Containers: o povo aprovou. Porém…

Os novos containers da prefeitura estão funcionando? De uma maneira geral, a população os aprovou e a medida é boa, apesar de que a coleta tarda e o lixo se acumula.

Como poderia melhorar? Uma grande parcela do povo está colocando lixo seco também ali: todos os containers são diariamente revirados por catadores. A administração municipal precisa fazer que fique mais claro que não se deve colocar lixo reciclável ali. Por outro lado, é difícil evitar as pessoas de se utilizarem daquela caixona enorme dando sopa quando se tem lixo para se livrar. Seria bom se, quando o projeto fosse consolidado daqui a uns seis meses ou tanto, que a prefeitura colocasse ao lado também um container para lixo reciclável.

Como ficarão os catadores? Por mais que eu odeie a idéia de um ser humano ficar remechendo no lixo, estou ciente que esta parte da população precisa trabalhar. Porque não cadastrá-los e colocá-los a trabalhar unicamente em locais de separação do lixo (ou treiná-los em algum ofício: o Brasil está precisando de mão de obra qualificada!) , em vez de ficar pelas ruas empurrando carrinhos de supermercado e chafurdando no lixo?

Clique nas fotos para ampliá-las.



Categorias:Outros assuntos

80 respostas

  1. Sinceramente… a ideia desses contêineres foi até legal, mas, deixa muito ao mesmo tempo que desejar, quando a gente chega perto dessas grandes lixeiras, estas expelem um cheiro muito ruim, se a gente está num restaurant e se depara com uma dessas lixeiras grandes, dá vontade de até……..melhor nao digo mais.
    Andando pelo centro e ao redor de Porto Alegre, a cidade ficou esteticamente como se fosse um deposito de lixo e nao cidade. A ideia foi boa, diria eu, a intençao foi boa, mas seria melhor educar as pessoas ou ser mais rigido na coleta do lixo e limpeza da cidade.

    Curtir

    • Pois é, mas o lixo é recolhido assim, mecanicamente, em todo mundo (civilizado).

      O cheiro aparece quando a lixeira fica aberta ou porque as pessoas colocaram objetos grandes demais lá dentro (lixo reciclável) ou porque o recolhimento e a limpeza dos contêineres não foi feito a tempo. Esses problemas devem diminuir quando houver mais conscientização da população e o aprimoramento dos prestadores de serviço da Prefeitura.

      Entretanto, o pior problema vem dos catadores e mendigos que retiram o material, pegam o que lhes interessa e deixam o resto ao lado do contêiner, para serem espalhados por animais, pela chuva e pelo vento. E isso deve ser continuar assim, já que, conforme muitos, essas pessoas são imunes a regras e penalizações.

      Curtir

  2. É a empatia, por exemplo, que faz como que uma pessoa de dinheiro para crianças nas esquinas ou para mendigos nas ruas da cidade, ao invés de doar esse dinheiro para uma instituição estruturada para recebê-los, incentivando que essas pessoas permaneçam no caminho da degradação.

    Curtir

  3. No caso, a empatia, para vocês, só serve para jusficar qualquer ato.

    Assim se justica roubar, matar, usar drogas, prostituir-se…; também que não se vá para albergue porque lá não se pode beber e fumar e obrigado a tomar banho; ainda que crianças não possam ser tiradas da ruas sem sua aprovação e, o que é pior, que é possível solucionar os problemas particulares, de efeitos coletivos, com soluções individuais e com regras próprias que não as estabelecidas pelo conjunto da sociedade.

    Portanto, o grande mal da humanidade não é falta de empatia, mas excesso de empatia que legitima a via antissocial, que aceita tudo e que mantém as questões sociais inresolvidas.

    Curtir

    • Não, Empatia serve para tentar entender melhor as pessoas e não para justificar seus atos. Há uma diferença grande entre: Entender, justificar e concordar ou não concordar. Muito importante não confundir estas coisas, senão nada se re resolve.

      Curtir

  4. Empatia é um exercício mental incrível. é preciso abdicar muito dos seus próprios valores para conseguir enxergar como o outro enxerga.

    Simpatia, sim, é valorizar uma pessoa em virtude dos seus próprios valores, porque se identifica com ela.

    Curtir

  5. Julião, desculpa insistir, mas é um ponto importante, tão importante que eu considero o maior mal da humanidade, a falta de EMPATIA.

    Empatia – No dicionário Aurélio, a palavra empatia significa: “a capacidade psicológica para se identificar com o eu de outro, conseguindo sentir o mesmo que este nas situações e circunstâncias por esse outro vivenciadas”.

    Não tem nada a ver com valores, e justamente tentar enxergar o mundo com os olhos daquela outra pessoa, como se fosse ela, nas condições dela, sentir o que ela sente. Não é uma coisa fácil de se fazer, mas é fundamental tentar, para se discutir qualquer assunto de forma justa.

    Aqui um texto legal falando de Empatia:
    http://www.clicatribuna.com/artigo/empatia-voce-sabe-o-que-isto-significa-16284

    Curtir

  6. Empatia eu tenha para quem estuda, produz, trabalha, seguindo as regras e respeitando a sociedade e suas regras.

    Curtir

    • Julião, não é simpatia, é empatia, quer dizer tentar se colocar na pele do outro!

      Curtir

      • Cada um coloca-se na pele dos outros, conforme seus valores, e os meus valores são do trabalho e o do respeito as regras para viver em sociedade.

        Já para outros, a sobrevivência ou a busca de bem materiais justifica tudo… pra mim, não,i pois isso é coisa de bicho.

        Curtir

%d blogueiros gostam disto: