Fazendo mais com o pouco que temos

Sempre que se fala em revitalização, dize-se que não tem dinheiro.  Mas pode-se fazer bastante coisa com o que já temos. Basta apenas um planejamento, idéias, inovação, inteligência, uma dupla de arquitetos e urbanistas, e uma parceria com empresas privadas, como fabricantes de tintas.

Este prédio bonitinho eu reparei como que por acaso ontem ao passar pela Riachuelo. Ele está, como todo o centro, ao deus dará. No térreo pintaram de um azul babalorixá com uma poluição brega de letreiros em amarelo. (Acorda Dibel!)  O prédio me passou uns ares assim espanhol ou portenho. Nada que uma pintura discreta, algumas floreiras nas sacadas e um projeto de letreiro discreto para dar um ar lindão ao prédio. Se o próximo, e o próximo e o próximo  prédio seguirem as mesmas diretrizes, logo logo a rua inteira poderia estar bem charmosa, mesmo não se gastando muito demolindo prédios. Uns postes de iluminação decentes e voilá, temos um prédiozinho de esquina bem agradável.

Iniciativa simples, mas que, coordenada pela prefeitura com algum incentivo fiscal e um acordo com a iniciativa privada, faria toda a diferença. Aos poucos, de quadra em quadra, poderíamos ressuscitar nosso centro.

Clique para ampliar.



Categorias:Outros assuntos

Tags:, ,

11 respostas

  1. Anabel, eu também me pergunto isso… E não só sacadas, mas em geral não se decora os canteiros ou se coloca vasos com flores. E dá um toque tão bonito, faz toda a diferença um pouco de verde!

    Curtir

    • Fernanda, acho que isso se tornou uma característica desta cidade: uma horrorosa e esquisita aversão a flores: elas estão ausentes nas praças, nas floreiras, nas sacadas, das ruas. Diferentemente, como exemplo, de Curitiba.

      Curtir

  2. Nossa! É mesmo! Agora eu me pergunto uma coisa: aqui no Brasil, temos tantas espécies de plantas e consequentemente, flores, por que nosso povo não tem o costume de decorar janelas e sacadas? Uma coisa barata que valoriza os imóveis tanto na estética, quanto em vida!!!

    Curtir

  3. eu sou um grande entusiasta desse tipo de iniciativa, eu consigo ver um retorno financeiro de um investimento desses num estabelecimento comercial, porque as pessoas realmente se sentem mais atraídas a entrar e consumir num lugar legal. Acho que investir de R$5 mil a R$8 mil reais na fachada e melhorias teria um retorno em média de 6 a 12 meses.

    Estimando que fosse um efeito cascata (ou unir esforços de vários estabelecimentos para baratear o material + mão de obra) seria possível uns 5% a 15% de desconto.

    Curtir

    • É por aí mesmo, Caue. Mas o varejista em geral não toma esta iniciativa, muito menos um conjunto de comerciantes. Daí o papel estratégico da prefeitura em coordenar este tipo de coisa: incentivar, fazer uma padronização, dar incentivos fiscais. O nosso centro é um ninho repleto de recantos que pedem, suplicam por este tipo de coisa. A Riachuelo é só um deles. Retorno ao tema da Riachuelo em breve. Abraços!

      Curtir

    • Marcelo, têm sido mais plausível em associações de moradores de bairros em Porto Alegre, creio que o Centro de POA deve ter um. Se o mesmo modelo de organização social for aplicado para mobilizar comerciantes TALVEZ surtisse algum efeito. O problema, eu acho, é que muitos são locatários e não têm interesse em investir no imóvel que não é seu. Acho que se formos esperar que a prefeitura tome algum partido, talvez nunca saia do papel. Por isso, a ideia devia vir de dentro de uma organização dessas e ser vendida como investimento e não custo.

      Curtir

  4. De novo essas luminárias? Que tara por Europe hein, nada a ver. hehe

    Curtir

    • Quem sabe porque toda nossa arquitetura positivista tem raízes por lá, e logo, o estilo dos referidos prédios é neste sentido?

      Curtir

      • Não é porque Paris é bonita que temos que ser Paris. Tudo bem, um cais é bonito, uma orla é bonita.
        Mas querem imitar. Querem botar uma torre Eiffel na Redenção daqui a pouco.

        Porto Alegre também tem seu charme, seus traços, nossa cultura. Só deveria ser cuidada e melhorada.

        Curtir

  5. Eu acho que valeu o post, mas vamos lembrar que este pelo menos pintou, ainda que de um azul brega sua fachada. Muito pior do que isto são os que nem pintam e deixam a estrutura cair por total abandono.

    Curtir

  6. Não gostei muito das flores, mas é bem gosto. Acho que faria bastante diferença esconder os ar condicionados de alguma maneira..

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: