Ranking do saneamento: Manaus, Recife, Natal e Cuiabá são as piores. Porto Alegre em 5º lugar entre as 12 cidades-sede

Estudo mostra que as quatro cidades-sede coletam menos de 40% do esgoto que geram

Da redação – São Paulo

Favela em Manaus: cidade é a pior da Copa em saneamento (crédito: Arquivo)

Entre as cidades-sede da Copa, Manaus, Recife, Natal e Cuiabá são as que apresentam os piores índices de saneamento básico, com menos de 40% do esgoto coletado. O resultado consta de estudo divulgado ontem (26) pelo Instituto Trata Brasil, que analisou dados de 2009.

A capital do Amazonas ocupa a última posição desde 2003, quando teve início o levantamento. Lá, apenas 11% da população têm acesso à rede de coleta. Além disso, o índice de esgoto tratado caiu de 38% para 23% em um ano.

Em Cuiabá e Natal, praticamente dois terços dos habitantes não são atendidos pela coleta (confira tabela). O percentual de dejetos que recebem tratamento também é dos mais baixos do país, alcançando 22% e 14%, respectivamente.

Das cidades que receberão o Mundial de futebol em 2014, o destaque negativo é a capital pernambucana. De acordo com o estudo, o percentual de habitantes com acesso à coleta caiu de 47% para 39%.

No ranking geral, que lista 81 cidades com mais de 300 mil habitantes, Recife despencou da 48ª para a 64ª posição em apenas um ano.

O estudo leva em conta dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), compilados pelo Ministério das Cidades. As informações são fornecidas pelas empresas operadores dos serviços nas cidades.

Extremos

O outro extremo da tabela mostra uma situação bastante diferente. As cidades de Curitiba, Brasília e Belo Horizonte, que universalizaram o acesso à água tratada, ocupam as primeiras posições.

Por coletar 85% e tratar 78% do esgoto gerado na cidade, a capital paranaense é a melhor ranqueada entre as sedes da Copa e a quinta na lista geral.

São Paulo (22), Porto Alegre (23), Fortaleza (32) e Salvador (35) também aparecem na metade de cima da tabela. Já o Rio de Janeiro, sede da final da Copa e da Olimpíada de 2016, ocupa apenas a 46ª posição geral.

Além disso, quatro municípios fluminenses aparecem entre os 10 piores em saneamento: Duque de Caxias, Belford Roxo, São João do Meriti e Nova Iguaçu.

Lento

De acordo com o estudo, o Brasil tem mostrado avanços na ampliação dos serviços de saneamento básico, mas as melhorias ocorrem lentamente.

Entre 2003 e 2009, houve avanço de 2,9% no atendimento de água tratada, 12,1% na coleta e 7,8% no tratamento de esgoto. “Apesar de serem números relevantes, são muito baixos para o período”, diz Édison Carlos, presidente do Trata Brasil.

Com isso, o país fica cada vez mais longe da chamada “universalização”, quando a totalidade da população tem acesso aos serviços de saneamento.

O levantamento constatou que apenas 57% do esgoto gerado nos maiores municípios brasileiros é coletado pelas empresas prestadoras de serviço. O índice é ainda mais baixo quando se considera o volume tratado em comparação com o consumo de água, que atingiu média de 39% em 2009.

Para se ter ideia da dimensão dos danos, as 81 cidades despejaram por dia cinco bilhões de litros de esgoto sem tratamento no meio ambiente. O equivalente a duas mil piscinas olímpicas.

A situação só fica melhor em relação à água tratada. O estudo mostra que 66 cidades informaram atender mais de 80% da população com o serviço, sendo que 20 universalizaram o acesso.

Obs.: Segundo a Prefeitura de Porto Alegre, é de 27%, e não 17%, o índice de tratamento de esgoto na cidade.

Portal 2014



Categorias:COPA 2014, Saúde

Tags:, ,

23 respostas

  1. As outras cidades possuem obras grandes de tratamento? Parece que no Rio tem por causa das olimpiadas. Não sei as demais cidades. Alguém sabe ?

  2. Nada a ver com o assunto, mas eu passo na Carlos Gomes todos os dias e reparei neste prédio novo, que ja esta pronto a um bom tempo, mas continua fechado. Alguem saberio o motivo?

    Segue Imagem.

    http://imageshack.us/photo/my-images/689/foto0237s.jpg/

    É logo depois do viaulto da protasio, em direção a plinio.

  3. 1. Com a ETE na Serraria a percentagem de esgoto tratado ficará por volta de 80% se não me engano;

    2. CUritiba é um lixo, não sei porque as pessoas acham lá o máximo. Só porque tem uns jardins e blablabla? A cidade, fora de sua região bonitinha é pior que a região metropolitana de POA. E o povo lá é também, um dos mais “educados” por se acharem os europeus, salvo algumas excessões;

    3. Estou me divertindo com o Google Streetview, com as imagens que entraram de POA. Parece uma cidade sombria, já que tiraram no inverno.

  4. Isso so significa que o Guaíba é nossa cloaca máxima.

  5. Eu contesto o número de 100% dos esgotos coletados. É muito difícil de ocorrer. Já tinha ouvido que era pouco mais de 50% coletado, esta informação me causou surpresa.

  6. Pra quem faltou ‘a aula de matematica no colegio, 77% de 100% e’ melhor que 83% de 87% hehe. Alias, nem precisaria chegar a 77%, bastaria uns 73% de 100% pra ser melhor que CUritiba.

    • É só elogiar curitiba que fica nervosinho é? 🙂

    • Pensando melhor, nao sei que calculo fizeram, mas se POA trata apenas 17% (ou mesmo 27%) de 100% coletados, entao estaria pior no ranking que cidades como Salvador. A menos que eu tenha esquecido de fazer porcentagens.

  7. Lembrando que Curitiba trata 83% dos 87% que são coletados… PoA trata 27% dos 100%…

  8. A tabela mostra que POA está bem na foto, com certeza. Mas também mostra que o PISA, que é uma revolução no tratamento do esgoto aqui ainda não vai fazer a cidade alcançar Curitiba, uma cidade um pouco maior. Depois tem uns que não entendem pq a capital paranaense seguidamente é usada como referência 🙂

    Me impressionei com Sampa, mais de 50% daquela cidade é muita coisa.

    Divido da incredulidade do Mobus, e também notei o comentário do Gilberto sobre o tratamento atual de POA.

  9. Lançou o street view da google em Porto Alegre! Merece um post, apesar de só mostrar bairros abaixo da média (toda a restinga e nenhuma rua do centro)

  10. Ano que vem, com o PISA, já estaremos em segundo lugar nesse ranking,

  11. Se alguem dissesse aqui que no Nordeste a maioria da populacao faz as necessidades no mato diriam que e’ preconceito, vejam so’… POA, que e’ o que nos interessa, tem pouco esgoto tratado hoje, mas nao vamos esquecer que o PISA vai elevar esse indice pra quase 80%.

  12. O que significa o termo esgoto coletado exatamente? Eu entendo como sendo esgoto que é coletado por uma rede cloacal, para então ser despejado ou tratado. Essa definição excluiria fossas sanitárias, pois estas descarregam o esgoto diretamente no solo.

    Dizer que é 100% coletado equivale a dizer que não existe nenhuma residência com fossa sanitária. Em Porto Alegre? Acho bravo.

  13. Nossa, vai dar suicidio em massa hoje depois que os que dizem que POA e’ o C* do mundo e pior que cidades do nordeste lerem isso, so’ quero ver…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: