Veja porque, depois de décadas, está para surgir uma nova área de interesse a cidade

O barco que fará a travessia de Porto Alegre a Guaiba deverá ter parada junto ao Museu Iberê Camargo e  Barra Shopping

Foto: Gerson

“A CatSul, que pretende transportar 2 mil passageiros por dia, projeta novas braçadas: a expectativa é de que, em seis meses, haja a criação de um terminal na frente do BarraShopping, junto ao antigo Estaleiro Só”
Fonte:http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a3541252.xml

Será um dia histórico para a capital. Depois de 50 anos, começa amanhã a travessia entre as duas cidades no catamarã da empresa CatSul.

Depois de 50 anos, o portoalegrense de novo terá a chance de optar entre a viagem rodoviária de 30 quilômetros e o qualificado transporte aquático de 20 minutos.

Foto: RicardoHaberland

Foto: RicardoHaberland

Foto: RicardoHaberland

As salas de espera terão ar-condicionado, televisão e internet. O caminho até o barco é coberto, para não se estar a mercê da chuva. Dentro do barco, também haverá o mesmo conforto da sala e não serão permitidos passageiros de pé.

Além da alternativa anos-luz mais rápida e confortável que a rodoviária (que, se não bastasse a chance de se ficar horas preso por causa da ponte movel, é-se obrigado e encarar uma absurdamente longa e demorada viagem de 30 quilômetros para ir até o extremo norte da capital e voltar tudo de novo até Guaiba), esta travessia abre espaço também para o interesse  turístico , também, já que será um passeio inédito, confortável, qualificado e com uma paisagem belíssima.

Mais: a estação no Iberê Camargo de novo vem ao encontro com os interesses turísticos (turístico até mesmo para que mora na cidade), pois será uma opção confortável, rápida e fácil a esta importante atração da cidade, que é o Museu. Atração, esta, que também proporciona uma bela vista do “downtown” ao sentarmos em seu café, em frente ao museu. De quebra, ali ao lado há um milhão de serviços disponível no Barra Shopping. Que também está se tornando um centro de negócios, com sua torre comercial. E há previsão de outra torre comercial, um ou dois hoteis, e outra residencial. Também há a chance de sair algum empreendimento na área do ex Pontal do Estaleiro que, creio, deve estar sendo desenvolvido bem na surdina, face ao radicalismo que aflorou na cidade no episódio do Não.

A notícia de que haverá uma “parada” no Barra Shopping, além da possibilidade de passeio citada acima (e talvez um dos poucos passeios qualificados e realmente interessante para os turístas da Copa 2014),  ajudará a resolver um pouco o problema do trânsito, desafogando de carros e ônibus o trecho do centro à zona sul. Saibam que proposta semelhante está sendo estudada no Rio de Janeiro: um veloz catamarã que servirá de transporte público do Centro à distante Barra da Tijuca, com algumas paradas no Flamengo, Copacaba e Ipanema.

RicardoH



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , , , , , , , , , ,

37 respostas

  1. Em qualqeur lugar do mundo as pessoas querem faturar, não existe isso de investir sem esperar um retorno…

    Só no fantastico mundo magido dos Porto Alegrenses pra acreditarem nisso

    Curtir

    • Concordo contigo Guilherme, todos os empresários querem faturar, é por isso que algumas atribuições numa cidade devem ser dadas ao poder público, que a prinicípio não visa o lucro.

      Curtir

      • Se o poder público não visasse lucro não teria tanto imposto nem caixa-2.

        Curtir

        • Caixa dois é roubo e sacanagem (dinheiro não contabilizado) e impostos servem para manter a máquina pública funcionando, ou acha que as coisas iriam funcionar de graça? (se a quantidade de impostos é muita e as aliquatos são muito altas isso é outra conversa).

          Curtir

    • Até acho que o transporte dentro da cidade deveria ser subsidiado sim. Mas estatizar as companhias é complicado, existiriam outras maneiras de forçar baixa de preço, como por exemplo redução de algumas tributações.

      Curtir

  2. Acho que faltou a presença da ex-governadora na inauguração. Se não fosse ela ter iniciado esse processo não teriamos essa opção de transporte.

    Curtir

  3. Vamos ver quanto tempo irá durar. Se não houver pessoas suficientes, com certeza não vingará, que se dane as pessoas eu “quero é faturar”, esse é o mote deste país. Pronta falei!

    Curtir

    • Seria melhor se fosse mesmo esse o mote do pais. Pior como e’ hoje, com a mentalidade “nao vamos dixar fazer nada e deixar tudo como esta para EVITAR que alguem ganhe algum dinheiro honestamente”!! povo que pensa como tu, so’ aceita “enricar” trabalhando para o governo!

      Curtir

      • Phil o que ela quis dizer, é que os empresários do transporte só mantém as linhas com demanda garantida. Se tu fores num final de semana de ônibus de Poa para Guaíba dist. de 35 a 40km, tu chega a levar 2h entre esperar o onibus sair do terminal em Poa e chegar em Guaíba, sabe por que? a empresa reduz os seus horários quase pela metade, danem-se os usuários que ficam horas esperando um ônibus tanto no sentido para Poa quanto para Guaíba. Por isso eu reitero o que ela disse, se não houver a demanda esperada os catamarãs não vingarão, tomara que eu me engane.

        Curtir

        • “se não houver a demanda esperada os catamarãs não vingarão”

          A economia funciona assim mesmo.

          Curtir

        • Jorge, para colocar mais linhas em horários com baixo movimento a passagem teria que ser mais cara ainda. Assim funciona o capitalismo. Se querem baixar tarifas dos ônibus, estimulem a concorrência e diminuam o custo brasil. A parte da concorrência é que realmente está complicada por aqui, a maioria das linhas são exclusivas, criando diversos mini-monopólios.

          Curtir

  4. Na minha opinião este catamarã será muito bom para o turismo como passeio, observar a paisagem sem pretensão nenhuma com horários, digo isso pois trabalho em Guaíba. Terá uma viagem por hora em cada sentido, (é pouco) o horário da última viagem 19hrs é muito cedo, pelo menos teria que ter até as 21hrs. Teria que pegar passageiros nos bairros da Florida e da Alegria, que são os que levam mais tempo para chegar em PoA, (fui por muitos anos morador da Florida sei o que estou dizendo). Ninguem pega um ônibus na Florida e desce em Guaíba para pegar uma lancha, depois que se está dentro do ônibus a tendência é ir até PoA num único modal. No meu ver esta lancha teria que pegar passageiros em mais locais em Guaíba. Boa parte dos passageiros do onibus de Guaíba (para não dizer a maior parte) não desce no centro de PoA, descem na estrada, e nos bairros Navegantes e Floresta, para turismo a lancha é ótima, como transporte de massa tenho dúvidas. Sem contar que no inverno, ventania ,o Guaíba com ondas, acho que vai ter muita gente enjoando.

    Curtir

  5. Eu sei que vão me julgar, mas foda-se, vou fazer o comentario..

    Poderiam fazer uma area legal pra orla no local dessa estação, botar um concreto, um bom piso, fazer uma bela sala de espera com uma boa vista pro Guaiba, de preferencia que combine com o museu, colocar umas arvores, mas tudo organizado e bonito… sem exageros pra não tapar nada…
    Um bicicletario pro pessoal da zona sul que mora relativamente perto, e um ESTACIONAMENTO PAGO, mas não tão grande, de preferencia, que tenha um desconto para quem use as barcas, ou, um acordo com o shopping para deixar com que as pessoas coloquem o carro la para pegarem os barcos…
    Assim faz com que o pessoal que more mais perto va de bike até o local, e os que moram mais longe, mas na zona sul, peguem um carro até o local.

    E claro, uma bela parada de onibus, de preferencia inetgrada e confortavel, de preferencia dentro do local da sala de embarque, tudo junto, para que assim, evitem o vandalismo, ja que locais abertos como os terminais, a chinelagem entra e quebra tudo…

    Curtir

  6. Será que vão aproveitar aquel píer do estaleiro? 😀

    Mas te mete com o Cristal!! Te cuida Petrópolis hahaha. O melhor é que comprei meu ap ali na melhor hora (antes do shopping).

    Curtir

    • Exato, adoro os olhos brilhantes do amigos quanto conto que moro no cristal! 🙂
      Só falta a duplicação da tronco(sonho distante) pra deixar tudo redondo!

      Curtir

  7. Gasto em cultura é o menor do País

    Governo gaúcho está investindo neste ano apenas R$ 16 milhões na cultura o equivalente a 0,07% de seu orçamento geral, segundo o secretário Luiz Antonio de Assis Brasil. É o que menos investe de todos os estados brasileiros, sendo que no Acre chega a 1%. Mesmo dobrando o gasto e elevando-o aos R$ 31,25 milhões previstos para 2012, chegará a 0,12%. Com os recursos destinados à Fundação Ospa (R$ 11,1 milhões), Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore (R$ 4,3 milhões) e Teatro São Pedro (R$ 1,4 milhão) sobe para R$ 48,18 milhões. O que irá reforçar o caixa é a retomada dos convênios com o Ministério da Cultura, rompidos há oito anos, e que irão melhorar 500 bibliotecas públicas e instalar 500 pontos de cultura.

    Affonso Ritter

    Curtir

    • “Governo gaúcho está investindo neste ano apenas R$ 16 milhões na cultura”

      Pois é, era para estar investindo ZERO.
      Cultura é individual, e não coletiva para ser subsidiada/patrocinada pelo estado. São as pessoas que fazem a cultura do estado, e não o governo.

      Curtir

      • Concordo. Os pobres que não tem dinheiro para cultura que fiquem na ignorância, e votem no PT e amigos nas próximas eleições. Imagina se eles ganham livros, lêem e entendem o que é o comunismo…

        Curtir

        • Isso nao e’ “CULTURA” isso chama-se EDUCACAO!!! Completamente diferente!

          Curtir

        • Não é porque é o estado que está pagando que acaba saindo de graça para os pobres, eles também pagam imposto.

          E eu diria que mesmo com o estado pagando, apenas uma minoria deles tem acesso a estas “atrações culturais” cujo custo muitas vezes supera em várias vezes o da iniciativa privada (já que precisa manter ministérios, secretarias e suas centenas de funcionários públicos bem pagos).

          Enfim, meia dúzia de pobres tendo acesso às atrações promovidas pelo estado é o que se vê. O que não se vê são todos os demais que pagaram e não usufruíram.

          Curtir

        • É Adriel, esse raciocínio funcionou bem nos EUA. E a “iniciativa privada” vive pegando fundos da lei ruanet para fazer shows que custam 300 reais a entrada por aqui.

          Curtir

        • Mais uma razão para acabar com estes subsídios. Tem também os filmes nacionais que dão lucro mesmo sem ninguém assistir.

          Curtir

        • Das grandes produções acho que deve ser retirado mesmo.

          Curtir

  8. Legal, agora só falta revitalizar 72km de orla.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: