Smam recebe diretrizes para revitalização do Dilúvio

Material é fruto de reuniões de trabalho envolvendo as quatro instituições Foto: Cibele Carneiro/Divulgação PMPA

O secretário municipal do Meio Ambiente, Luiz Fernando Záchia, recebeu na tarde desta quinta-feira, 17, o marco conceitual do Programa de Revitalização da Bacia do Arroio Dilúvio. Os coordenadores da iniciativa, João Edgar Schmidt, pró-reitor de Pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), e Betina Blochtein, diretora do Instituto de Meio Ambiente da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), explicaram que o documento apresenta as diretrizes para o desenvolvimento de projeto de recuperação da Bacia do Dilúvio.

O material é fruto de reuniões de trabalho envolvendo pesquisadores e técnicos da PUCRS, da Ufrgs e das prefeituras de Porto Alegre e de Viamão, iniciadas em junho. O secretário Záchia destacou que o documento será analisado pela prefeitura e agradeceu a iniciativa das instituições de ensino. “Temos consciência dos sérios problemas ambientais enfrentados na bacia do Arroio Dilúvio e entendemos que apenas com a união de esforços e o compartilhamento de responsabilidades poderemos avançar no sentido de garantir uma melhor qualidade de vida para as comunidades”, destacou.

O Programa de Revitalização da Bacia do Arroio Dilúvio é inspirado na recuperação do rio Cheong Gye Cheon, que corta a cidade de Seul, na Coréia do Sul. Os 5,8 quilômetros de extensão do rio foram totalmente despoluídos e integrados à comunidade por meio da criação de um espaço público planejado. O marco conceitual para o projeto da Bacia do Dilúvio aponta como eixos de atuação o saneamento; erosão e assoreamento; recuperação e preservação ambiental; educação ambiental; urbanização, habitação e paisagismo; desenvolvimento econômico e mobilidade urbana. Na quarta-feira, 16, o documento foi entregue ao prefeito de Viamão, Alex Boscaini.

 Também participou da reunião o supervisor de Praças, Parques e Jardins da Smam, Mauro Moura.

Prefeitura



Categorias:Meio Ambiente, Revitalização do Arroio Dilúvio

Tags:,

6 respostas

  1. Espero que dê certo esse projeto e siga mesmo o caminho daquele rio de Seoul. Só espero que na última hora não desistam pelo fato do projeto ser inspirado numa solução da Coréia do Sul ao invés da Coréia do Norte (a.k.a. República Popular “Democrática” da Coréia) que os vermelhinhos tanto amam…

    Curtir

  2. Quero ver o que irão argumentar para impedir mais este avanço para Porto Alegre. Façam suas apostas!

    Curtir

  3. Serio que vão levar isso pra frente? :OOOOOO

    Vai ser dimóóis se acontecer…
    E eu falei na época, a prefeitura ia gastar uma grana por nada, ja que ja tinham esse projeto, ae fizeram aquela xinelagem que fizeam pra “revitalizar” o diluvio.

    Bah, se sair isso, teremos um ponto turistico em Poa, o primeiro da cidade, por que isso vai ficar lindo….

    Curtir

  4. Curtir

  5. Alem da “inspiração” na recuperação do rio que corta Seoul, o POVO tem que se “INSPIRAR” na educação dos coreanos e não atirar lixo no arroio e na rua.

    Curtir

  6. Rezemos. Guardemos a data para futura comparação.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: