Considerações sobre a reforma da Praça da Alfândega

Estive passando ontem a tarde na praça da Anfândega, que passa por ampla reforma, com o objetivo de deixá-la mais parecida com a praça original, da década de 30 / 40. Não chego a dizer que foi feito pouca coisa, mas ainda o principal está por vir. Mesmo assim, são visíveis as modificações que já fizeram. Ela está preparada, neste momento, para receber o ajardinamento que terá 17 espécies vegetais e as fontes funcionando . Fontes ? Sim, são duas fontes. A principal, no meio da praça e uma outra, menor, mais para a lateral, próximo do Ed. Loyd Bank. Ambas foram restauradas e tudo indica que voltarão a funcionar como nos bons tempos.

A fonte principal, onde existe a estátua do General Osório, está preparada para receber os mecanismos que espirrarão água. Vejam nas fotos o piso restaurado e as lajes que serão colocadas sobre as aberturas, com espera para as fontes.

Espero que eu não esteja enganado, mas ficará muito boa toda a reforma. Creio que realmente foi uma intervenção bastante grande, e nós teremos uma praça linda, a altura do nosso centro e dos seus prédios históricos. Estou bem otimista.

Vejam as fotos, principalmente da fonte do Gen. Osório:


Todas as fotos: Gilberto Simon



Categorias:Parques da Cidade, Restaurações | Reformas, Revitalização do centro

Tags:, , ,

13 respostas

  1. A segunda fonte vai receber a estátua da Samaritana…

    Curtir

  2. Essa praça é mais uma floresta do que uma praça, as árvores cresceram sem controle durante décadas e agora os ecochatos não deixam mais cortá-las. Peguem exemplos de qualquer lugar do mundo, praça não é sinônimo de mini-floresta, mas sim de jardim ornamentado e controlado onde pessoas podem conviver.

    Curtir

  3. Não entendo a razão porque aqui na província não se faz a poda baixa das árvores, como é usual em qualquer grande cidade na Europa. É visivel a diferença: enquanto por lá as praças e calçadas são iluminadas e secas, ao mesmo tempo protegendo do sol excessivo quem as utiliza (e que no verão pode chegar a valores tropicais), por aqui é tudo escuro e úmido, formando excelentes esconderijos para várias espécies de delinquentes. Mas dois mil anos de história não significam nada prá nós, avançados portoalegrenses, que temos tudo “melhor do mundo”. Haja…

    Curtir

    • Isso e’ um gosto seu, eu prefiro com bastante arvores e plantas, detesto o sol, alem do que ai e’ um lugar quente de mais, e ainda querem o sol rachando na testa….. ta louco!!

      Curtir

  4. Com o ajardinamento devera ficar muito bonita.

    Curtir

  5. Hummmmm…..semana que vem, quando chegar a poa, poderei ver in loco e avaliar melhor.
    Mas certamente ainda acho que deveriam retirar muito mais arvores…..

    Curtir

    • Por que retirar mais árvores? Essa praça é um dos poucos lugares do centro que são suportáveis no verão, graças a elas. Precisamos de verde na área urbana pra não ter que aguentar ilhas de calor, especialmente aqui em “forno alegre”.

      Curtir

  6. Quero ver quanto tempo levará para os desabrigados e sem tetos (que parecem cada dia surgir do nada) tomarem conta dos bancos e dos cantos da praça… ta louco o centro ta ficando insuportavel, pois é urina e fezes em todo canto pelas manhãs…

    Curtir

    • Luis, concordo contigo sobre a ocupação de mendigos.

      Espero que exista também intervenção de assistentes sociais e segurança pública no local, pois além dos mendigos aquela praça parece um prostíbulo a céu aberto, o que afasta a possibilidade de parar lá para tomar um chimarrão com casal de amigos.

      Portanto refletindo melhor, a sociedade também tem que ocupar aqueles espaços mostrando assim que ela não esta abandonada 😉

      Estou louco para ir na feira do livro ver como ficou estas primeiras etapas concluídas.

      Curtir

  7. Eu sempre fiz críticas ao atraso apenas. A reforma me parece bem intencionada ao menos, e acho que essa praça é a mais interessante do nosso centro, pelo conjunto de prédios.

    Curtir

  8. A demora não desqualifica o projeto. Os profissionais (arquitetos e planejadores) não têm culpa da demora, e estão fazendo um ótimo trabalho. Não entendi porque tantas críticas a reforma.

    Prefiro ter a praça arrumada depois de alguns anos do que continuar com ela horrível aberta o tempo inteiro.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: