Belo Horizonte tem cinco obras de mobilidade em andamento

Capital mineira segue o cronograma e deve ter mais três intervenções iniciadas em 2012

Projeto do BRT na avenida Antônio Carlos

Belo Horizonte será um dos principais palcos da Copa de 2014. Mesmo tendo perdido a abertura para São Paulo, a cidade receberá seis jogos da competição, entre eles uma das semifinais e uma provável participação do Brasil na disputa das oitavas.

Com os holofotes voltados para sua capital, os mineiros transformaram a cidade em um canteiro de obras para não fazer feio frente aos milhares de turistas que virão para o evento.

Nota-se intervenções em todas as regiões, desde a região da Pampulha, onde está localizado o Mineirão, estádio da Copa, até a região centro-sul, área que abrigará o novo setor hoteleiro da cidade.

São oito obras de mobilidade urbana planejadas para desafogar as vias da cidade, com um investimento total de R$ 1,38 bilhões. Deste montante, R$ 1 bilhão será financiado com recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). As obras estão incluídas na Matriz de Responsabilidades, documento assinado entre a União e os estados e municípios que receberão a Copa.

Cinco dos projetos começaram e seguem à risca o cronograma. Os demais estão em fase de publicação de edital e licitação, mas também no prazo.

As principais intervenções correspondem à implantação de corredores exclusivos de ônibus, os BRTs (Bus Rapid Transit), em duas das principais avenidas da cidade, a Antônio Carlos (em obras) e a Cristiano Machado (com início marcado para março de 2012).

Leia a matéria completa clicando aqui – MOBILIZE.ORG.BR



Categorias:COPA 2014, Meios de Transporte / Trânsito

Tags:, , ,

9 respostas

  1. Na minha opinião, poderia ser uma pista para os onibus, mas em cada parada, coloca uma segunda pista…

    E se as paradas forem subterraneas, melhor ainda assim ninguem precisa atravessar ruas e avenidas para pegar o onibus, menos sinaleiras, maior agilidade para os onibus e ta feita a festa..
    haha

    Mas tem que ter grana.

    Curtir

  2. Pois é, quero ver como será o “BRT” de Porto Alegre com uma pista para cada sentido…

    Curtir

    • Exatamente… o projeto de BRT daqui é uma grande mentira. Não é BRT coisa alguma. Será somente um corredor de ônibus reformado. Recuso-me a acreditar nesta palhaçada de BRT que a prefeitura tanto divulga.

      Curtir

  3. Mas acho que nenhum corredor de onibus precisa de mais de duas faixas de onibus PARA CADA SENTIDO.

    Bah, um corredor assim em Poa era a solução de todos os problemas do transporte publico de Poa.. ta, quase todos.

    Curtir

  4. Olhando a foto do projeto dá para perceber uma coisa bem importante, mesmo sendo algo que não tem nem parecido em Porto Alegre, pode-se ver claramente que a quantidade de pistas para os carros é maior do que para o sistema de ônibus, e se calculado o número de pessoas que usa as pistas de um e de outro, vemos que a divisão de recurso na cidade não é proporcional e facilmente se chega a conclusão que mesmo com estas obras a prioridade dada ao transporte particular individual é maior.

    Curtir

    • Olavo, mesmo assim, pelo menos BRT deles se assemelha com um BRT de verdade.
      Aqui, ao contrário, o projeto do BRT foi pouco divulgado, e estou desconfiado que não passará de um corredor de ônibus reformado. E só!

      Lamentável o descaso da prefeitura com o transporte público.

      Curtir

    • Impressão ou tem duas pra cada sentido? Nessas horas o cara perde a razão.

      Curtir

      • Sim tem duas para cada sentido, exatamente como eu disse algo nem parecido em Porto Alegre, já para os carros tem 4 em cada sentido, apenas o dobro de pistas para mais ou menos 1/3 de usuários, será que isto é justo?

        Curtir

  5. Igual a POA…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: