Transferência da Vila Dique recomeça amanhã

484 famílias já foram reassentadas Foto: Francielle Caetano/PMPA

Mais 64 famílias começam a ser retiradas nesta segunda-feira, 10, da Vila Dique. Elas serão reassentadas pelo Departamento Municipal de Habitação (Demhab) no loteamento da avenida Bernardino Silveira Amorim, 1915. As mudanças serão feitas das 8h até meio-dia e das 13h às 16h30. A previsão é que essa nova etapa seja concluída em cinco dias úteis. Serão entregues oito apartamentos e 56 sobrados, além de oito unidades comerciais.

Localizada irregularmente há cerca de 30 anos na avenida Dique, a remoção da vila possibilitará a ampliação da pista do Aeroporto Internacional Salgado Filho, uma das obras essenciais para a expansão comercial do Estado e para a Copa de 2014. Até o momento, 484 famílias foram reassentadas, de um total de 1.476 que irão para o loteamento. A transferência dos moradores começou em outubro de 2009.

Loteamento – Situado em área de 21 hectares, quando completo, o loteamento terá 1.476 residências, 103 unidades comerciais, escola e creche municipais, posto de saúde, praça e área de preservação ambiental. As casas, sobrados e apartamentos, com cerca de 40 metros quadrados, terão sala, cozinha, banheiro e dois dormitórios. Vinte unidades serão adaptadas para pessoas com deficiência. Já funcionam no local uma unidade de triagem de resíduos recicláveis e o centro social.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:aeroportos brasileiros

Tags:, ,

2 respostas

  1. O ruim, Gerson, é que a prefeitura não aprende nada a cada construção destas moradias populares. O pessoal sempre faz puxadinho, estraga, etc e continuam fazendo igual.

    Aquele prédio de dois andares que tem no bairro Santana, na esquina da Princesa Isabel com a João Pessoa para mim é o melhor (dos que conheço) que fizeram em poa. Nem parece habitação popular, está lá há anos e tá mais bonito que alguns prédios “privados” ali do entorno.

    Para mim deviam fazer sempre prédios, não dá espaço para os puxadinhos.

    Curtir

  2. So acho que deveriam proibir essses novos moradores de fazerem os “puxadinhos”, enjambracoes, muros, etc que descaracterizem o condominio residencial.
    E so olharem o que fizeram naquele assentamento que a prefeitura construiu perto da entrada da cidade….parece uma “favela” hoje em dia!!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: