“Aeromóvel é uma obra que rompe com dependência tecnológica e científica”, diz Villaverde

Obras do aeromóvel começaram e ficarão prontas até o final do ano

Mais do que beneficiar a mobilidade urbana e preparar Porto Alegre para a Copa do Mundo de 2014, a implantação do aeromóvel – meio de transporte urbano automatizado que circula em via elevada – na zona Norte da capital gaúcha representa um salto tecnológico para o Estado e para o Brasil. Esta foi a avaliação do presidente da Assembleia, deputado Adão Villaverde (PT), ao participar, no final da manhã desta segunda (15), da solenidade de início das obras da linha do aeromóvel gaúcho. A linha terá 998 metros de extensão e vai servir como elo para os usuários que precisam se deslocar da Estação Aeroporto da Trensurb até o Terminal Salgado Filho e vice-versa.

Villaverde esteve acompanhado na cerimônia do Ministro das Cidades, Mario Negromonte, do presidente da Câmara de Deputados, Marco Maia, do prefeito da capital, José Fortunati, e do secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Beto Albuquerque. Os deputados federais Vieira da Cunha (PDT) e Manuela D´Ávila (PCdoB) e os deputados estaduais Jurandir Maciel (PTB) e Raul Carrion (PCdoB) também estavam presentes junto com diversas outras autoridades.

Tecnologia revolucionária

Dotado de tecnologia e projeto 100% gaúchos, a obra do aeromóvel teve início nesta mesma manhã, a partir do acionamento coletivo da primeira máquina pelas autoridades presentes no ato. A previsão é que até o final do ano a construção esteja pronta e que no começo de 2012 o meio de transporte esteja em funcionamento. Será a primeira obra relativa à Copa do Mundo 2014 que será entregue à população em Porto Alegre. “O aeromóvel rompe com a dependência tecnológica e científica do país. E isto talvez seja tão importante quanto o impacto que este meio de transporte trará para a cidade e para a região Metropolitana”, destacou o presidente Adão Villaverde em pronunciamento.

De acordo com o diretor-presidente da Trensurb, Humberto Kasper, a tecnologia da linha do aeromóvel começou a ser desenvolvida em 2004, a partir da criação de um grupo de trabalho formado por técnicos do Governo Federal e universidades gaúchas, como a PUC e a UFRGS. “ É uma tecnologia revolucionária, inovadora e de baixo consumo de energia”, salientou.

A construção da linha do Aeromóvel faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal. “O aeromóvel vai se transformar em referência para o Brasil e para o mundo”, disse o presidente da Câmara Federal, Marco Maia.

Assim como o presidente da Assembleia, o ministro das Cidades, Mario Negromonte, valorizou a independência tecnológica da obra. “É um momento histórico da vida do transporte urbano do Brasil. Nós não fomos buscar tecnologia na Europa ou nos Estados Unidos. É uma tecnologia genuinamente gaúcha”, destacou.

Estrutura

O aeromóvel conterá dois veículos com propulsão a ar, similares a um metrô, que terão capacidades diferentes de transporte. Um poderá transportar 150 pessoas e o outro 300. O trajeto de 998 metros entre a Estação Aeroporto da Trensurb e o Terminal I do Aeroporto Salgado Filho terá a duração estimada de 90 segundos via aeromóvel. O investimento da obra é de R$ 29 milhões e os recursos são do Governo Federal, por meio do PAC.

Assembleia Legislativa do RS



Categorias:Aeromóvel, aeroportos brasileiros

Tags:, , ,

10 respostas

  1. Antonio,

    a resposta a este artigo já foi dada:
    http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=67916&codp=1451&codni=3

    Estás reciclando um artigo do Sr. Engels.

    Curtir

  2. Adriano,

    Tu poderias detalhar mais sobre as “perdas por escapamento de ar”? Estamos falando de quantos m³ de ar na tua opinião? Tu conheces em detalhes o projeto de engenharia do sistema de vedação ou trata-se de uma suposição?

    A linha de Jacarta tem 3,2 km. Baseado em que cálculo tu estimas que o sistema não pode operar em distâncias superiores a dois quilômetros? Fiquei curioso sobre a origem de um número tão preciso.

    O que define um “trem elétrico equivalente”?

    Abraços
    Diego

    Curtir

  3. Tiraram essa noticia do bairrista (http://obairrista.com/) ?

    O aeromóvel é revolucionário mesmo… seus trens levam metade da capacidade de um trem elétrico equivalente, o comprimento máximo da linha não deve passar de uns dois quilômetros devido às perdas por escapamento de ar, sem falar que a linha tem que ser moldada perfeitamente para que o duto tenha pressão constante e adequada.

    Curtir

  4. Outra parte da mentira é que a tecnologia é do governo federal e da UFRGS/PUC…

    Curtir

    • É que os caras “daquele partido” Felipe, gostam muito de reescrever a história da forma que melhor lhes convém.

      Curtir

  5. “O aeromóvel rompe com a dependência tecnológica e científica do país. E isto talvez seja tão importante quanto o impacto que este meio de transporte trará para a cidade e para a região Metropolitana” “O aeromóvel vai se transformar em referência para o Brasil e para o mundo”, Uma mentira dita…acaba virando uma verdade…

    Curtir

  6. É O FIM DA PICADA ter que ler um troço desses. “nosso aeromóvel do aeroporto beneficiará a mobilidade urbana”.

    Que piada!!!!!!!

    É….realmente não nos resta mais nada a não ser apagar a luz.

    Construirão uma passarela de menos de um quilômetro pra ligar trensurb e aeroporto e chamam isso de revolução na mobilidade urbana. É vergonhoso. mais vergonhoso ainda é ter que ler opiniões de contribuintes achando que é um baita investimento.
    TRINTA milhões pra fazer uma ponte pênsil que não será usada por nem meia dúzia de viajantes. Serão TRINTA milhões de dinheiro público jogados fora. Mas como é que alguém ainda tem a capacidade de babar ovo por uma porcaria dessas? Como????
    Vocês, que acreditam em Papai Noel e Coelhinho da Páscoa…merecem ser tratados todos como massa de manobra e ter seus impostos torrados em conversa fiada. Que povinho bem inútil e desaculturado. Vocês valem menos do que os nossos políticos.
    Uma joça de passarela pneumática é o que vocês vão levar…e estarão 30 milhões mais pobres. Tudo isso por causa dessa naba de TIROLEZA MECANIZADA chamada aeromóvel.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: