Rio de Janeiro apresenta primeira estação BRT

O Rio é uma das principais cidades brasileiras que já iniciaram a implementação do sistema sustentável de transporte público, Bus Rapid Transit (BRT).

No total serão 123 km de corredores exclusivos aos ônibus de alta velocidade, distribuídos em três principais rotas: Transoeste, Transcarioca e Transolímpica.

No final do último mês, a Prefeitura apresentou a primeira estação do sistema carioca, a Novo Leblon, que integrará o percurso da Transoeste. A estrutura vai servir de modelo para a população e os engenheiros avaliarem o funcionamento e se familiarizarem com a futura opção de transporte público da cidade, já que todas as estações BRT seguirão o mesmo padrão, podendo variar de extensão de acordo com a demanda por região.

“A imagem de marca do BRT para o Rio de Janeiro vai ser essa estação, assim como foi no BRT de Curitiba, com aquela estrutura tubular. A gente desenvolveu o projeto de arquitetura em um escritório aqui do Rio, criando uma estrutura bonita e de qualidade”, ressalta Alexandre Risso, engenheiro de vias especiais da Secretaria Municipal de Obras.

Mais detalhes, confira a matéria original no THE CITY FIX BRASIL

Vejam o vídeo:

___________________________________

Um bom exemplo de cidade que pensa grande. E pensa em estruturas que, além de funcionais, são bonitas. E conhecem o significado da palavra PADRÃO. 



Categorias:BRT, Meios de Transporte / Trânsito

Tags:, , , , ,

14 respostas

  1. Pô, como fazem coisa no Rio. BRT, UPP, Olimpíada, revitalização do porto, banheiro na orla. Esses cariocas são foda. Nossos vereadores e secretários poderiam fazer um estágio ou benchmarking por lá.

    Curtir

    • Tudo feito com recurso de TODOS OS BRASILEIROS: investimentos federais, financiamentos do BNDES e da CEF, dinheiro dos royalties de petróleo, etc

      Curtir

      • 1) Se os recursos de TODOS OS BRASILEIROS servem para melhorar qualquer cidade no Brasil, que bom. Quem dera Porto Alegre também usasse recursos de TODOS OS BRASILEIROS para melhorar e crescer.

        2) Prove. Prove que a origem dos recursos é exatamente esta que tu dizes.

        Curtir

        • Os novos quiosques da orla e a remodelação urbana no Leblon não foram feitos com recursos públicos. E a revitalização do porto é PPP.

          Nota-se: em Porto Alegre a carência é maior de idéias do que de dinheiro.

          Curtir

        • PPP onde a CEF comprou 4 bilhões em títulos do empreendimento (notícia recente divulgada aqui no blog).

          Curtir

      • Royaties do petróleo, por exemplo, que foi, num canetaço na calada da noite, distribuindo entre os estados “produtores” (80% para o RJ) mas que, na verdade, é retirado em alto mar – um bem da União, portanto de todos os brasileiros.

        Curtir

  2. Parabéns ao Rio, pela ousadia dos seus projetos, rumo a olimpíada 2016, pensando grande.

    Curtir

  3. Viva o Rio!
    Parabéns aos cariocas que pensam grande e fazem as coisas acontecerem.
    Estão internacionalizados, recebem milhares de turistas e pensam em melhorar cada vez mais sua cidade.
    Mesmo sendo um dos estados que mais perdem dinheiro para a União, conseguem dar conta do recado e tocar suas obras (este trecho do comentário é pra não deixar margem aos bairristas virem com papo furado de que o Rio recebe muita verba federal)

    Curtir

  4. Até onde eu sei, a concessão da Veppo está vencida… e ninguém faz nada… aquela rodoviária e entorno são outro caso emblemático…

    Curtir

  5. Alguém sabe se a administração da rodoviária de Porto Alegre pretende dar “um tapa no visual” da dita cuja para a Copa de 2014?
    Não ouvi nada a respeito. Está mais do que na hora de melhorar aquilo lá!!!

    Curtir

    • É verdade. Nossa Rodoviária está um LIXO e ninguém fala nada em transferi-la ou, ao menos, reformá-la, modernizá-la e ampliá-la.

      Curtir

  6. FelipeX,

    Eu acho que por aqui, vão só “reformar” os corredores para ficarem com as paradas iguais as da Bento Gonçalves, e ainda vão fazer a maior propaganda, como se fosse um feito histórico.

    Todo dia que ando no corredor da Protásio me dá vergonha de Porto Alegre.

    Curtir

    • E o corredor de ônibus da Padre Cacique?

      Nossos corredores em geral dão vergonha. A idéia de fazer aquelas “estações” cheias de acríclico e muretas para separar a pista pode parecer boa no papel, mas com a falta de cuidado que o povo e a prefeitura tem com cidade não tem como.

      Curtir

  7. É, o rio dando um exemplo. Pena que aqui sempre se falou de um BRT meia-boca e ultimamente não ouvi mais falar deles.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: