Logística de Guaíba atrai empresas

Guaíba - Foto: Gerson Ibias

Com uma política agressiva de atração de empresas para impulsionar a economia do município e diversificar o parque industrial da cidade, Guaíba atrai mais uma empresa, a Masterflak, do ramo de reciclagem. O protocolo de intenções para instalação da unidade já foi assinado com a prefeitura. A planta ocupará uma área de 1,2 hectares e processará 9 toneladas diárias de garrafas PET, com um investimento no valor de R$ 1,5 milhão. Atualmente, Guaíba tem três fábricas anunciadas no Distrito Industrial de Guaíba, na Estrada do Conde, e mais essa de reciclagem em outra área.

O secretário de Governo, Beto Scalco, admite que diariamente o município recebe empresários interessados em investir em unidades na cidade, principalmente pela logística favorável de Guaíba. “O que podemos oferecer para contemplar os projetos, respeitando a Lei de Responsabilidade Fiscal, oferecemos e por isso somos considerados agressivos na ação”, destacou.

Uma outra novidade trazida pelo secretário: nos próximos dias deverá ser repassada a escritura pública de transferência de área do município para as empresas Fate, que integra o grupo Aluar, e Vipal, empresa de Nova Prata que atua no mercado de reformas e reparos de pneus. Essas empresas vão atuar juntas numa fábrica em Guaíba, dentro do projeto do governo estadual e da prefeitura para ocupar a antiga área onde teria se instalado a montadora de automóveis Ford no passado.

Correio do Povo



Categorias:Economia Estadual

Tags:,

3 respostas

  1. Guaíba, Pelotas são cidades ícones da decadência econômica do RS. É mato alto para todos os lados, galpões abandonados, empresas fechadas, falta de infra-estrutura.

    Curtir

  2. Acredito que se houvesse uma logística adequada, Guaíba seria um dos grandes municípios do RS. Fica próxima a Poa, está no caminho até Rio Grande, mas falta ponte no guaíba, falta estrada duplicada à zona sul do estado e ao porto. Falta investimento em hidrovias no entorno. Então, falta muita coisa ainda para se criar atrativos para as empresas investirem em Guaíba. Isto é fundamental para se considerar a falta de indústrias na região. Ao menos aquele grupo Chileno anunciou investimento de 2,0 bilhoes na indústria de celulose para 2012.

    Curtir

  3. Investimento de R$ 1,5milhão ?? Que baita investimento!?!?! Será a salvação do município, hahahaha fala sério, este distrito industrial de Guaíba até agora é só conversa fiada não existe nada e nem coisa nenhuma, apenas intenções. Não quero ser pessimista mas é que em Guaíba as coisas custam muuuuito a acontecer, a cidade está parada no tempo, podem me negativar a vontade mas por conhecer bem este município eu me considero um realista em relação ao “progresso” de Guaíba. Não tem super mercado decente (tem um Nacional assim assim), o hospital parece um hospital do interior da África, não tem um hotel, o comércio é insosso, tudo fecha no domingo, nem um restaurante para almoçar se consegue, além do que uma parcela muito grande da população do município tem que sair de lá para vir trabalhar aqui em PoA pois lá não tem trabalho ainda é uma cidade com base na agricultura. Quem duvida do que eu digo faça um teste, passem no distrito industrial na estrada do conde, só tem matagal, ou vão um domingo a tarde para ver como é “pujante” o turismo de Guaíba. Faço votos que esta mentalidade mude, pois Guaíba tem um potencial turístico enorme, que nunca foi desenvolvido, me criei na cidade, velejando no lado de lá e até hoje a cidade não conseguiu construir uma marina para a guarda dos barcos, a orla é completamente abandonada a não ser um trecho do calçadão no centro da cidade (que é o que maior parte das pessoas conhecem) mas a orla é muito maior, os balneários da Alegria, Vila Elza e Florida estão totalmete abandonados, igual aqui em Poa só junco e maricá na beira do rio, as praias já foram muito melhores do que estão hoje, isto eu posso garantir.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: