A praça é do povo


Praça XV - Foto: Marco Quintana/JC

Aos poucos o Centro Histórico de Porto Alegre está recuperando seu antigo viço. Os feios tapumes que rodeavam a Praça XV entre a rua Marechal Floriano e o Chalé já foram retirados e todo o espaço ficou mais arejado. Com as obras e melhorias previstas para a área central, decididamente Porto Alegre agora vai. Oremos apenas para que a Turma do Não largue o pé do projeto da revitalização do Cais Mauá.

Fernando Albrecht – Jornal do Comércio

_______________________

Eu fiz um comentário na matéria do Jornal do Comércio, seria interessante que mais pessoas fizessem. Parece que está tudo ótimo, e que a praça tá perfeita…

O meu comentário:

Gilberto Simon – 18/08/2011 – 01h11

Esta foto aí de cima da Praça XV ficou muito bacana. Mas ela esconde uma das feridas de Porto Alegre: o inacabado “esqueleto”. Prefiro mostrá-lo nas minhas fotos, não podemos esquecer dele. Urge uma solução para este absurdo de quase 60 anos. Em relação à Praça XV, esperava mais desta área. O Chalé ficou maravilhoso, mas a praça deixou a desejar…

No Jornal do Comércio, houve estes comentários:

 



Categorias:Revitalização do centro

Tags:,

14 respostas

  1. Falta só colocar um trenzinho turístico agora! Elétrico ou então aqueles triciclos c/tração humana como na tem na Europa e proibir o trânsito de carros p/preservar o centro histórico.

    Curtir

  2. Existe alguém que fiscaliza isso? Parece que só largaram o projeto nas mãos dos pedreiros la e mandaram fazer de qualquer jeito.
    Antigamente os gaúchos eram conhecidos pelo capricho, por fazer as coisas bem feitas.

    Curtir

  3. Pelas fotos que o Gilberto postou, se fosse um administrador da SMOV em Londres seria preso. Coisa mais tosca!

    Curtir

  4. Com relacao ‘a praca XV acho que tu estas sendo um pouco exigente demais caro Gilberto; acredito que nao deva ter ficado perfeita, mas acho que ninguem quer perfeicao de todo jeito, se fizerem o basico, como fizeram, ja’ melhora muito.

    Ja’ o Esqueleto eu estou achando que so’ tera’ uma solucao quando a velha – mãe do dono do imovel, que mora la’ e nao quer sair – bater as botas. Quem sabe alguem nao poe aquela merendeira pra fazer o almoco dela lol.

    Curtir

    • Ricardo, obrigado pelo comentário. Mas como sou fotógrafo, sei que se pode “dar uma outra cara” a um lugar se se quiser. Foi o que o fotógrafo do Jornal do Comércio fez. Não estou o criticando, pelo contrário, achei a foto linda. Mas ele esconde a situação real ao publicar aquela foto. O local está exatamente como fotografei na terça-feira. Ou seja, da pra ver bem o “remendo” que fizeram e não rebaixaram o piso da praça como falaram que iam fazer. Se não tivessem falado isso, eu não estaria cobrando. Ainda não estou louco. Veja no post que fiz na terça e confira as fotos (https://portoimagem.wordpress.com/2011/08/16/novas-imagens-da-praca-xv-em-porto-alegre/). Passei agora há pouco lá e estão exatamente iguais. Não me conformo com o nível dos trabalhos feitos em pleno coração da cidade. Não é um lugar qualquer. Não é uma praça da periferia (e acho que a periferia deveria ter um tratamento igual a toda a cidade). Já falei, isso não é revitalização, é remendo, pode ser alguma melhoria, mas não revitalização. Pelo Amor de Deus !

      Curtir

  5. O remendo ficou bom, mas ainda há muito a ser feito no centro histórico da capital, revitalização das zonas esburacadas por exemplo. Quando chove, andar no centro é como se estivesse de pés descalços.

    Curtir

  6. Giba. Nitidamente é “matéria paga” (lato sensu). Esse tipo de ´”parceria” entre administrações públicas e imprensa é algo corriqueiro. Há muita troca de favores no Universo.

    Curtir

    • Sim, Augusto. Tem sentido o que tu falou. Mas até considero o Fernando Albrecht bem crítico em relação à cidade. Por isso fiquei a vontade de comentar lá…

      Curtir

  7. Passei terça por la e tinham canos jogados e o acabamento estava um lixo! Amanha vou de novo, espero que tenham limpado a sujeira e terminado os detalhes.

    Curtir

  8. coisa triiiiiiste….

    Curtir

  9. E os chafarizes no largo, sai ou não?

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: