Porto Alegre Centerlar inaugura lojas e atrai consumidores

Inicialmente voltado para setor de material de construção e decoração, empreendimento muda foco e se renova

Até março, mais 12 novas operações de variados produtos e serviços abrirão as portas para o público ANTONIO PAZ/JC

Os três primeiros meses de 2012 prometem ser de grande expectativa para os pequenos empresários estabelecidos no Porto Alegre Centerlar, localizado entre as avenidas Sertório e Assis Brasil, na zona Norte da Capital. Também moradores da região aguardam pelas 12 inaugurações de lojas de variados produtos e serviços, previstas para ocorrerem até março do ano que se iniciou ontem. Empolgados pela alta no movimento de pessoas provocada pela chegada de empresas como a Paquetá e a Marisa, em dezembro de 2011, proprietários de lojas menores que atuavam no empreendimento acreditam que este será um ano de crescimento nas vendas.

“Neste Natal, nos surpreendemos com o fluxo de clientes, que certamente foi impulsionado pela presença destas marcas”, diz a gerente da franquia de O Boticário, Janice Selli. “As lojas Paquetá Calçados e Paquetá Esportes geraram grande atração e o movimento registrado foi bastante forte neste período”, confirma Claudio Luiz Zaffari, diretor do grupo Zaffari, empresa que administra o empreendimento em parceria com o grupo Cassol. “Também a Marisa – que chega como mais uma âncora – está muito moderna e completa. Nos primeiros dias da operação, os consumidores formaram filas para entrar no estabelecimento”, conta o empresário.

Segundo ele, a mudança de estratégia do empreendimento ocorreu não somente porque há uma forte demanda por um shopping center que abasteça moradores da região, evitando que os mesmos precisem se deslocar por grandes distâncias até encontrar um local que reúna um conjunto de lojas, mas também porque a proposta inicial não vingou. “No Brasil, reunir lojas de material de construção, decoração, móveis de cozinha e para o lar em um centro de compras é um processo complicado”, argumenta, destacando que estes tipos de estabelecimentos, em geral, costumam formar polos ou trabalhar individualmente. “Vimos que é um setor que não funciona em um centro de compras, por se tratar de produtos comparativos.”

Isso explica por que em dois anos de existência o empreendimento tenha trabalhado com poucas operações e muitos espaços desocupados. Mas 2012 será um ano de virada, promete Claudio Zaffari. “Nosso foco principal será suprir a carência de um shopping convencional na região, com ampliação das marcas âncoras, implementação de uma praça de alimentação e instalação de serviços, como laboratório e clínica, além do incremento no mix de produtos, com a inauguração de lojas de informática, brinquedos, eletrodomésticos, moda praia, entre outros artigos.”

O empresário sinaliza que as obras do restaurante Burger King estão quase no fim. A marca abrirá as portas no final de janeiro, inaugurando a praça de alimentação do Centerlar. “Outras três operações estão sendo negociadas e em breve devem se tornar alternativas de alimentação para o pessoal dos bairros do entorno, que carece de espaços qualificados neste segmento”, observa Zaffari. Ele anuncia que, por enquanto, não está prevista a instalação de cinemas no empreendimento, projeto que chegou a ser cogitado anteriormente. “Depois desta etapa de inaugurações, iremos realizar um balanço e avaliar a possibilidade de incluir mais este serviço.”

Ocupação completa dos espaços com novas lojas está prevista para ocorrer no primeiro semestre ….

Leia a matéria completa clicando aqui

Adriana Lampert – Jornal do Comércio



Categorias:Shopping Centers

Tags:

%d blogueiros gostam disto: