O entorno do Araújo Viana está entortado

O Araújo Viana está em reformas, mas temo que o entorno dele ficará tão decepcionante quanto o entorno do Chalé reformado. Dias desses passei por ali e constatei novamente o total abandono daquela área. Os espelhos de água vazios, mato crescendo, falta de paisagismo, lages todas rebentadas, grafite, lixo. Aquele local, aparentemente simples, podeira se tornar uma piazza bem legal, principalmente depois da reinauguração do Araújo. Senhores da prefeitura, por favor pensem também naquele entorno: ele poderia ser um pontapé inicial de uma revitalização mais ampla da Redenção. Quem sabe…

Clique para ampliar



Categorias:Outros assuntos

Tags:

16 respostas

  1. Porto Alegre é uma cidade abandonada por todos, eu fico pasma com o que vejo todos os dias, esta cidade já foi melhor, talvez a maioria dos que escrevem neste espaço não tenham vivido isso. Era uma vez uma Porto Alegre onde a Prefeitura tinha funcionários que variam as ruas, recolhiam o lixo, podavam as árvores todos os anos no outono, para que no verão elas oferecessem sombra aos transeuntes, (agora é pedestre). As praças tinham jardineiros que cortavam a grama, plantavam as flores da estação, cuidavam e podavam para que as árvores não se tornassem gigantes como “aquela” da praça Otavio Rocha. Veio a inflação, tudo se deteriorou e aí para terminar com tudo veio a licitação e a tercerização. Ninguém mais foi feliz para sempre…

    Curtir

  2. Gente que gosta de reclamar por qualquer coisa, deus me livre. Agora o blog virou aula de estética? Deixem o cara contribuir com ideias! Ninguém mais faz isso aqui.

    é por isso que o RS não consegue avançar, porque aqui sempre tem alguém de prontidão para sacanear com o outro só porque ele mesmo não está contribuindo com nada. è a bela panela fervente cheia de caranguejo dentro, sempre tem um para afundar aquele que ta tentando sair.

    Curtir

  3. Anderson sambou para Marcelo e Gilberto nesse ultimo comentario.
    E com razao! As montagens e posts do Marcelo ultimamente sao fracos, o Araujo Vianna nem terminou e ele ja foi botar essas luminarias?
    Favor aguardar o fim da obra.

    A escultura e’ legal.

    Curtir

  4. Gostei da escultura vermelha, parece com algumas esculturas que existem nas ruas de Chicago e New York, esculturas de grande porte.

    Curtir

  5. Cara, sério. Odeio suas montagens.
    Sempre as cerejeiras e os postezinhos franceses. É muito fácil reconhecer uma montagem sua. É muito pobre. Deus me livre se toda a solução para os problemas da cidade fossem postezinhos franceses, cerejeiras e um asfalto photoshopado. Na verdade eu acho graça.
    Sinto falta dos arquitetos de verdade se manifestarem. É óbvio que do jeito que tá é muito pior, mas a solução patética óbvia que sempre aparece nas montagens é de um mal gosto que prefiro algo mais básico.

    Curtir

    • Bom, se oito pessoas te apoiaram, e nenhum foi contra, eu prometo nao postar montagens nunca mais aqui.

      Curtir

      • Marcelo, sugiro que ignores a opinião do Anderson. Tu é uma das poucas pessoas nesta cidade que faz propostas para melhorar algo. Quem tiver proposta melhor que faça.

        Curtir

        • Grande sugestão Gilberto! “Ignorar” é a palavra certa. É o que muito político faz quando nossa opinião não é considerada.
          Ainda mais a minha opinião que tu sabe muito bem, não é de um mero cidadão qualquer. Tenho ponto de vista, tenho participação nesse blog e em outros foruns da cidade. Tu sabe muito bem que, mesmo antes do Marcelo ENTRAR pro blog eu não gostava das montagens dele. Se antes não havia me manifestado era pra manter a ordem, mas, da maneira que está exagerando nessas montagens, não tem como não me manifestar. E tu deveria considerar sim. É a opinião do blog também.
          Aposto que um monte de arquiteto e urbanista que olhar as montagens dele e ver que é levado a sério, vai passar a ignorar a opinião do blog.
          Colocar cerejeiras, postezinhos franceses e fontes, não são propostas sérias. São maneiras de mascarar algo. É enganar. Isso é fácil e é o que fazem com a gente constantemente.
          E quem não entende do assunto geralmente cai porque, é verdade, quem vê um lugar abandonado e depois vê uma montagem photoshopada com arvorezinhas e fontezinhas, só pode achar que ficar melhor. Mas eu mesmo, se fizer um ante e depois e só passar uma vassoura e encher de bandeiras de festa junina, também vai ficar bem melhor.

          Curtir

  6. Esqueci de comentar… parabéns pela montagem. Ficaria muito mais bonito se fosse como você sugeriu.
    E sinceramente, custaria caro fazer algo assim? Claro que não.
    Falta boa vontade!

    Curtir

  7. Ótimo post, Marcelo. Corro na redenção e fico decepcionado de ver o estado de abandono. Depois os políticos aparecem com a maior cara de pau dizendo que estão revitalizando estes espaços. Conta outra né?

    Curtir

  8. Cercar é a solução…

    Curtir

  9. Já dei minha opinião: incluam o subsolo dessa praça no projeto de estacionamento subterrâneo do estádio da Redenção, aumentando o número de vagas, o que favoreceria os frequentadores do parque e dos shows do Araujo (teriam acesso direto ao anfiteatro), e como contrapartido a empresa construtora do estacionamento seria obrigada a renovar esse jardim, além de reformar as instalações esportivas do estádio.

    Curtir

  10. Marcelo sou frequentador diário da Redenção, pois corro todo dia cedo pela manhã, o que observo é que as lixeiras do parque, são esvaziadas no chão acho que por catadores atrás de materiais aproveitáveis, fica aquele lixo derramado no chão todos os dias, as árvores nunca viram uma poda, varrer o parque é querer demais (a desculpa do lixo orgãnico) é preguiça mesmo, é tanta folha acumulada que não nasce grama embaixo das árvores, sem contar o cheiro de fezes humanas e urina que se sente em alguns trechos, que devem ser usados como banheiros, pela quantidade de sem tetos que se ve jogados pelo parque, ocupando bancos, acampados no interior do parque. O Araújo Viana e seu entorno está um lixão, pixado, estragado, sujo fedido. E ainda vão construir mais um parque na orla do rio, só será mais um albergue para desocupados e sem teto. (olhar praça na esquina da Cel Bordini com Benjamim, e Cristovão Colombo, tem um grupo de sem teto acampados com BARRACAS no local, assim nascem as favelas, o poder público não faz nada, depois tem que dar até casa, claro com o dinheiro do trouxa do contribuinte)

    Curtir

    • Agora a Redenção será melhor cuidada pois terá a disposição os funcionários do minizoo, que poderão ser deslocados para a função de manutenção do Parque (eu acredito nisso).

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: