Beira-Rio: Obras paradas constrangem

A demora é longa e inquietante. As obras do Beira-Rio, paradas há cerca de dois meses, constrangem os dirigentes, comprometidos com a realização da Copa do Mundo em 2014. No entanto, a lentidão do processo, até o momento, não impossibilitou nem mesmo a Copa das Confederações, que ocorre um ano antes. A garantia foi dada ontem pela Andrade Gutierrez.

“Passei uma boa parte do dia trabalhando no assunto. Já teríamos condições até de assinar um pré-contrato para acabar com os boatos, mas preferimos prosseguir trabalhando para concluir a elaboração do contrato final. Eles (Andrade Gutierrez) garantem que tudo ficará pronto no prazo estabelecido”, afirma o vice de futebol, Luis Anápio Gomes, que acumula o cargo de presidente da Comissão de Obras.

De acordo com ele, possivelmente nesta semana, a elaboração da minuta do contrato deve estar concluída. Então, será submetida ao crivo dos conselheiros e, em seguida, passará por uma votação no Conselho Deliberativo. “Vamos levar o contrato para um referendo do Conselho. A rigor não precisaria, mas o Giovanni (Luigi) faz questão”, continua Anápio.

A construtora também assegurou ao clube que não será necessária a interdição do estádio em momento algum desta e da próxima temporada.

JUSTIÇA – Importante conselheiro, também atuante na política partidária, estaria disposto a ingressar na Justiça para impedir a assinatura do contrato com a Andrade Gutierrez.

Do Blog CP Futebol Clube / Fabricio Falkowski

______________________________

Aproveito e posto estas duas ótimas fotos tiradas esses dias pelo Mauro Aires (Sheena Tramp) e que foi enviada por ele por e-mail:

Beira-Rio com obras paradas. Foto: © Sheena Tramp

Beira-Rio com obras paradas. Foto: © Sheena Tramp



Categorias:COPA 2014, Gigante para Sempre (Beira Rio)

Tags:, , , ,

9 respostas

  1. Pelo que sei, o Beira-Rio foi construido pelas doações e trabalho dos colorados. Vamos fazer o que foi feito nos anos 60 ????? Pedir pinico para construtoras, que ficam mamando nas tetas dos nosso impostos, que vergonha. O Inter e povo colorado, vai ficar devendo favores para o resto da vida.

    Curtir

  2. Na realidade, seu eu fosse dono da AG, estaria com a faca e o queijo nas mãos. A construtora, sendo a única interessada em tocar o projeto, poderia simplesmente orçar a obra no valor que quisesse. O Inter e a PMPA estão reféns da Andrade Gutierrez. Esse affair ainda vai dar pano pra manga. Está claro que há alguma aresta a ser aparada nesse contrato.

    Curtir

  3. Marcelo, a esta altura ainda ter gente querendo expurgar a empreiteira… acho preocupante sim. Coisa de gauchinho né, em vez de negociar quer impor seu jeito.

    Curtir

  4. E o show do Justin Bieber? Tem que estar pronto até la. ;p

    Mas falando sério, acho que eu nunca vi uma obra de interesse geral da cidade (pública ou privada) sem atraso ou paralizações nas obras.

    Curtir

  5. A Copa das Confederações em Porto Alegre, que se realizará daqui a menos de 22 meses, já era; tudo por causa da desorganização colorada e pela preferência injustificável dos dirigentes locais e da CBF pelo estádio do inter.

    Curtir

  6. Não me surpreenderá se a mentalidade atrasada e avessa ao progresso da grande maioria da população desta cidade impedir que a Copa aqui se realize, por questões tais como esta. Um contrato é uma coisa complexa, eu sei. Mas demorar tanto tempo assim para assinarem com a Copa logo ali. Já faz desde março que este contrato era para estar pronto e até agora nada…Merecemos perder a sede da Copa sim!!

    Curtir

    • Márcio, já tem colorado dizendo que o Internacional tem que se comprometer com o time e não com as exigências da FIFA.

      Eu acho o cúmulo… sou colorado e fico envergonhado com essa situação. De que adianta glória sem honra? Um time glorioso e campeão no campo mas que fora dele não honra com seus compromissos. Se não queriam se comprometer, não deveriam ter colocado o Beira-Rio na história.

      A prefeitura fez os projetos baseados que o estádio sede seja o internacional. E a FIFA excluirá a cidade se o internacional não cumprir com o que foi prometido. Nesse caso, a Arena do Grêmio não nos salvará.

      Eu, hoje em dia, acredito que esta copa foi a maior roubada que o Brasil se meteu por não ter a menor capacidade de planejamento. Nosso povo tem muito a aprender. Mas, agora, não podemos mais voltar atrás e temos que pelo menos tentar fazer bonito em 2014, senão os investidores e estrangeiros olharão para nós como um país que jamais será desenvolvido.

      Curtir

      • Não vejo problemas do COL substituir um estádio indicado para a Copa se houver outro em condições, pois apenas as cidades foram escolhidas pelo COL/FIFA, enquanto os estádios foram indicados pelos Comites de cada cidade.

        Por outro lado, a preocupação dos dirigentes colorados nunca foi com a Copa em si ou com a imagem do clube em relação ao mundo, mas o de obter o máximo possível de vantagens com o evento. Tanto que se não houvesse copa provavelmente o Inter não teria condições cobrir o estádio e as reformas seriam muito menos profundas.

        Curtir

        • Aliás, é por isso também, garantir isenções fiscais maiores, que nos gremistas queríamos tanto que a Arena fosse um estádio da Copa.

          Se houvesse esse espírito de mostrar para o mundo nossa capacidade de produzir coisas belas e úteis num evento internacional, o projeto de estádio da Copa deveria ter sido pensado desde o início como uma cooperação entre os 2 grandes clubes de futebol da cidade + o Poder público local + isenções federais.

          Curtir

%d blogueiros gostam disto: