Avenida Paulista, cartão postal de SP, completou 120 anos

Quase metade das pessoas que circulam diariamente pela avenida Paulista, na região central de São Paulo, pertence à nova classe média brasileira. A maioria é jovem, vai a trabalho, e só 14% buscam lazer.

A via completou 120 anos quinta (8) e recebe, por dia, cerca de 1,5 milhão de pessoas. Desse total, 94% frequentam a avenida com regularidade.

Entre os que têm o hábito de andar pela Paulista com frequência, 46,5% pertencem à nova classe média brasileira. Outros 40% pertencem à população de alta renda (classes A e B).

Os dados constam de um levantamento feito pelo Instituto Data Popular em julho deste ano e mostram, ainda, que as mulheres são maioria (60%) entre as pessoas que circulam pela avenida regularmente.

73% dos frequentadores têm até 35 anos

Entre os adultos que circulam pela Paulista com regularidade, 73% têm até 35 anos e 69% têm emprego com carteira assinada.

A maioria, ou 63%, trabalha na região. Só 14% vão à Paulista em busca de atividades de lazer.

A pesquisa mostra, ainda, que muita gente vai à tradicional avenida de São Paulo para fazer compras. Segundo o estudo, 65% dos frequentadores já fizeram compras em lojas instaladas por lá.

As roupas são os produtos mais consumidos (55,3%), seguidas de livros, jornais e revistas (39%) e calçados (33,2%).

Pessoas que circulam pela avenida viajam mais

O instituto comparou as características dos frequentadores da Paulista com os dados coletados em uma pesquisa mais abrangente feita no começo deste ano com moradores das cidades de toda a Região Metropolitana de São Paulo, incluindo a capital.

A comparação dos dados mostra que 94% das pessoas que circulam pela avenida têm conta corrente em banco, ante os 53% da região metropolitana.

Os frequentadores da Paulista também viajam mais: 29% disseram ter viajado de avião nos últimos 12 meses e 25% pretendem ir ao exterior nos próximos 12 meses.

Entre todos os moradores da Região Metropolitana, 9% viajaram de avião recentemente e só 5% pretendem viajar para o exterior em breve.

 

Veja mais fotos no UOL, clicando aqui.



Categorias:Outros assuntos

Tags:

6 respostas

  1. Mesmo assim SP tá bem melhor que POA na questao metro x tamanho da cidade.

    E pq “minuatura da Paulista”? A Carlos Gomes é mais extensa que a Paulista. Mas pela altura dos prédios, nem se compara, claro.

    Curtir

    • Carlos Gomes tem cerca de 2100m e a Paulista 2700m. E São Paulo precisou de 10 milhões de habitantes para ter uma avenida desse porte, coisa que Porto Alegre nunca terá (graças a Deus). E, como você mesmo disse, a altura nem se compara.

      Curtir

  2. Nós aqui felizes por ter 1 linha de metro em POA, enquanto isto em SP:

    http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/linha-lilas/

    Curtir

    • SP deveria chorar pelo tamanho da cidade x linhas de metrô.
      Boston que é menor que POA tem muito mais linhas.

      Curtir

  3. Isso pra mim não faz diferença, só passo de carro la mesmo…

    Meu sonho é ver uns prédios de 30, 40 e 50 andares em alguma região da perimetral.

    Mas se rolar uns bares de baixo dos predios, cafeterias e outras lojas… seria excelente.

    Curtir

  4. Ainda sonho com o momento em que vão obrigar os prédios da Carlos Gomes a possuirem lojas no térreo, tornando, assim, nossa “avenida mais moderna” em uma miniatura da Paulista.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: