Bndes aprova financiamento para mais OITO PARQUES EÓLICOS NO RS

Banco possui hoje novos projetos para o setor, envolvendo empréstimos de R$ 4,2 bilhões

Parque eólico de Osório. Foto: Gilberto Simon - Porto Imagem

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes) anunciou nesta quinta-feira (28) a aprovação de financiamento para oito parques eólicos que serão construídos nos municípios de Palmares do Sul e Osório, no Rio Grande do Sul, totalizando uma capacidade instalada de 150 megawatts (MW) de energia.

O empréstimo para as obras atinge R$ 445,7 milhões e corresponde a investimentos totais de R$ 725,2 milhões. Os empreendimentos serão construídos por três Sociedades de Propósito Específico (SPE), controladas pela empresa Enerfin do Brasil. Eles deverão gerar 2,3 mil empregos diretos e indiretos e entrarão em operação comercial até 2013, informou o banco.

Segundo o Bndes, todas as usinas já têm contratos de comercialização de energia por 20 anos no Ambiente de Contratação Regulado (ACR).

De acordo com o Bndes, o apoio à construção dos parques eólicos contribuirá para diversificar a matriz energética no país, reduzindo a emissão de gases causadores de efeito estufa.

Desde 2005, já foram aprovados pelo Bndes financiamentos no montante de R$ 4,5 bilhões para o setor de geração de energia eólica, somando uma capacidade instalada de 1.520 MW.

Em carteira, o banco possui hoje novos projetos para o setor, envolvendo empréstimos de R$ 4,2 bilhões.

Jornal do Comércio



Categorias:Energia

Tags:,

7 respostas

  1. Para todos ficarem ainda mais indignados vou fazer umas continhas para mostrar que ainda é pior do que pensam.

    Belo Monte que todos acham um horror de desperdício de dinheiro público, para gerar aproximadamente 11000MW terá um investimento de 19 bilhões, por outro lado para gerarmos 1520MW (10% de Belo Monte) é necessário 4,5 bilhões, ou seja, aproximadamente 25%. Se ficasse por aí a energia eólica seria duas vezes e meia mais cara que a hídrica, entretanto não é só isto, calculando a potência firme das eólicas em torno de 30% (estou sendo altamente otimista) a energia eólica fica
    .
    8 (OITO) vezes mais cara que a hídrica.
    .
    Chamo atenção a estes dados pois o pessoal das eólicas se esquecem de dizer que há uma pequena diferença entre a energia hídrica e a eólica, se o rio tem mais água a noite se guarda a mesma e se consome de dia, agora se venta mais a noite o que se faz com o vento? Se guarda para o dia?

    Curtir

  2. “Eles deverão gerar 2,3 mil empregos diretos e indiretos e entrarão em operação comercial até 2013, informou o banco.”

    Eles não vão “gerar” empregos, eles empregarão, o que é muito diferente.
    Gerar pressupõe empregos extras, o que não é verdade. Um banco não gera empregos extras ao conceder um empréstimo pois este dinheiro também estaria “gerando empregos” caso estivesse em circulação, e não investido. No caso do BNDES, é ainda provável que esteja “gerando” menos empregos por causa da falta de qualidade dos empréstimos e corrupção.

    Curtir

  3. Estes cataventos servem mais como atração turística do que gerador de energia.

    Curtir

  4. Sim, tem gente que olha na TV e acha chique ter usina, nem se preocupa em se perguntar o quanto é mais cara é a energia… para ele fins nobres justificam qualquer meios. Desta forma, sequer precisou se informar que usinas eólicas produzem uma merreca de energia a um custo elevado, e que com o mesmo dinheiro dava para investir em outras fontes mais baratas e pouco poluentes.

    Eu já disse e repito: O Brasil é rico em fontes baratas para produção de energia, principalmente hídrica, mas temos uma das energias mais caras do mundo, senão a mais cara. Por causa disto, milhares de pessoas adoecem e também MORREM no inverno por causa do frio já que pagar aquecimento residencial é coisa somente para ricos. Além disto, energia cara tira (ainda mais) competitividade da nossa indústria. Este mês eu vou pagar R$200 reais por ter mantido o aquecedor ligado poucas horas por dia, somente nos dias mais frios do ano, e somente quando estou em casa, enquanto meu amigo no Canadá pagou muito menos que isto para ter aquecimento 24h por dia num inverno muito mais frio que o nosso.

    Curtir

    • Pois é, acho que o problema é que os pseudo ecologistas adoram atacar cada hidrelétrica por que vai afundar alguns hectares de mata. Estranhamente construir usinas a carvão ou gás não causam protestos. Até eólica eu estranho não causar protestos, pois além de caro se começarem a fazer um parque do lado do outro a poluição visual vai ser terrível.

      Curtir

  5. HAHAHAHAHA…..Eu venho falando isso a muitoi tempo. Eolica e solar sao os maiores elefantes brancos. Vai ver se vao colocar essas cataventos ai em SP…nao vao, la eles querem NUCLEAR, a melhor forma de se produzir electricidade. E ai no RS tem que ser CARVAO, mais electricidade e mais barato e abundante (e sei que esta na moda dizer que polui, mas as novas poluem MUITO POUCO) . Mas nao, todos leram na revista CARAS que e’ “chique chique rolima” ter “energia renovaveis” kkkkkk….
    Dai o RS se torna laboratorio de experimentos de esquerdistas loucos DE NOVO.

    Curtir

  6. Isto, nossa conta de luz já é o dobro dos EUA, Canadá,… vamos tentar deixar o triplo investindo em matriz energética cara… e tudo com verbinha do BNDES claro, de que outra maneira esta estupidês poderia ser levada adiante senão com verbinha pública?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: