Secretário-geral da Fifa garante Beira-Rio, mas adverte o Inter

Ao lado de um macambúzio Ricardo Teixeira, o secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, prestou esclarecimentos na Câmara sobre a Lei Geral da Copa. Ele disse que Porto Alegre não corre o risco de deixar de ser sede do mundial por conta do atraso nas obras coloradas. Mas logo após se contradisse ao ameaçar: “Os dirigentes do Inter têm de agilizar a retomada dos trabalhos”. Segundo ele, ainda que haja tempo, a cada dia que passa a situação fica mais complicada. “Perder dia após dia de obra não é bom, mas ainda é muito cedo para dizer que Porto Alegre está a perigo. A cidade vai sediar jogos da Copa”. Ou seja, nossos inteligentes leitores logo concluirão: a sede de Porto Alegre não está, mas está ameaçada.

Porém o melhor lance da reunião foi o noticiado ontem pelo Sul21 nesta matéria: Vídeo: Cara a cara com Teixeira, Romário cobra explicações.

O Caso Andrade Gutierrez e Inter

Murmúrios davam conta ontem, no Beira-Rio, que a novela do contrato está em seus últimos capítulos. Ainda não foi marcado o casamento, mas já teria pintado um clima.

Milton Ribeiro – SUL 21



Categorias:COPA 2014

Tags:,

6 respostas

  1. Acho que ninguém percebeu o que a Fifa parece pretender com isso de “garantir” o Beira-Rio na Copa do Mundo e assim deixar rolar a seqüência da comprida novela mexicana da direção colorada.

    A FIFA sempre quis 8 cidades-sede, foi o Brasil que forçou para que fossem 12, para tentar abranger o máximo de currais eleitorais possíveis. Nesse sentido, cada cidade-sede que não cumprir as metas será descartada e assim o número delas se aproximará do que a Fifa entende por razoável e ideal. As inertes Curitiba, Natal e Porto Alegre têm grandes chances de ficarem de fora da Copa do Mundo, como já o ficaram de fora da Copa das Confederações, o que no caso de POA é uma pena, já que teremos a Arena tinindo de nova já no ano que vem. Com isso, passariam de 12 para 9 as cidades-sede, número próximo às 8 cidades-sede sempre defendidas pela Fifa.

    Se a Fifa (e os nossos representantes locais) realmente quisessem garantir POA como cidade-sede da Copa do Mundo, já teriam definido a substituição do Beira-Rio pela Arena. Como essa é uma decisão local (a Fifa apenas acata ou veta as indicações locais, como o fez no caso do Morumbi, onde vetou o mesmo e aceitou o futuro Itaquerão), cabe aos gaúchos essa troca. A Fifa fica convenientemente de braços cruzados torcendo para que algumas cidades-sedes não cumpram as exigências e então sejam cortadas para que com isso haja uma readequação “natural” ao que ela entende ser o número ideal de quantidade de cidades-sedes, sem que nada se possa alegar em sentido contrário.

    Já pensaram se POA e Curitiba forem cortadas? Não haverá Copa do Mundo no Sul do país, só confirmando essa imagem esteriotipada dos gringos de que o Brasil é constituído apenas pelo Rio, praias nordestinas, pantanal e amazônia (e para os gringos executivos, também pela “capital financeira” do país, São Paulo).

    Até quando??

    Curtir

  2. Não saiu o sinal de diferente 😦

    Curtir

  3. Romário = Record, Record Globo, Globo = CBF, CBF Romário

    Curtir

  4. Me surpreendi com o Romário. Ele poderia muito bem babar ovo da FIFA e CBF. Resolveu ser coerente com sua posição de deputado federal. Vamos ver até onde vai essas atitudes.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: