Carlos Tenius resgata iluminação do Monumento aos Açorianos

Artista deseja chamar a atenção do poder público para a valorização de símbolos gaúchos

Em intervenção do Artemosfera, o Monumento aos Açorianos teve de volta a sua iluminação original Foto: Tárlis Schneider / Agencia RBS

 

Clique aqui e leia a matéria no Jornal Zero Hora.



Categorias:Monumentos

Tags:,

16 respostas

  1. Fiquei contente com a iluminação noturna. Isso dá muita auto-estima para a cidade. Fiquei frustrado, todavia, ao ler o tópico e descobrir que se trata de uma mera intervenção temporária..

    Curtir

  2. As lampadas la’ ja’ podem ser usadas para leitura dos mendigos ‘a noite, ou entao pra esquentar a comida lol. Brasil – o pais da piada pronta.

    Curtir

    • Leitura dos mendigos? Só se for dos direitos deles em voz de prisão. Mas falando sério, a iluminação é vital, estamos na idade da pedra. É triste.

      Curtir

    • Piada pronta é tu RicardoUK. Vai pra “LONDON” e fica aí dando tuas opiniões desnecessárias!

      Curtir

  3. Acho que se houver manifestação do pessoal a favor, não tem por que tirar. Isso sim é legado para cidade. Normalmente acabo não concordando com algumas coisas da RBS, mas acho que essa iniciativa está de parabens.

    Curtir

  4. Poh, essas luzes todas vão atrapalhar o sono das pessoas socialmente excluídas, que usam esse monumento para se proteger a noite da civilização opressora.

    Curtir

  5. Essas obras são definitivas ou vão tirar a iluminação depois?

    Curtir

  6. Outra coisa da artemosfera que poderia ficar pra sempre… Mas isso é projeto elitista da RBS, só aceitam obras de “artistas” socialistas da bienal com críticas subliminares ao capitalismo e aos Estados Unidos.

    Curtir

    • Elitista e somente de QI’s dele… questionei a RBS e a Artemosfera, pelo twitter, de quando que foi a seleção dos artistas e das obras né, porque não vi em lugar nenhum a divulgação…

      … quem disse que me responderam? Mandei email também e se fizeram de desentendidos! Foi a mesma coisa com a Cow Parade, escolha “interna” dos artistas.

      Odeio isso!!!!!!!

      Curtir

      • Uma empresa privada teve uma iniciativa elogiável e a colocou em prática. Ela não tem obrigação legal de divulgar e/ou consultar quem quer que seja pra fazer esta promoção. Se fosse a prefeitura, a coisa muda de figura. A cidade é de todos, mas não quer dizer que todos ao mesmo tempo possam fazer o que bem entender. Mas esta iniciativa é muito bem vinda. Espero que outras empresas possam num futuro próximo copiar a ideia assim como a prefeitura fazer um concurso público e povoar a cidade com obras de arte perenes. Um exemplo: o Blog Porto Imagem pode selecionar 100 fotos entre seus leitores (seleção a critério do Blog) e pedir autorização pra prefeitura para exibi-las na Redenção. Tu vais reclamar disto também ?

        Curtir

        • Matou a pau esse comentario Giba. Todos os artistas estão lá por méritos próprios, foram escolhidos por que são bons.

          Curtir

        • Parece até que eu disse que a intervenção da Artemosfera é desnecessária…

          … não né?!
          Questionei essa filantropia fajuta da RBS presente em tudo que é evento.
          E assim como tu me respondeu na maior boa vontade (creio eu), eles poderiam ter feito o mesmo certo?!

          Alguém aqui pesquisou já sobre esse movimento na Europa? Vale a pena e quando compararem com as “intervenções” feitas aqui, vão se envergonhar – já que gostam tanto de falar “nunca chegaremos aos pés da Europa” realmente, dessa vez eu sou a primeira a concordar!

          Até porque lá há grande participação da população na CRIAÇÃO e EXECUÇÃO, ao contrário daqui que as coisas brotam da terra (só um trabalho eu vi que teve participação dos habitantes).

          Esse tipo de atitude na minha opinião ajuda e muito no pensamento pequeno, no umbigocentrismo. Tem que ficar lambendo os outros pra poder mostrar trabalho, ser valorizado? Convenhamos…

          Infelizemente, uma meia dúzia se salva como as Noivas da Redenção, os Azulejos na Escadaria e o painel do Muro da Mauá.
          Os demais, acho bem contestáveis.

          Mas, opinião é opinião.

          Curtir

        • Mateus Berg

          O artista ser bom é subjetivo. O que é bom pra ti, não é bom pra mim…

          … eu por exemplo acho válido o mirante que 90% acha desnecessário. E vejo que o Lerner tem como desafio apropriar ele na paisagem da orla.

          Uma intervenção tipo espetar meia dúzia de estacas de vidro, com manchas coloridas de tinta, em um canteiro e dizer que “é livre a interpretação das pessoas” pra mim é completamente contestável! Nem a autora da “obra” sabia explicar direito o que queria fazer.

          E olha que eu sou do meio das artes plásticas…

          Curtir

      • Ué, quem ta realizando a Artemosfera é a RBS, portanto pode escolher os artistas que quiser sem ter que dar maiores satisfações. Não tem dinheiro público envolvido, portanto eles que coloquem seus artistas apadrinhados.

        Curtir

  7. Ficou ótimo.

    Curtir

  8. absurdo, o calor das lampadas vai atingir o microclima, matar os passaros albinos e queimar as plantas na região..

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: