Estacionamentos subterrâneos: prefeitura seleciona estudos

A Praça Parobé e o Parque Ramiro Souto, além de outros locais da Capital, poderão receber estacionamentos subterrâneos. Na terça-feira, 16, às 10h, no Salão Nobre do Paço Municipal, o prefeito José Fortunati lança o edital de manifestação de interesse público para receber estudos sobre a criação de vagas de estacionamento no subsolo de Porto Alegre.

A consulta pública é o primeiro passo para verificar a viabilidade técnica e econômica do projeto que irá contribuir para a melhora da mobilidade nos bairros. Além das duas áreas indicadas pela prefeitura, os interessados poderão sinalizar outras opções de locais que tenham necessidade deste tipo de ação.

As empresas terão 60 dias para apresentar as propostas. Os estudos serão avaliados por uma comissão a ser designada pelo prefeito. A equipe poderá selecionar uma ou mais sugestões, cujas informações servirão de base para a elaboração do projeto básico da licitação pelos técnicos do município. Os estudos aproveitados receberão remuneração da empresa selecionada, por licitação, para construir os estacionamentos.

O projeto é desenvolvido na prefeitura por meio do Gabinete de Assuntos Especiais (GAE), ligado ao gabinete do prefeito, em parceria com a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC).

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:

4 respostas

  1. Olha, eu não entendo o que as pessoas querem do trânsito de Porto Alegre. Querem que esteja sempre fluindo bem e desobstruido???

    Trânsito é como banco. Se todo mundo for sacar ao mesmo tempo o banco vai a falência. Se o banco deixar todo dinheiro parado nos cofres esperando saques também vai à falência.

    Se o trânsito estiver fluindo bem nos grandes cruzamentos nos horários de pico, quer dizer que desperdiçamos dinheiro e espaço construindo ruas demais. Uma cidade que tem trânsito adequado vai ter congestionamentos no horario de pico e trânsito fluindo em outros horários. Com exceção da BR 116 (que é uma história à parte) Porto Alegre é exatamente assim.

    Se tivessemos bons estacionamentos no mercado publico (e outras estações do trensurb), talvez pessoas deixassem de ir de carro até Canoas, São Leopoldo, NH, estacionando o carro no mercado e usando o trem para o resto do trajeto. Assim a parte mais crítica do transito no estado teria chance de alguma melhora.

    Outra solução para o problema do congestionamento que tanto preocupa todos: que tal se o governo estimulasse a venda de motocicletas? Motocicletas ocupam o mesmo espaço que bicicletas, poluem menos, são uma alternativas à pessoas de todos os biotipos e vigor físico, e adequadas à quaisquer distâncias e trajetos de deslocamento.

    Curtir

  2. Tomará que construam todos que puderem, assim quando as pessoas não conseguirem chegar nos estacionamentos, ou levarem horas de sua casa até eles, pode ser que entendam que não há possibilidade de todo mundo sair de carro pelas ruas de qualquer cidade no mundo!

    Se eu fosse como o um comentarista aqui do fórum, que começa com A e termina com usto, eu diria que depois que estivesse lotado, concretassem todas as saídas e entradas, mas sem pessoas lá dentro, só os carros, pois nesse ponto eu nunca conseguiria ser como ele.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: