Grupo paulista General Shopping erguerá o Shopping do Cais Mauá

Área do Cais Mauá é liberada

José Munné (c) comemora entrega do espaço feita pelo prefeito Fortunati e pelo governador Tarso RICARDO GIUSTI /PMPA/DIVULGAÇÃO/JC

O grupo paulista General Shopping erguerá o empreendimento comercial previsto no projeto de revitalização do Cais Mauá. A companhia de capital aberto com 13 shopping no País, um deles o Shopping do Vale, em Cachoeirinha, na Região Metropolitana, já assinou carta de intenção com o consórcio Porto Cais Mauá Brasil, que terá a concessão para explorar a região por 25 anos.

O diretor de desenvolvimento da empresa, Marcos Escudeiro, que assistiu ontem, em Porto Alegre, à transmissão da posse feita pelo governador Tarso Genro aos concessionários, informou que estão sendo feitos estudos sobre a área onde será erguido o shopping para dimensionar o tamanho do investimento e porte da construção. O cronograma da revitalização prevê concluir até 2014, de olho na Copa do Mundo, a restauração dos armazéns, com implantação de operações de lazer, e a urbanização.

“Queremos estar aqui”, assegurou Escudeiro. O projeto arquitetônico formulado pelo urbanista e ex-prefeito de Curitiba Jaime Lerner e pelo escritório b720 do arquiteto Fermín Vásquez, da Espanha, prevê a implantação do shopping na área entre os últimos armazéns e a Usina do Gasômetro. “Estamos fazendo estudos de mercado para definir o tipo de empreendimento. Até dezembro, teremos os valores para definir o plano de investimento e execução e encaminhar o contrato”, antecipou o diretor do grupo paulista. O levantamento de informações também inclui resultados de perfurações que estão em andamento no berço do cais para avaliar o impacto da construção. Os resultados serão decisivos para bater o martelo sobre custos e o projeto arquitetônico.

“Não sabemos como é a beira do rio Guaíba. O desenho será feito pelos nossos arquitetos, a partir de referências traçadas na revitalização”, exemplificou o executivo. “A visibilidade do lago e da usina são importantes”, comentou o diretor do General. O empreendimento poderá ter entre 20 mil e 30 mil metros quadrados de área de venda. No plano de investimento do consórcio, que soma R$ 560 milhões, o shopping é estimado em R$ 100 milhões, cuja cifra não é confirmada ainda pelo grupo paulista. O diretor da Landside, empresa que reúne os empreendedores espanhóis, Javier Aran, projeta que em janeiro de 2012 ocorra a formalização do contrato.

Há duas semanas o Estado assinou o contrato com o consórcio, após a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) liberar do local. O valor anual de R$ 3 milhões do arrendamento a ser pago pelos empreendedores será transferido à manutenção da área que ainda tem operação portuária.

O presidente do conselho de administração do Porto Cais Mauá Brasil, o espanhol José Munné, disse, ao receber o documento da posse, que os empreendedores vieram para ficar e se enraizar.

Jornal do Comércio

 

_______________________

 

A GENERAL SHOPPING

A General Shopping é uma das maiores empresas do mercado de shopping centers do Brasil, com 192.906 m² de ABL própria. Possui 13 shopping centers em operação, nos quais detém uma participação proporcional média de 85,6%. Juntos, esses empreendimentos apresentam:

225,4 mil m² de ABL

A General Shopping participa ativamente da prospecção, planejamento, desenvolvimento e investimento dos shopping centers dos quais é sócia. Adicionalmente, comercializa e administra os empreendimentos, e presta serviços de administração de estacionamentos e de gerenciamento do suprimento de energia elétrica e água dos shopping centers.

Fonte: General Shopping



Categorias:Projeto de Revitalização do Cais Mauá

Tags:, , ,

24 respostas

  1. @Gilberto:

    Bah, só vi agora o ranking e a tua pergunta sobre se eu havia visto ele, Gilberto! Pole position. Hehe. A gente vai escrevendo e nem percebe o quanto já escreveu. Hehe. É gostoso demais falar sobre a cidade. Melhor do que isso só mesmo o fato de algum dia poder colocar essas idéias em prática e assim resolver os problemas da cidade. Fico contente em fazer parte do blog participando e assim estar ajudando a tentar construir uma POA melhor.

    Curtir

  2. Espero que sigam ao menos o layout proposto no projeto conjunto com o ex-prefeito de Curitiba e o tal escritório de arquitetura espanhol, que é este aqui: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=674140
    E que não sejam meros trapiches de madeira mal acabados, revestimentos e pavimentações de 5ª, iluminação brega e intervenções medíocres, sinceramente isso ja existe em abundância nesta cidade.

    Curtir

  3. A avenida Mauá precisa urgente de urbanização e demoliçaõ de uma série de prédios, um arrasa quarteirão, boa parte dos prédios não tem aproveitamento nenhum, aqueles prédios velhos que são estacionamento, e os edifícios garagem precisam uma repaginada nas suas fachadas.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: