Garagens subterrâneas: 4 estudos selecionados

Quatro empresas entregaram ontem manifestações de interesse público em participar do processo de construção de estacionamentos subterrâneos em Porto Alegre. A proposta inicial do município é construir garagens nas áreas da Praça Parobé e do Parque Ramiro Souto, na Redenção.

As empresas:

  • Bertin/Multipark, de São Paulo;
  • Conpasul, do RS;
  • Sotil/Andraus, do Paraná;
  • Estapar/Betapar, consórcio de Porto Alegre e São Paulo.

O Grupo Andraus Sotil, de Curitiba, sugeriu a criação de vagas subterrâneas no Parque Moinhos de Vento, na Estação Rodoviária e em outras regiões que não foram reveladas. Os grupos Bertim Multipark, de São Paulo, e Estapar/Betapar – consórcio que reúne empresas de Porto Alegre e São Paulo – também entregaram uma proposta que contempla o Parque Moinhos de Vento. A Conpasul, de Estrela, entregou as manifestações que estavam previstas no edital original.

A consulta pública é a primeira etapa para verificar a viabilidade técnica e econômica do projeto. De acordo com o coordenador da comissão e do Gabinete de Assuntos Especiais do município (GAE), Edemar Tutikian, em até 45 dias serão concluídas a análise dos estudos e a elaboração do termo de referência para a licitação. Neste cronograma, o edital estaria pronto para publicação cerca de 30 dias após o término da avaliação. “A equipe poderá selecionar um ou mais estudos, que sustentarão a elaboração do termo de referência”, frisou Tutikian. Os estudos aproveitados serão remunerados pela empresa vencedora da concessão, que construirá o estacionamento e explorará o serviço por 30 anos. O valor limite da premiação é de R$ 150 mil.

Correio do Povo



Categorias:Estacionamentos Subterrâneos

Tags:,

3 respostas

  1. Como não tenho “uns pila” para me meter numa empreitada destas, vou falando, as firmas deveriam propor estacionamentos mais baratos lá no fim da linha do novo metrô. A criatura ia de carro até o estacionamento, pegava o metro até o centro e “no stress”. Para quem tiver um terrenão por estas bandas cuidado quando aparecer “um bom negócio”!

    Curtir

    • Ótima ideia!

      É uma proposta parecida com o que existe na Europa. As pessoas percorrem parte do caminho de carro e outra parte de metrô. Não precisam se deslocar até as regiões centrais de carro.

      Curtir

  2. ae ae aeee, tomara que venha coisa grande…

    A prefeitura poderia lucrar com isso…

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: