Embratur espera que Copa do Mundo ajude a duplicar número de turistas

Instituto brasileiro de turismo conta com Mundial para receber 7,2 milhões de turistas em 2014

Rio de Janeiro - Foto: Gilberto Simon - Porto Imagem

Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) espera que a Copa do Mundo de 2014 proporcione um crescimento exponencial do turismo no país até duplicar nesta década o número de visitantes estrangeiros, disse nesta sexta-feira (29) o presidente do órgão, Flávio Dino.

“Acreditamos que a Copa nos permitirá atingir duas metas fixadas para esta década: dobrar o número de turistas, de modo que possamos alcançar os 10 milhões por ano, e multiplicar por três o ingresso de divisas, até US$ 20 bilhões anuais”, afirmou Dino em entrevista à Agência Efe.

Atualmente o Brasil recebe cinco milhões de turistas anualmente, mas o presidente da Embratur declarou que durante o Mundial, que será disputado entre os dias 12 de junho e 13 de julho de 2014 em 12 cidades, o país espera acolher cerca de 600 mil turistas e fechar esse ano com um total de 7,2 milhões de visitantes estrangeiros.

A Copa do Mundo “é uma oportunidade de grande exposição que já está produzindo resultados”, considerou Dino ao assinalar que a Embratur espera que este ano o número de turistas estrangeiros seja recorde.

“De 2003 a 2010 crescemos 25% em relação ao número de turistas e o ingresso de divisas oriundas do turismo aumentou 139% “, informou o presidente do instituto no Rio de Janeiro, onde no sábado será realizado o sorteio das eliminatórias da Copa de 2014.

De acordo com Dino, além do Mundial, os Jogos Olímpicos de 2016 e outros eventos internacionais de peso que acontecerão nos próximos cinco anos no Rio de Janeiro, como a cúpula de desenvolvimento sustentável Rio+20 e a Copa das Confederações, “vão proporcionar muitos resultados” positivos para o turismo nacional.

Para os Jogos Olímpicos, a Embratur espera que 380 mil turistas estrangeiros visitem o Rio de Janeiro. Dino lembrou que além da oferta tradicional de turismo de sol e praia, o Brasil evolui no turismo de negócios e hoje é um dos dez países do mundo que mais recebe eventos internacionais desse tipo.

“A Copa do Mundo e as Olimpíadas vão fortalecer esse pasta de produtos e com isso poderemos alcançar números melhores”, opinou.

Capacitar para receber

Para que o país possa cumprir esses objetivos, as autoridades trabalharão o plano turístico em três dimensões: infraestrutura, qualificação do pessoal de serviços e uma campanha de imagem, explicou o funcionário.

Em relação às infraestruturas, uma preocupação dos organizadores do Mundial, Dino explicou que nos próximos três anos serão feitos investimentos públicos e privados da ordem de R$ 10 bilhões na rede hoteleira e de R$ 5,6 bilhões na modernização e ampliação dos aeroportos.

Na área de serviços, os recursos serão direcionados para qualificação de mão de obra, adiantou Dino, destacando o “Bem Receber Copa”, programa que capacitará cerca de 300 mil trabalhadores do setor turístico a um custo de R$ 440 milhões.

“Finalmente, teremos uma estratégia de imagem por meio da qual vamos mostrar ao mundo que o Brasil oferece muitos produtos além de seu povo, já reconhecido como um fator atrativo, e de sua cultura, clima, praias e gastronomia”, lembrou Dino.

O lema da campanha é “O Brasil te chama, celebre a vida aqui”, disse o presidente de Embratur, acrescentando que a intenção é reafirmar a imagem que “o Brasil é um país capaz de transformar um grande evento em uma grande festa”.

Portal Copa 2014



Categorias:COPA 2014, TURISMO

Tags:, , ,

1 resposta

  1. Espero que nossos aeroportos e rodoviárias consigam suportar este aumento na demanda.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: