciais luxuosos com segurança privada 24h). É o que vai acontecer com a nossa orla se continuar esta lei que proíbe prédios residenciais nela.

    Curtir

    • A única oportunidade real que tivemos, desperdiçamos.

      Até hoje não entendo onde há privatização nisso:

      Preferem isso:

      No máximo isso:

      Curtir

    • Melhor nem tentar entender, portofan. Até pq aquela área já é privatizada há decadas, como se privatiza algo privatizado?

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: