Remoção da Vila Dique esbarra em atraso de obras

Custos maiores para erguer moradias levaram a desfecho e novo adiamento da obra que busca abrigar 900 famílias

Patrícia Comunello

Construtora Dan-Herbert comprometeu-se a finalizar apenas as 400 unidades em produção (foto). FREDY VIEIRA/JC

Valores subestimados para custear a conclusão de quase 1,5 mil moradias destinadas à remoção das pessoas que habitam a popular Vila Dique, área de invasão nas proximidades do Aeroporto Internacional Salgado Filho, obrigaram a prefeitura de Porto Alegre a buscar novos construtores.

Com isso, a saída de quase 900 famílias tem prazo incerto e deve ultrapassar 2012. O cronograma original dava conta da conclusão de todo o loteamento na metade de 2010. Pelo acordo firmado na semana passada com o Departamento Municipal de Habitação (Demhab), a construtora Dan-Herbert, com sede em Brasília, comprometeu-se a finalizar mais 400 unidades, que já estão em produção na área do Loteamento Bernardino Silveira Amorim, no Porto Seco, além das 484 já entregues. Faltarão quase 500 para zerar o projeto.

A finalização do loteamento é essencial para permitir as obras de duplicação e ampliação da avenida Severo Dullius, incluída no pacote para a Copa do Mundo de 2014. Os invasores estão assentados exatamente no trecho final do atual traçado da Severo Dullius, extensão que já existe da via. O diretor-geral do Demhab, Humberto Goulart, adianta que já solicitou ao Ministério das Cidades a inclusão do estoque que falta no programa Minha Casa Minha Vida. A intenção seria executar a obra dentro da faixa de até três salários-mínimos, com forte subsídio para os futuros moradores.

Uma dificuldade que pode atrapalhar os planos, contabiliza o próprio Goulart, é o fato de que a atual licitação fazia parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 1, com verbas de R$ 33,5 milhões. Caso a tentativa junto à pasta das Cidades seja frustrada, o diretor-geral do departamento municipal já tem na manga a abertura de concorrência para atrair interessados na empreitada.

“Desta vez, vamos chamar as duas primeiras colocadas da disputa para evitar que haja algum problema na execução”, adianta o gestor.

A trajetória do contrato com a construtora brasiliense não surpreende segmentos do setor na Capital e nem mesmo o comando do Demhab. Goulart alega ter herdado o impasse da execução. O atual diretor-geral, que está na pasta desde 2010, indica que a Dan-Herbert acabou entrando na disputa, que teve de ser lançado por duas vezes por falta de interessados, pois achava que haveria mais aditivos para ampliar o orçamento. O valor do PAC previa R$ 33,5 milhões para as 1.476 unidades. “Eles fizeram um mau negócio, mas achavam que haveria realinhamento de preços”, comenta Goulart. “A prefeitura não é culpada se a empresa não cumpriu o contrato”. Os recursos, a partir da fiscalização feita pelos técnicos do Demhab e da Caixa Econômica Federal, só eram liberados à medida que as casas eram terminadas.

A reportagem tentou contato com a direção da empresa, que não retornou às ligações. Mesmo durante o contrato, houve aditivos, que incluíram novas obras, mas não ampliaram o valor orçado para as moradias. A empresa chegou a sofrer multas por não cumprir prazos e o volume de casas.

O diretor-geral do departamento estima que seriam necessários R$ 9 milhões para concluir as unidades que faltam. A expectativa é custear o valor com a nova licitação. Na supressão do contrato, os técnicos do Demhab fizeram cálculos para confrontar o que foi feito, o que poderá ainda ser realizado e o que não será concluído.

Veja a matéria completa, com mais informações, no site do Jornal do Comércio, clicando aqui.

 



Categorias:Outros assuntos

Tags:

1 resposta

  1. Delícia de cidade.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: