Cidades-sede de jogos da Copa poderão decretar feriado

Lei Geral da Copa prevê o direito ao Distrito Federal, estados e municípios

Da Agência Brasil – Brasília

A Lei Geral da Copa, enviada hoje (19) pelo governo ao Congresso Nacional, prevê que o Distrito Federal, os estados e municípios poderão decretar feriado nos dias em que forem disputados em seu território jogos da Copa do Mundo de 2014. O mesmo direito é estendido à União.

O texto da lei, que agora será discutido por deputados e senadores, dispõe sobre as medidas relativas a eventos esportivos internacionais vinculados à Copa do Mundo de 2014, incluindo as responsabilidades da Federação Internacional de Futebol (Fifa) e da União, a proteção de símbolos oficiais e as punições para quem falsificar produtos licenciados.

Sobre os ingressos, o texto da lei determina que o preço será fixado pela Fifa, que também fica responsável pela venda. Outro item trata dos vistos de entrada e das permissões de trabalho que serão concedidas sem restrições até 31 de dezembro de 2014 a integrantes da delegação e convidados da Fifa, representantes da imprensa e espectadores com ingresso ou confirmação de aquisição de ingressos.

A lei ainda define que, no período do evento, caberá à União oferecer segurança, saúde e serviços médicos, vigilância sanitária, alfândega e imigração.

Portal 2014

 

________________________________

Romário diz que feriado em dia de jogos da Copa é ‘maquiagem’

MARIA CLARA CABRAL

DE BRASÍLIA

O ex-jogador Romário, hoje deputado federal Alan Marques - 05.abr.11/Folhapress

O deputado Romário (PSB-RJ) classificou como péssima a possibilidade de que os dias de jogos o Mundial de 2014 sejam transformados em feriado. De acordo com ele, será uma forma de o governo “maquiar” os possíveis problemas estruturais que ainda existirão no país até lá.

“O feriado é péssimo. Pode ser um motivo para as obras que não estejam terminadas 100%. Os feriados vão maquiar um pouco os problemas”, disse em referência ao projeto da Lei da Copa, enviado ontem ao Congresso e que permite que Estados, Distrito Federal, municípios e a própria União decretem feriado local nos dias de jogos.

Na opinião do deputado, o brasileiro já tende a trabalhar apenas meio período em dias de jogo, por isso não precisaria haver um decreto nesse sentido.

Ainda sobre o texto enviado pelo governo, Romário cobrou que sejam determinadas obrigações para a Fifa com relação ao preço dos ingressos. Ele diz que vai apresentar uma emenda ao projeto propondo que os valores sejam acessíveis também para as classes D e E. A Lei da Copa diz que cabe à entidade determinar os preços das entradas.

“Temos que baratear os ingressos. Estão falando em algo em torno de R$ 100, R$ 120, o que mostra o que eu tenho falado sempre: que a Copa vai ser do Brasil e não dos brasileiros”, disse.

Outro ponto da proposta do governo criticado por Romário foi a ausência de detalhes sobre o acesso para as pessoas com deficiência. Ele diz que também deve apresentar uma emenda para garantir mobilidade nos estádio.

Apesar das críticas, o deputado classificou a Lei da Copa como “positiva”.

Nesta terça-feira, Romário também voltou a criticar os investimentos que estão sendo feitos nos estádios brasileiros para o evento. Citou as inúmeras reformas no Maracanã e os gastos em Brasília, que, diz, não tem nenhuma tradição no futebol.

“E a tendência [em todos esses estádio] é de ter mais gastos. Enquanto faltam tantas coisas nos hospitais e escolas públicas. São gastos desnecessários. Eu, como político, cobro e como brasileiro lamento”, afirmou Romário.

NOTÍCIAS UOL



Categorias:COPA 2014

Tags:, ,

11 respostas

  1. Isso que o baixinho é da base do governo… PSB…

    Curtir

  2. O Romário está se destacando em sua função de deputado

    Está movendo uma cpi contra o Ricardo Teixeira e sua ditadura no comando da CBF

    Está monitorando ao vivo as obras da copa e apontando os estádios com suspeita de superfaturamento.

    E agora falou uma tremenda verdade em relação aos feriados. vamos torcer para que nao seja decretado feriado em dias de jogos e que o governo se obrigue a cumprir o acordado que é uma mobilidade urbano decente. torço para que nao passe essa idéia esdruxula de feriado em dias de jogos..

    Curtir

  3. Romário ta superando minhas expectativas, pelo menos nas palavras…

    Curtir

  4. Agora já virou várzea…

    Curtir

  5. pela primeira vez concordo com o romario…

    Curtir

  6. acho válida a medida… seria inviável ter o nosso trânsito normal + as pessoas querendo ir pra casa assistir aos jogos + o público do estádio + o público da fanfest + o esquema de transporte e segurança das delegações…

    essa medida já foi utilizada em outras competições, inclusive em nações “de primeiro mundo”…

    Curtir

    • Tu nao estas entendendo, qual o motivo de ter mais um “jogo de bola” no brasil entao?? Se nao for para fazer as melhorias que NUMCA foram feitas??? Daqui a pouco dirao que os jogos serao todos de dia, so’ assim os estadios nao precizarao de luz.

      Curtir

    • Concordo Phil. Adoravam dizer que era bom a Copa vir por que traz obras que “depois ficam para a população”. Sempre achei deprimente o argumento que precisamos de um jogo de bola para duplicar algumas avenidas e aumentar aeroportos, mas agora estamos nos superando.

      Curtir

  7. Não acho um absurdo 100 reias para um ingresso de jogo de copa do mundo.

    Até prefiro que seja esse preço, quem aqui ja foi em jogos nescafé sabe como é complicado jogos com ingressos baratos… UM ou DOIS jogos com ingressos por esses valores, não acho um absurdo.

    Curtir

  8. O Brasil mostrando para o mundo o seu “Brazilian way of life” hehehe.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: