Novela ambientada em Porto Alegre – A VIDA DA GENTE – estreia hoje

A nova novela das 18h, A Vida da gente, que se passará totalmente em Porto Alegre e Gramado, inicia hoje.

A equipe da Rede Globo ficou cerca de 1 mês hospedada na cidade de Porto Alegre para fazer as filmagens externas. Além disso as duas cidades terão cenários especialmente criados no Projac, onde se desenrolarão as cenas da novela.

Vamos conferir e ver o que o Brasil vai ver de Porto Alegre e de Gramado !

Aqui, uma matéria da Globo.com

__________________

As belas paisagens de Gramado e Porto Alegre são o palco de A Vida da Gente

Igreja da Matriz, Cais do Porto e Castelinho Caracol são alguns pontos turísticos mostrados na trama

Gramado e Porto Alegre são os palcos de A Vida da Gente, próxima novela das seis. Com belas paisagens naturais e a mistura do urbano com o colonial, as duas cidades com colonização europeia, vão ambientar o amor entre Ana (Fernanda Vasconcellos) e Rodrigo (Rafael Cardoso), criados na mesma casa desde a infância. Uma trama cheia de dramas familiares, que reúne histórias comuns à vida moderna.

As cenas dos primeiros capítulos da novela foram gravadas em vários cartões postais de Porto Alegre e chegaram a movimentar cerca de 70 pessoas, entre elenco, equipe e figuração. No Cais do Porto, as cenas foram a bordo do tradicional barco Cisne Branco, que navegou pelo Guaíba com o casal recém-formado.

Em Gramado vivem os namorados Laudelino (Stênio Garcia) e a doce Iná (Nicette Bruno), avó de Ana e Manu (Marjorie Estiano), uma senhora descolada, não tem nada a ver com a filha Eva (Ana Beatriz Nogueira), uma mulher severa e superprotetora com a filha de sucesso. O museu e casa de chá Castelinho do Caracol, localizado em Canela, cidade vizinha a Gramado, serviu como cenário para algumas cenas do casal.

 

Jayme Monjardim e Fabrício Mamberti explicam a escolha pelo sul do Brasil

Diretores de A Vida da Gente apresentam o cenário das primeiras cenas de amor de Ana e Rodrigo

A atriz Marjorie Estiano posa ao lado dos diretores Fabrício Mamberti, Luciano Sabino e Jayme Monjardim (Foto: A Vida da Gente / TV Globo)

Um belo parque arborizado, com um canyon com mais de 420 metros de profundidade e uma vista de fazer inveja. O Vale da Ferradura é um dos cenários que prometem encantar os espectadores já no primeiro capítulo de A Vida da Gente, próxima novela das seis da Rede Globo. O lugar serve como pano de fundo para as aventuras e primeiras cenas de amor do casal Ana e Rodrigo, vivido pelos atores Fernanda Vasconcellos e Rafael Cardoso.

Este é apenas um dos exuberantes pontos turísticos que serão retratados na trama, ambientada no sul do Brasil. O diretor geral da novela, Fabrício Mamberti, apresenta o local no vídeo ao lado e explica a escolha.

“O Vale da Ferradura é um lugar incrível que marca o primeiro capítulo da novela, com passagens da Ana e do Rodrigo. Procuramos locais marcantes como esse para mostrar toda a beleza que tem na região”, revela. O ator Rafael Cardoso também ficou encantado com o local e não se amedrontou com a altura. “É aquele medo que dá vontade de ficar perto. Gosto muito de adrenalina”, afirma. A companheira de elenco, Fernanda Vasconcellos, já deixou claro o “medinho” que teve diante da altura.

“Acho apaixonante Gramado, Canela e Porto Alegre. Gravamos em lugares importantes e o público vai reconhecer. É uma novela atual e realista”, completa o diretor de núcleo Jayme Monjardim, contando um pouco mais sobre os outros locais em que a trama vai se passar.

Mamberti conta ainda que os planos gerais foram gravados nas três cidades, enquanto os planos fechados vão ser feitos na cidade cenográfica construída no Projac.

“Gosto de mostrar o clima e a atmosfera da cidade. Não usamos figurantes. Gravamos com habitantes locais para ter o ritmo da cidade. Procuramos sempre mostrar a beleza natural e lugares marcantes de cada locação”, finaliza.

FONTE: GLOBO.COM – SITE ESPECIAL DA NOVELA A VIDA DA GENTE

 



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , , , , ,

32 respostas

  1. As cenas de POA que estão sendo mostradas nessa novela estão lindíssimas, o diretor Jayme Morjardim privilegia as locações de suas novelas de uma maneira que chega a ser um presente para a cidade, coisa mais que merecida pra capital do Sul, na última novela nas 9 por exemplo, ambientada em Floripa apareceram menos cenas da cidade em todo os meses do que Porto Alegre apareceu em apenas dois dias de exibição, um verdadeiro espetáculo. Parabéns Rio Grande do Sul.

    Curtir

  2. Moro em Pernambuco e quando eu vi as cenas do primeiro capítulo fiquei ainda mais fascinado em conhecer essa ciadde o qual é tão elogiado por aqui, inclusive com muitos pacotes exclusivos para o Natal Luz que por sinal so consegue ate junho do ano corrente.Mas agora veio a pergunta é tudo aquilo mesmo?

    Curtir

  3. Não vivo atualmente no sul, mas é muito bom ver a nossa terra sendo mostrada! Concordo plenamente com João e Phil, em relação de reparos e mudanças que podem ser feitas. estive em Buenos Aires, visitei o Puerto Madero,logo lembrei do Porto Mauá, imaginei recebendo turistas e até mesmo os Portoalegrenses, num fim de tarde passear na orla, mas para isso precisa ter a estrutura do Madero ou até melhor, quem sabe! A nossa terra é maravilhosa, e tem muitas atrações a mostrar e pode mostrar bonito!

    Curtir

  4. Eu vi essa cena! Realmente seria uma idéia para se pensar, uma arena de tênis em pleno Parque Farroupilha.

    Estranhei que não usaram o Parque Tenístico José Montaury, já que as gravações ocorreram todas no Moinhos… Aliás, a própria Hidráulica Moinhos de Vento seria um belo cenário, é um dos espaços públicos mais bonitos e bem cuidados da cidade. Alguém sabe quem é o responsável por sua administração?

    Curtir

  5. engraçado é que em uma das primeiras cenas foi feita uma arena moderníssima de tênis no parque farroupilha, ao lado do araujo viana em obras. auhahah é o primeiro video do site: http://avidadagente.globo.com/capitulo/rodrigo-se-declara-a-ana-e-os-dois-se-beijam.html#cenas/1642482

    Curtir

  6. para essa novela ser verossímil a vida de portoalegrense, pelo menos um dos personagens tem que cair de carro no Dilúvio. De preferência, o do Werner Schünemann.

    Curtir

  7. Exatamente, Phil. Na minha opinião, em termos de belezas naturais, Porto Alegre é imbatível no estado: o Guaíba, o pôr-do-sol, os morros… Porém, estes espaços estão abandonados, atirados, sujos, atrasados… A diferença de Porto Alegre pra Gramado é que Gramado é limpa, organizada, valoriza o que tem de melhor e quer evoluir.

    Curtir

    • A gente não pensa muito nisso, mas, realmente, Porto Alegre deve ser um dos lugares com mais belezas naturais no estado. E com as belezas mais subaproveitadas também.

      Curtir

      • Porto Alegre é, com certeza, o espaço urbano do RS que tem as belezas naturais mais bonitas. Pode ter cânions, rios, florestas, mas não estão em cidades.

        Curtir

  8. Sera bom isso, os eco-bizarros verao o erro que fazem quando sao contra a limpeza, modernizacao e organizacao da cidade. Este contraste entre POA e BA sera muito bom para encher de vergonha nossa populacao e governates.

    Curtir

  9. A novela teve gravações em Buenos Aires também. Será vergonhoso para Porto Alegre as cenas primeiramente no Puerto Madero e depois no Cais Mauá abandonado.

    Pelo menos tem o Moinhos (o bairro e o parque) pra deixar uma boa impressão!

    Curtir

  10. bah, considerar o CAIS, casa de cultura mario quintana, Parcão e o gasometro como pontos turisticos… ai é que eu vejo como ta tensa a situação
    ashuahuhuhushauss

    Curtir

    • Pô Guilherme, a casa de Cultura Mario Quintana é um bom exemplo da arquitetura eclética que foi forte em Porto Alegre no fim do século XIX – início do século XX. Nada contra, é isto mesmo que temos para mostrar.

      Curtir

      • É exatamente isso Rogério e Guilherme. A nossa cidade possui diversos prédios de 80 a 150 anos que são muito bonitos e fazem parte do roteiro turístico com certeza e com méritos. Porto Alegre tem muitos prédios restaurados até mais que outras capitais. E pelo fato da cidade ter cerca de 240 anos (em março/2012 completa 240) ela ainda tem mais prédios históricos que Belo Horizonte por exemplo, que é bem mais nova. O nosso Mercado Público, é o mais antigo inteiro do país. Possui 142 anos. Mas Porto Alegre carece de pontos turísticos exclusivos, que sejam ímpares e que em nenhum lugar do mundo haja igual. Temos que nos contentar com estes prédios e a própria estrutura da cidade em termos de bares/restaurantes. A paisagem é muito bonita, mas não tem qualquer estrutura. É comum turistas quererem tomar um chope nas margens do Guaíba e somos obrigados a dizer que é impossível, pois não temos bares e restaurantes na orla. Ainda nos últimos anos tivemos a construção de belo exemplar arquitetônico que foi, me parece, ignorado pela Rede Globo: o Museu Ibere Camargo. Este museu saiu nas capas de revistas de arquitetura do mundo inteiro no ano que foi inaugurado. Do Japão à França ele foi mostrado e exaltado como uma interessante obra de um dos mais célebres e competentes arquitetos da atualidade, o Alvaro Siza Vieira, de Portugal. mas o que me dói é que a própria cidade não tem como ser vista do alto como uma atração turística, de um de seus morros, pois não há segurança. O que me dói é que não temos qualquer estrutura para visitação da nossa orla, linda, linda mesmo, mas que se torna um risco à vida visitá-la em determinados horários e dias. Resta-nos mostrar o dia a dia da cidade, para turistas hávidos por conhecer o povo brasileiro e seus pequenos prédios medianamente antigos. Na verdade quem quer ver prédios históricos vai pra Europa …. Mas ainda sim, se tivéssemos estrutura razoável, seria bem mais cômodo recebermos os turistas.

        Curtir

        • Pior que já presenciei muitas vezes o triste relato de turistas impossibilitados de usar a orla simplesmente pela falta de estrutura. Aliás, toda a vez que recebo alguém de fora aqui em Porto Alegre acontece a mesma coisa.

          Curtir

        • Falou tudo Gilberto. Mas mais triste que os turistas não poderem usufruir de nossa orla é nós mesmos não podermos. Excluindo os feirões do Cais claro. Mas veja o lado bom, agora o cais sai! 😉

          Curtir

    • Na verdade o que me chateia dos pontos escolhidos é que só o Parcão é bastante usado pela população. No mais, são pontos subutilizados pela maioria. Mas concordo com o Rogério em relação a arquitetura da CCMQ, pena não terem incluído outros locais, como o conjunto da praça da alfândega, o Iberê, etc.

      Curtir

  11. Certamente Porto Alegre ficará muito mais bonita no PROJAC do que ao vivo!!!!

    Curtir

  12. Com certeza Gabriel, nós temos que ficar felizes. Será uma grande promoção pra cidade. Temos sim o que mostrar (embora há 30 anos praticamente a mesma coisa). Ponto pra Porto Alegre !!!! Vou procurar ver os primeiros capítulos para prestigiar, pois detesto novelas.

    Curtir

  13. Antes que comecem a criticar, a dizer que não temos nada pra mostrar, quero dizer que estou muito feliz… pelo menos o pessoal de fora consegue ver que PoA tem sim o que mostrar…
    Vi algumas cenas nas chamadas… estamos bem retratados: Cais (pena ainda não estar revitalizado), Borges, Casa de Cultura…

    Curtir

    • Agora, o Castelinho de Canela como um belo exemplo da arquitetura colonial. Esta foi de doer, mas pelo menos aumenta o turismo na serra e como a maior parte dos turistas entendem nada de nada, tudo bem.

      Curtir

      • Pegou um dos únicos exemplos autênticos da região. O castelinho tem mais de 70 anos, foi construído por alemães usando técnicas originais e sua função só se tornou o turismo há pouquíssimo tempo atrás.

        Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: