Nesta quarta-feira, 14, Fortunati assina contrato de revitalização do Arroio Dilúvio (atualizado)

A data da assinatura do Marco Conceitual para a Revitalização do Arroio Dilúvio, entre as Prefeituras de Porto Alegre, Viamão e mais a UFRGS e a PUCRS será nesta quarta-feira, 14 de dezembro, em Viamão, no Parque Saint Hilaire, às 10:30.

Após haverá um plantio comemorativo, exposição de painéis sobre o Dilúvio e talvez ainda uma placa comemorativa para marcar o lançamento do Programa.

Informações:  Prof Dr Luis Humberto Villwock – PUCRS

___________________________

NOTÍCIA DO PORTAL DA PREFEITURA:

Prefeitura assina termo para revitalizar Dilúvio

Prefeituras e universidades irão elaborar ações para recuperar a bacia do Dilúvio Foto: Ricardo Stricher/PMPA

O prefeito José Fortunati assina nesta quarta-feira, 14, às 10h30, o Protocolo de Cooperação para revitalização da Bacia do Arroio Dilúvio. O documento também será assinado pelo prefeito de Viamão, Alex Sander Alves Boscaini, pelo reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), Carlos Alexandre Netto, e pelo reitor da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRs), Joaquim Clotet. O ato ocorrerá no Pórtico do Parque Saint´Hilaire, unidade de conservação administrada pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam), onde está localizada a nascente do Dilúvio.

Um Grupo de Trabalho com representantes dos governos municipais e das universidades irá elaborar as ações para a recuperação do Dilúvio, agregando novas competências aos projetos em andamento e englobando temas como saneamento, erosão, inclusão social e educação ambiental. Em Porto Alegre o processo será coordenado pelo secretário municipal do Meio Ambiente, Luiz Fernando Záchia. A assinatura do protocolo representa a etapa final da elaboração do Marco Conceitual do Programa de Revitalização da Bacia do Arroio Dilúvio.

Em novembro, o Marco Conceitual foi entregue pela professora Betina Blochtein, diretora do Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais da PUCRS, e João Schmidt, pró-reitor de pesquisa da Ufrgs, ao secretário Záchia, que repassou o documento ao prefeito. O material traz um diagnóstico inicial e abrangente dos principais pontos a serem atendidos no Dilúvio, bem como uma projeção de futuro a partir da revitalização.

O Programa de Revitalização da Bacia do Arroio Dilúvio é inspirado na recuperação do rio Cheong Gye Cheon, que corta a cidade de Seul, na Coréia do Sul. Os 5,8 quilômetros de extensão do rio foram totalmente despoluídos e integrados à comunidade por meio da criação de um espaço público planejado. A área recebeu iluminação, sonorização, bares, museu e espaços de lazer e cultura.

Após o ato de assinatura do Protocolo de Cooperação, haverá plantio de mudas no Parque Saint’Hilaire. Também estarão expostos painéis sobre o Arroio Dilúvio.

Prefeitura



Categorias:Revitalização do Arroio Dilúvio

Tags:

16 respostas

  1. Apesar dos degraus de aeração, poderia haver um projeto de transporte fluvial, ali, adaptando o leito e criando corredores para barcos nas laterais, nesses pontos…

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: