Estado reivindica prolongamento da Rodovia do Parque

Documento foi entregue ao presidente da Câmara, Marco Maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), comprometeu-se, nesta sexta-feira, a encaminhar ao Ministério dos Transportes e ao relator do Orçamento da União para 2012, Arlindo Chinaglia, o início dos estudos para o prolongamento da BR-448 (Rodovia do Parque) até a ERS-240, em Portão. O trecho é chamado de Rodovia da Serra. O traçado atual da BR-448 vai até Sapucaia do Sul.

Para que os estudos técnicos tenham início no próximo ano são necessários R$ 10 milhões. Maia e o presidente da Assembleia Legislativa, Adão Villaverde (PT), sobrevoaram a área a bordo de um helicóptero junto com o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Beto Albuquerque. “Já tivemos um contato com o ministro Paulo Sérgio Passos (Transportes) e ele autorizou o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) a iniciar o processo dos chamados estudos técnicos de viabilidade econômica e ambiental para definir o melhor traçado”, disse o secretário.

O trecho aumentaria a extensão da rodovia em 16 quilômetros e ajudaria a reduzir o fluxo da BR-116. “A Rodovia do Parque é uma grande obra, mas indo até Sapucaia do Sul resolve apenas parte do nosso problema”, ressaltou Albuquerque. Ele confia que, como a obra está incluída no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), os recursos necessários para o início dos estudos poderão estar disponíveis no orçamento do próximo ano. “É difícil estimar valores sem ter projeto, mas eu calculo que essa parte da obra deva custar ao redor de 40% do que custa a primeira etapa”, acrescentou.

No Aeroporto Internacional Salgado Filho, Marco Maia recebeu do presidente da Fiergs, Heitor Müller, um documento que solicita apoio ao projeto de extensão da Rodovia do Parque. “A Serra gaúcha se constitui num dos polos econômicos mais importantes do Estado e estamos convictos que a execução desta obra será um fator de competitividade importante para o Rio Grande do Sul”, destacou Müller.

De acordo com Maia, o desafogamento da BR-116 é um dos objetivos do Ministério dos Transportes para os próximos anos. “Vamos levar esse posicionamento ao ministro, mais uma vez reforçando e reafirmando a importância dessa obra como complementar ao projeto de da BR-116 e também como uma outra via de escoamento de produção da Serra até Porto Alegre e o Porto de Rio Grande”, observou.

Correio do Povo



Categorias:Rodovia do Parque

Tags:

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: