O Monumento dos Açorianos apodrecendo …

 

Algo que me deixa indignado há muito tempo, é ver o Monumento aos Açorianos (talvez o mais bonito de Porto Alegre, na minha opinião) naquele estado deplorável, enferrujando aos poucos e tomado de mendigos em sua volta.

Infelizmente, nossos representantes no poder, por suas faltas de visões ou por puro desleixo, deixam um dos grandes símbolos de nossa cidade apodrecer.

Sua localização invejavel, formando sempre um belo conjunto com a Ponte de Pedra  e o Centro Administrativo, deveria ser melhor aproveitada.

Segue abaixo uma sugestão, não tão onerosa, mas criativa, que certamente faria o monumento e seu entorno renascerem.

 

 

Cheio de mendigos e enferrujado...

 

Sugestão

 

Texto e fotos: Gerson Ibias

 



Categorias:Monumentos

Tags:, ,

18 respostas

  1. Cara, isso não é “ferrugem”. Isto é um produto de corrosão gerado INTENCIONALMENTE por quem projetou o Monumento. Isto dá proteção contra corrosão do meio e uma estética opaca bem legal.
    Deveriam é LIMPAR O LOCAL, isso sim!

    Curtir

  2. Amigos,
    Com certeza estes canteiros seria depredados, as flores arrancadas, até porque o Município não dispõe de jardineiros para dar a manutenção no cultivos de flores.

    O chafariz?? excelente idéia para a chinelagem usar como piscina e tomar um gostoso banho.

    Sinto muito, mas a idéia não iria funcionar.

    1) porque não existe policiamento no local;
    2) as praças públicas de Porto Alegre se tornaram moradas de mendigos e abrigos para drogados, sem falar que muitos usam estes lugares para sexo, como o que acontece na Redenção, à noite.
    3) o lugar não é cercado;

    Acho que uma boa limpeza no local e a reconstituição da escultura já seria um bom início.

    Curtir

  3. Eu acho pessima a lei que deixa opcional o calcamento em pracas. A prefeitura usa dessa desculpa pra economizar em muita calcada por ai.

    Curtir

  4. Outra coisa que deveria sair dali sao aquelas arvores junto ao viaduto(bem ao lado do monumento). Essa area deveria ser uma esplanada -sem obstrucoes ao campo de visao- com o monumento como seu foco central.

    Curtir

  5. Eu fiz uma montagem “tosca”, so para se ter uma ideia do que poderia ser feito no local. Como disse o Gilberto, nao levem ao pe da letra, a imagem como foi mostrada.
    Basta contratar um urbanista (nao os pedreiros da SMOV)para fazer um paisagismo adequado(talvez so com desenho na grama, sei la), iluminacao cenica, passeios revestidos…o que nao faltariam sao sugestoes.
    Vamos cortar a cota de canapes e aperitivos do Fortunatti e sua gang e dar um bom rumo para nossos impostos.

    Curtir

  6. Sempre sugerem flores, mas não consigo engolir isso. Pra mim, flor é algo que nunca esteve na cultura de Porto Alegre e não vai entrar tão facilmente. Já temos uma grande região (possivelmente a maior do país) onde flores dominam a paisagem que é a Serra Gaúcha, mas, na capital, flores tirariam o efeito de metrópole. Não sei se me entenderam. Vejam Curitiba. Lá a flor está na cultura da cidade há muito tempo, e, por isso, cabe bem na paisagem urbana. Naqueles calçadões do Centro, é bem difícil se sentir em uma grande metrópole caótica simplesmente porque existem várias flores adornando a calçada. Nada disso é negativo, é claro, porque é uma característica única e que deu certo para eles. Mas aqui em Porto Alegre, onde o conceito de urbe é dominante, as pessoas olhariam estranho pras flores e pensariam “até quando elas vão ficar aí?”. Vejam os maiores centros urbanos do mundo (NY, Londres, Paris, Rio de Janeiro, Los Angeles…). Flores são exceção, e na maioria dos casos vêm de iniciativas dos próprios moradores. Existem outros meios de amenizar o caos urbano. Jardins com diferentes tipos de grama, grandes chafarizes, lagos artificiais e iluminação cênica são alguns exemplos. Qualquer coisa que esteja mais ligada a identidade urbana da cidade. Pra mim, Porto Alegre cheia de jardins floridos não é Porto Alegre (não no sentido de que as pessoas não admitiriam, mas no sentido de que não tem nada a ver com o histórico cultural daqui). Claro que essa é uma opinião pessoal de um leigo, e posso estar enganado. Vai que tentem implantar essa nova ideia e a aceitação seja tão grande a ponto de mudar toda a mentalidade de uma era de canteiros concretados.

    Curtir

  7. Concordo que é um dos monumentos mais bonitos de POA. É do mesmo artista que fez o do Parcão, mas gosto mais deste, pena ser bem mais mal cuidado.

    Acho que o mínimo ali seria fazer um calçamento decente.

    Um conhecido meu viu dois moradores de rua transando ali uma vez.

    Curtir

  8. Há um tempo li que um dos motivos da ferrugem é a URINA. Além de dormitório, o monumento tem servido de banheiro.

    Curtir

  9. Eu adorei a ideia do Gerson. Essa área precisa e deve ser revitalizada. O monumento ali sozinho acaba por desvalorizar tudo. Acho que cabem sim as flores, cabe um calçamento ao redor da rótula, cabe um lago no entorno do monumento para isolar as criaturas dele, mas acho que o lago poderia ser maior do que o desenhado pelo Gerson.

    Parabéns pro Gerson ter enviado esta sugestão. Não podemos somente ficar na crítica sem fazer sugestões, mesmo que não sejamos arquitetos ou engenheiros.

    Gostei da ideia do Gabriel também, uma iluminação cênica ali iria ficar muito bonito, não só no monumento mas nos prédios do entorno.

    Esse local é um dos principais pontos-identidade da cidade. Urge sua valorização e qualificação.

    Curtir

  10. Embaixo daquele viaduto tem um condomínio de mendigos e papeleiros, sem tirar aquele povo dali não dá pra fazer nada, sem chance…

    Curtir

  11. Eu colocaria um calçamento ao redor da rótula… uma cerca viva acompanhando a calçada… um belo paisagismo, bem florido (faltam flores em PoA)… e uma iluminação cênica – não só no monumento, mas no Centro Administrativo tb e na ponte de Pedra.

    Curtir

  12. Eu acho que nao precisa desses aderecos bregas. Simplesmente limpando o local ja daria um ar civilizado.

    Curtir

    • Não chamo de “adereços bregas”, mas não cabem ali. O lugar tem um ar muito urbano, flores fariam sumir essa identidade tão forte de prédios, asfalto, concreto e essas coisas (que são criticadas, mas é inegável que fazem parte da vida da cidade). Mas o chafariz é uma ótima ideia! Como sabemos que, se construído, nunca funcionaria, serviria como um belo espelho d’água e impediria o acesso de mendigos e vândalos. A ideia poderia ser encaminhada para algum veriador, junto com a foto do estado absurdo do monumento atualmente.

      Curtir

    • Não achei nada brega. Flores não são bregas, muito menos chafarizes. Se criado e desenvolvido por arquitetos paisagistas, ficaria muito bom ali. A ideia do Gerson não precisa ser levada ao pé da letra, ele apenas sugeriu algo pra tirar aquilo do abandono.

      Curtir

  13. Obrigado por postar minha sugestao, Gilberto.

    Mais um “marco da cidade” bem na “cara” do poder publico e que esta atirado.

    Um belo chafariz, jardins floridos, canteiros bem cuidados, mobiliario urbano padronizado e “clean”, fiacao enterrada.
    Ah, se fosse em CURITIBA…..

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: