Orlando Silva e Pelé demonstram otimismo após visita ao Beira Rio

Pelé e ministro do Esporte visitaram estádio junto a outras autoridades. EDUARDO SEIDL/PALÁCIO PIRATINI/JC

Em sua visita ao Estado, nesta sexta-feira (7), após serem recebidos pelo governador Tarso Genro, o embaixador honorário da Copa, o ex-jogador Pelé, e o ministro do Esporte, Orlando Silva, estiveram no estádio Beira Rio para acompanhar a execução das obras para a Copa do Mundo de 2014.

Junto ao vice-governador do Rio Grande do Sul, Beto Grill, e ao coordenador-geral do Comitê Executivo do RS para a Copa de 2014, Carlos Simon, eles foram recebidos pelo presidente do Internacional, Giovanni Luigi, e se dirigiram às suítes do Beira-Rio, onde acompanharem uma apresentação feita pelo gerente de patrimônio, Hélio Giaretta, que abordou o desenvolvimento das obras no estádio colorado. Em seguida, o grupo caminhou pelo gramado principal do Beira-Rio.

Durante o passeio, o ministro se mostrou confiante no cumprimento dos prazos e saiu otimista após reunião de trabalho com representantes do Clube. “Já conversamos com o governador Tarso Genro, com o prefeito Fortunati e tivemos encontro com Giovanni Luigi, e o que nós ouvimos de todos é a convicção de que o estádio, a cidade de Porto Alegre e o Rio Grande do Sul oferecerão todas as condições para que a Copa tenha uma grande participação aqui”.

O Beira Rio será uma das 12 sedes do Mundial, mas as obras estão paradas há quatro meses, por falta da assinatura do contrato entre o clube e a construtora responsável por concluir o empreendimento. As obras que faltam devem durar pelo menos um ano. “A Fifa já definiu o estádio como sede e a expectativa é que o processo ocorre da melhor forma para já termos um novo prazo estipulado de término das obras. Vale destacar que a reconstrução já começou. Não estamos falando aqui em começar do zero”, afirmou ministro, que destacou a necessidade de um acordo com a construtora. “A assinatura deve acontecer o quanto antes para que a Fifa aumente a segurança e confiança na realização da Copa em Porto Alegre”, afirmou.

Já Pelé ressaltou a importância de Porto Alegre, com o Beira Rio, receber a Copa. “Os problemas que acontecem são internos e serão resolvidos. Temos certeza de que a Copa vai sair. Temos que estar juntos”, afirmou. “Pela importância que tem, acho impossível que o estado esteja fora da Copa das Confederações ou da Copa do Mundo”, completou.

Ainda nas suítes, o presidente Giovanni Luigi entregou uma placa com fotos a Pelé em homenagem a sua primeira visita ao Beira-Rio como jogador, no dia 7 de abril de 1969, um dia depois da inauguração da casa do Inter, que enfrentou o Benfica, de Portugal, no dia 6. O Brasil, com Pelé em campo, venceu o Peru por 2 a 1.

Jornal do Comércio



Categorias:COPA 2014

Tags:, , , ,

1 resposta

  1. O Beira-Rio foi construido com doaçao de mão-de-obra e material dos colorado, hoje não podem fazer esta convocação??? Estou disposto a doar. Tem que fazer um esquema com dinheiro público, direto e indireto e outras coissitas más.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: