“PARADAS” NO TEMPO

Gostaria de fazer um apelo à administração municipal que desse uma atenção especial ao assim chamado mobiliário urbano de Porto Alegre.

Já coloquei aqui há pouco fotos das nossas calçadas do centro totalmente implodidas. Hoje queria chamar a atenção para as paradas de ônibus. Sei que não é culpa da prefeitura que as paradas que tinham antes tivessem que ter sido retiradas por causa do vandalismo (foto 1).

Porém, a solução apresentada (foto 2) não satisfaz. Para 2014 pelo menos, TEMOS que ter paradas de ônibus a nível de Primeiro Mundo.

TEMOS que fazer um concurso de projetos que:

1- PREVEJAM o vandalismo e pensem em soluções anti-vandalismo.

(se quebram vidro, que façam placas de plástico)

2- Tenham ASSENTOS para as pessoas se sentarem à espera do ônibus.

3- Mostrem pelo menos QUE LINHAS passam ali, e o sentido do trajeto:

“T7 para Assis Brasil”. Simplesmente escrever “ônibus” em uma parada não serve.

A terceira foto mostra um exemplo de como são sinalizadas as placas londrinas, e a quarta algumas paradas extraordinárias que estão sendo colocadas em São Paulo.

As demais fotos mostram diversas paradas de ônibos modernas em várias capitais. TUDO deveria envolver a iniciativa privada em conjunto com o

governo: vocês banquem a maior parte do custo, nós garantimos espaço publicitário grátis por 5 anos ou algo assim.

Para fechar, uma comparação: cruel, injusta, mas real.

Texto e imagens de Porto Alegre: Marcelo Bumbel

IMAGENS:

FOTO 1

FOTO 2

EXEMPLOS DE PARADAS


São Francisco, EUA

Belo Horizonte, MG



Categorias:Outros assuntos

16 respostas

  1. Paradas de ônibus e material publicitário deles é algo relativamente barato em relação às outras obras que estão sendo planejadas para Porto Alegre, além de ser EXTREMAMENTE necessário. Um turista não tem a obrigação de saber onde as ruas ficam, então os intinerários de ônibus no site podre da EPTC não explicam coisa alguma. MAPAS e LISTAS DE LINHAS pelo menos nas paradas mais movimentadas.

    Curtir

  2. A foto que tem uma parada com uma propaganda escrito “SWING” é de San Francisco, não Chicago.

    Curtir

  3. Fala sério hein, Giba. O passeio da foto #6 chaga a ser um deboche da nossa cara. Dá pra jogar sinuca naquele piso de paviés. O bueiro está NANOmetricamente nivelado. É em Porto Alegre? kkk

    Curtir

  4. Tenho a impressão que as paradas da perimetral eram acrílico e não vidro, mas quebraram tudo igual. O que temos que mudar é nossa cultura, com educação preventiva e punição corretiva.

    ” se o mobiliário urbano é mal feito, feio ou mantido estragado, menos os marginais se sentem constrangidos em vandalizá-los.”

    Essa é boa, marginal com senso de moral e civismo.

    Curtir

  5. “A foto #2 é a que ilustra o melhor tipo de parada anti-vandalismo. Mesmo que esteja sujeita a algum tipo de depredação, se for danificada é mais barata de ser reposta ou consertada.”

    Pior que é bem assim que pensam nossos administradores públicos. Eu já acho o contrário, se o mobiliário urbano é mal feito, feio ou mantido estragado, menos os marginais se sentem constrangidos em vandalizá-los.

    Curtir

    • Ledo engano. Quanto maior o desafio, maior é o prazer em vandalizar. É assim que pensam os depredadores e gangues de pichadores. Coisa feia não tem muita graça de estragar…aparece pouco. Não tem visibilidade. Gangues competem entre si, para ver quem ousa mais.
      Marginal nunca se constrange. Isso é pra quem tem medo ou consciência coletiva. Vândalos operam em outro nível mental.
      Todos aqui sabemos que Porto Alegre perdeu a guerra contra os desocupados…e isso foi reconhecido explicitamente pela PMPA, quando decidiu grafitar os taludes. Foi o reconhecimento cabal de que o Poder Público perdeu a batalha e entregou as armas ao inimigo.

      Curtir

  6. A primeira diretriz do Gilberto está correta, a princípio. Mobiliários urbanos formatados para prevenir vandalismo. O problema é COMO chegar-se a esse fim, já que….desde que haja vândalos à solta e protegidos pela legislação, haverá inevitavelmente vandalismo. A foto #2 é a que ilustra o melhor tipo de parada anti-vandalismo. Mesmo que esteja sujeita a algum tipo de depredação, se for danificada é mais barata de ser reposta ou consertada. Ela é um lixo mas combina com a cidade. Infelizmente estamos reféns da nossa permissividade em relação ao vandalismo, ao crime, à corrupção, etc. Os choques elétricos nas paradas são fruto de atos de vandalismo e roubo de cabos de energia.
    Porto Alegre não está preparada para a civilidade. Nós somos isso o que está aí. Em todos os cantos da cidade a gente enxerga sujeira, descaso e abandono. Essa é a tônica da cidade…e a tendência é que fique cada vez pior.
    Paris é a cidade luz. Porto Alegre é a cidade lixo…QUEIRAM OU NÃO.

    Curtir

  7. Esqueceu de um detalhe muuuuuuuuuuuuuito importante.
    Que não deem choque.

    Curtir

  8. Sera’ que e’ tao dificil para os genios da Prefeitura de POA fazer uma placa dessas em cada poste de onibus? http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/a/a8/BUS_STOP_LONDON_v2.jpg 1- Nome da estacao/rua; 2- Direcao que os onibus que param ali tao indo; 3- Nomes das linhas que passam naquela parada. E aqui uma parada de onibus comum de Londres: http://www.britishmodelbuses.com/Large%20Images/Creative%20Master/UKPLUS1002_Transport%20for%20London_N_Large.jpg . Coloquem acrilico ao inves de vidro seus ogros! Nao e’ dificil fazer uma parada de onibus! Essa incompetencia faz o cidadao perder a paciencia!!!
    PS. Gilberto, essa parada de BH e’ outro lixo!

    Curtir

  9. Olha, já estive em muitas capitais(ou grandes cidades) do brasil e porto alegre fica quase no topo do ranking das paradas mais horríveis.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: