EPTC estuda binário para a Presidente Roosevelt e São Paulo

As avenidas Presidente Roosevelt e São Paulo, duas vias de intenso fluxo de veículos da zona norte da Capital, poderão ser um binário. A medida está em estudos por técnicos da Gerência de Planejamento de Trânsito da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). Foram concluídos estudos da circulação na área, a partir das alterações de trânsito em razão de obras do Departamento de Esgotos Pluviais (DEP) e de reivindicações da comunidade.

Será mantido o atual sentido, centro / bairro, na Av. São Paulo, entre a Farrapos e a França. O sentido contrário de trânsito (bairro /centro) será pela Presidente Roosevelt, também entre a França e a Farrapos. Estão em estudos implantações de novos semáforos naquela área. Além de qualificar a circulação, a implantação do binário dará uma melhor condição de estacionamento para o atendimento do comércio local, uma solicitação dos comerciantes e moradores. Haverá a necessidade de ajustes em itinerários de linhas de ônibus.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito

Tags:, ,

2 respostas

  1. É ternário, e ótima ideia!

    Curtir

  2. Tenho minhas dúvidas se é a melhor ideia do mundo…

    O que eu queria ver para a região seria algo parecido com o que se faz em Curitiba, que eles chamam de sistema “trinário”. Poderíamos ter daí:

    * sentido bairro-centro
    – 3 ou 4 pistas para automóveis na Franklin Roosevelt, começando na Av. França
    – 1 pista + estacionamento na Av. Farrapos – ideal para tráfego lento e local
    – 1 pista para ônibus, permitindo ultrapassagem

    * sentido centro-bairro
    – 3 ou 4 pistas para automóveis na Av. ParáAv. Pernambuco, começando na Alm. Tamandaré, até a Av. Sertório
    – 1 pista + estacionamento na Av. Farrapos – ideal para tráfego lento e local
    – 1 pista para ônibus, permitindo ultrapassagem

    O mais legal disso tudo é que, quando começar a obra do metrô, que exige escavação a partir da superfície, a escavação perturbaria apenas a Farrapos, que neste trinário teria fluxo muito menos intenso, enquanto que as vias de travessia ficariam intactas.

    Depois, tendo o metrô pronto, ao invés de tacanhamente retomar a Farrapos para carros, poderia ser construído um parque longitudinal, a exemplo do que foi feito no parque bustamente em Santiago do Chile.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: