Reforma do Beira-Rio pode ser financiada com dinheiro público


Sócios investidores da Construtora Andrade Gutierrez no projeto de reforma do estádio Beira-Rio seriam dois fundos de pensão ligados a estatais gaúchas, a Fundação CEEE e a Fundação Corsan | Foto: Ander Vaz/Flickr

Fontes ligadas ao Conselho do S.C. Internacional afirmam que os sócios investidores da Construtora Andrade Gutierrez no projeto de reforma do estádio Beira-Rio seriam dois fundos de pensão ligados a estatais gaúchas, a Fundação CEEE e a Fundação Corsan. Conforme nota divulgada pela empresa em 28 de outubro de 2011 e cujo conteúdo publicamos abaixo, a construtora arcará apenas com 20% do valor necessário à obra e garante que os nomes dos investidores de 80% do valor da obra serão mantidos “em sigilo em função da confidencialidade exigida”. Confirmando o teor da nota, a minuta que os conselheiros do clube atualmente examinam é omissa em relação ao nome dos investidores.

Os fundos de pensões são formados com contribuições dos servidores das respectivas empresas e contribuições das próprias empresas, formando o capital que será pago mensalmente como pensão, quando da aposentadoria dos mesmos.

Os estatutos destas instituições determinam que os investimentos sejam fatiados em diversos papéis, sendo que a maior fatia vai para investimentos conservadores e não voláteis – renda fixa, investimentos estruturados, imóveis, empréstimos e contribuições. Porém, também há investimentos em renda variável ou em investimentos de risco. Em contato com as fundações, ambas negaram veementemente o fato. Todavia, ainda assim o investimento poderia ser feito através da compra de cotas de fundos de investimento de instituições financeiras (como, por exemplo, o Banrisul), que por sua vez aplicariam tais valores no empreendimento.

Desta forma, estaria configurada uma situação onde o capital utilizado na reforma seria uma espécie de financiamento público indireto para a reforma do estádio que será utilizado na Copa do Mundo de 2014.

Abaixo, apresentamos a íntegra da nota da Andrade Gutierrez de 28 de outubro, quando a minuta do contrato ainda não havia chegado ao Beira-Rio e havia dúvidas sobre a realização do projeto. Em destaque, a citação sobre os sócios investidores:

A Construtora Andrade Gutierrez foi selecionada pelo S. C. Internacional em julho último, após deliberações internas da agremiação, como sua opção preferencial de parceria para obras de preparação do Estádio José Pinheiro Borda (Gigante da Beira-Rio) para a Copa do Mundo de 2014.
Os entendimentos seguintes a essa decisão deram ensejo à elaboração conjunta da minuta do contrato que definirá as bases da parceria que perdurará pelos próximos 20 anos. O documento, que começou a tramitar em agosto, está em fase avançada de negociação. Pela dimensão e escopo da parceria, o prazo das tratativas está dentro de parâmetros considerados normais.
Para viabilizar o projeto de reforma, a proposta apresentada pela Andrade Gutierrez prevê a constituição de uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) visando a captação de recursos para a obra. A Construtora, que por esse modelo vai arcar com 20% dos investimentos, está em tratativas avançadas com potenciais sócios investidores, cujos nomes serão mantidos em sigilo em função da confidencialidade exigida durante as negociações.
A empresa confia que, uma vez formalizada a parceria, sua expertise e seu conhecimento técnico permitirão o desenvolvimento de um projeto digno dos anseios do S.C. Internacional, da torcida colorada e do povo rio-grandense.
 

Milton Ribeiro – Sul 21



Categorias:COPA 2014, Gigante para Sempre (Beira Rio)

Tags:, ,

16 respostas

  1. Os fundos de pensão são grandes investidores e isto não vai ser diferente com os fundos do RS só porque vocês querem. Partimos do principio de que a concessão do Beira-Rio será um ótimo negócio para o clube e principalmente para os investidores.

    Só como exemplo, o fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil é acionista em empresas como CSN, Vale, Embraer e Brasil Foods… são centenas de BILHÕES em investimentos.

    Curtir

  2. Seria um absurdo se o aterro for reformado com dinheiro público. Gremista também paga imposto…

    Curtir

  3. Calma gente, tem uma arena saindo, noviiinha….

    É só a politicagem não estragar tudo, e nossos governantes não pensarem se vão ganhar ou perder votos da torcida do Inter.

    Curtir

  4. Ja era a copa em POA!!!

    Curtir

  5. E mais essa comprovação que a Copa não sai em Porto Alegre, saiu agora no site da Zero Hora: Oposição pode entrar com recurso para embargar contrato com Andrade Gutierrez (http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/esportes/inter/noticia/2011/12/oposicao-pode-entrar-com-recurso-para-embargar-contrato-com-andrade-gutierrez-3591175.html)
    Sensacional ne? Eita timinho…..

    Curtir

  6. Entao eles nao podem investir o dinheiro que lhes foram dados para ser investido??? Isso e’ por alguma lei ou prq vcs nao gostam do “tipo” de investimento?? Nao estou entendendo o problema!! Pensei que fosse um fundo de pencao que estivesem falando e nao o ativo das estatais!

    Curtir

  7. palhaçada isso né. sou colorado, mas sou amplamente a favor de o clube demore 10 anos para reformar o estádio com seus próprios recursos do que entregar para uma construtora que ainda não sabe bem certo o que fazer e explore por 2 décadas.

    Curtir

  8. Deve haver algo a mais? eu diria que com certeza há algo a mais…é muito sigilo e especulação para um estádio só! Somos todos palhaços nas mãos do SCI e da AG!

    Curtir

    • certo certo, investir e LUCRO sao palavroes para o pessoal ai!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Deuz u live invisti meu pilaz, pefiro dibaxo du coxao!

      Curtir

      • Se fosse um investimento tão bom e lucrativo assim porque nenhuma empresa privada se interessou? e porque tanto sigilo e obscuridade quanto as informações…eu ficaria no minino preocupado se fosse meu dinheiro…

        Curtir

  9. como o meu dinheiro é q esse chiquerio ñ vai ficar pronto,falam ,falam e nem dinheiro p/ remendar o aterro,hahahahahaha!!!!!(bondo de falidos),kkkkkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  10. Bom, normal, nao e’ pra isso que esses fundos existem? para investir e administrar o dinheiro de seus contribuintes?? Receberao dividendos ou parte dos lucros do SCI. Se fosse aberto ao publico ate’ eu investiria no projeto. Imagina se tudo correr bem, e o estadio ficar legal e a copa for um sucesso em POA!!! O retorno em royalties, dividendos, propaganda e marketing e o valor do imobiliario serao enormes.

    Mas e’ verdade que estas negociacoes estao estranhas e deve ter algo a mais por traz de tudo isso.

    Curtir

  11. Por que será que a AG não quer assumir sozinha esse projeto e porque até agora não apareceu nenhum outro investidor privado, salvo Fundos de estatais do RS?

    Curtir

  12. Bah! Que sacanagem com os contribuintes!

    Curtir

  13. Não duvido, pois nessa reforma do Beira-rio está acontecendo um absurdo atrás de outro.

    Curtir

  14. Perae que vou comprar meu nariz de palhaço….

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: