Audiência pública mostra união de esforços pela revitalização do Cais Mauá

Debate foi proposto pelo deputado Mano Changes

A Comissão de Segurança e Serviços Públicos, presidida pelo deputado Luis Fernando Schmidt (PT), realizou audiência pública, na manhã desta segunda-feira (29), no Plenarinho, para tratar das obras de revitalização do Cais Mauá, de Porto Alegre. O debate foi proposto pelo deputado Mano Changes (PP), que destacou o clamor da sociedade por um porto revitalizado e o interesse da Assembleia Legislativa em participar das discussões e contribuir para agilizar o processo. O deputado Luís Fernando Schmidt disse que o papel dos parlamentares é de acompanhamento político do tema.

A secretária-adjunta da Casa Civil, Mari Perusso, elogiou a iniciativa do Parlamento e relatou a situação atual do projeto. Segundo ela, uma ação cível ordinária do Supremo Tribunal Federal havia suspendido o processo de licitação em razão de divergências sobre o uso da área portuária central, no entanto uma audiência realizada no dia 27 de julho, na Câmara de Conciliação da Advocacia-Geral da União (AGU), em Brasília, superou parte do impasse, possibilitando o envio de projetos à prefeitura. Uma segunda audiência está marcada para amanhã (30), na AGU, às 15 horas.

O secretário municipal de Assuntos Especiais de Porto Alegre, Edemar Tutikian, apontou a importância do debate na Assembleia para o “nivelamento das informações”. Disse que o cais é um marco na cidade de Porto Alegre, um projeto que levou tempo para ser construído, para o qual tem-se hoje a felicidade de ver uma proposta objetiva, prestes a ser concretizada. Também destacou o diálogo entre o governador Tarso Genro e o prefeito José Fortunati para levar adiante o projeto e a existência de um grupo técnico para acompanhá-lo.

Representando a Secretaria Nacional dos Portos, João Afonso da Silva também elogiou o projeto de revitalização, citou iniciativas como Puerto Madero, em Buenos Aires, e os portos de Nova York e Barcelona e apontou procedimentos necessários junto aos órgãos federais para o andamento do processo. A vice-presidente da Federasul, Ângela Baldino, chamou a atenção para prazos e busca de investidores e para o impacto no turismo da cidade.

Representando o Badesul, Luís Felipe Badia falou sobre linhas de financiamento previstas para as pequenas empresas que deverão se instalar na área. O superintendente de Portos e Hidrovias, Vanderlan Vasconselos, apontou a sintonia nas visões da Superintendência e do governo do Estado “na luta para mostrar que há vida atrás do muro” e manifestou confiança de que “os ruídos debatidos na Câmara de Conciliação do Supremo serão sanados”.

O deputado Raul Carrion (PCdoB) apontou algumas questões que o preocupam, como a necessidade de que o projeto respeite as normas urbanísticas da cidade e, além de revitalizar a área do porto em termos culturais, históricos e de lazer, também fortaleça a atividade portuária e o transporte hidroviário. “Hoje 80% do transporte é por rodovia, é preciso retomar as hidrovias. O vereador Airton Ferronato, de Porto Alegre, fez um histórico da sua atuação no tema e se pôs à disposição no que for necessário para a agilização do processo.

Assembleia Legislativa

 

 



Categorias:Projeto de Revitalização do Cais Mauá

Tags:,

8 respostas

  1. Adriano, isso de “se ele não fosse eleito, não estaria fazendo isso” , é verdade.
    Mas infelizmente também é verdade ver que as pessoas continuam votando no atraso.
    Vide a eleição de Tarso Genro, mesmo após o governo do Estado do PT ter sido um desastre, mesmo esse partido ter tradição de impedir e desfazer tudo o que os outros fizeram (Ford, Pontal do Estaleiro, a enchurrada de empecilhos ao Cais Mauá…)
    Parece que os eleitores não aprendem. Ou querem, realmente, governos contra-tudo.

    Curtir

  2. Combatam que vota no Raul Carrion, não ele. Se não fosse eleito não estaria lá enchendo o saco.

    Vou dar uma idéia aqui: juntem 10 a 20 mil reais, criem um folheto simples, de uma página apenas, explicando o que Porto Alegre precisa pra que todos (incluindo os mais pobres) tenham melhor qualidade de vida. Coloquem no folheto também como fazer para cobrar isto dos vereadores e outros administradores municipais. Distribuam esse folheto nas vilas da cidade. A maneira mais fácil de distribuir esse folheto é deixar nos mercadinhos e comércios.

    Curtir

  3. É muita reunião e audiência pública “tudo discutido, nada resolvido” ta na hora de começar a governar por decretos sem pedir a opinão de pessoas que não ENTENDEM NADA DO ASSUNTO.

    Curtir

  4. Então, Sr. Raul torça para que o projeto de revitalização do cais da Mauá saia o mais rapidamente possível, porque assim o SPH, que receberá o aluguel pelo uso da cais, poderá manter os canais e hidrovias, bem como os portos do RS, em condições de uso.

    Curtir

  5. E vamos nós pro capitulo 210… é muito blá, blá, blá

    Curtir

  6. Esse Raul Carrion bebe e depois sai falando asneira por ai..

    Vide estrangeirismos que se tornaram uma obsessao no mandato politico dele

    Pior que tem gente que leva a sério esse ser…

    Curtir

    • Esse cara quer ficar na mídia, como a ideia estapafurdia dele de mudar as palavras caiu por agua abaixo, ele tem que dar o ar da graça pra voltarem as atenções a ele. Bom, só espero que o porto como foi mostrado no projeto original, vingue, aí sim, vai ficar muito legal.

      Curtir

  7. É só eu o pessimista ou a coisa não vai adiante? Primeiro pelo “questões politicas” e segundo por “deputado Raul Carrion apontou algumas questões que o preocupam”. Pô, tanto tempo de papo, pra trancar justo agora? E deputado Raul Carrion o mesmo que cismou em aportuguesar palavras do dia a dia nosso? Vai virar piada essa historia de porto daqui a pouco, já não basta a piada que são as “obras pra copa de 2014”.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: