Sobre o espírito

Me deparei com esses canteiros-de-entorno-de-árvore caminhando pela Cidade Baixa, e fiquei pensando no tipo de espírito que coloca caliça por cima da terra na frente dos seus próprios edifícios. Mais adiante, na Redenção-Sem-Flores, os únicos isolados canteiros onde plantaram flores, elas não são regadas.  Que tipo de espírito tem essa cidade que não se importa com os detalhes, que acha que colocar restos de tijolos e cimento no lugar onde poderiam (deveriam) plantar flores é aceitável?  Descendo a Borges, o Viaduto das Pixações, digo, o Viaduto Otávio Rocha está desfigurado por faixas do Cpergs. Pode? Pode-se colocar assim faixas enormes nos monumentos arquitetônicos sem que ninguém os tire e multe quem colocou?

Parece um espírito de chinelagem que está pouco se lixando: desde que se possa caminhar pela cidade, tanto faz  o que façam com ela.

 

 



Categorias:Abandono

Tags:

12 respostas

  1. Por isso que eu falo sempre que no Brasil (e no RS e em Poa não é diferente) não existe um espírito de construir um país (um estado e uma cidade) de verdade. A minha impressão é que nos Brasileiros vivemos como se estivessemos por aqui de passagem, sem obrigação de deixar nada de bom para nossos filhos e netos, afinal (parece que)todos tem certeza que mais adiante voltarão para a metrópole carregados de riquezas exploradas da colônia.

    Curtir

    • Juliao, acho que não dá para generalizar. No RS temos exemplos de cidades onde os cidadãos vestem a camiseta da cidade e cuidam dela como se fosse uma extensão de suas casas como Nova Petrópolis, por exemplo. O portoalegrense precisa ser talvez reeducado depois de várias várias administrações municipais que não lideraram e não educaram.

      Curtir

  2. Acontece Bernardo, que tem que pensar em cachorro e gato, pois isto também faz parte da cidade e o controle de natalidade entre os animais nas vilas tem que ser feito. Esta é uma iniciativa sensacional do Prefeito e sua espôsa, apoiada por todas as Ongs de proteção aos animais, que diferentemente de outras Ongs que andam por aí, trabalham de graça.

    Curtir

  3. A Cidade é suja pois a preeitura não limpa direito, o muniícipe não colabora e suja também, o prefeito em que eu votei não colaborou e pediu para sair para concorrer para governador, sobrou o vice que assumiu e só pensa em cachorro e gato ! ASSIM NÃO DÁ ! Só pode estar esta bagunça na cidade !

    Curtir

  4. Quem encontrar pela cidade canteiros com caliça, ou com cimento no pé das arvores, é só telefonar para a SMAM telefone 32897541 ou 32897542, Fiscalização, e fazer uma denúncia do fato, no outro dia eles estarão lá no endereço indicado e mandarão retirar o que esta prejudicando a árvore. Por incrível que pareça enquanto um setor da SMAM destroe o outro constroe. Podem acreditar.

    Curtir

  5. A faixa, desde que temporária e não vira a norma, acho que está ok, no resto… acho que portoalegrenses nunca se preocuparam em cuidar da cidade. É cultural.

    Curtir

    • Talvez seja um pouco de culpa da prefeitura tbm… imagina, tu vai cuida da tua calçada, limpa eu muro, rega um jardim.

      Vêm uns vândalos e pixam muro. Vem a sra com seu cusquinho de marca e deixa o cocozinho dele ali no canteiro. Vem a prefeitura mexer na canalização e arruma vê a cara dela.

      As pessoas até tentam mais uma ou 2x deixar adequado, só que enche o saco né…

      … eu continuo a minha parte de pelo menos chamar atenção dos porquinhos que eu vejo atirando lixo na rua ou de outros mal educados que não cuidam dos animais direito. Ah, e quando vrjo barbaridades, ligo pro 156.

      Eu faço o possível.

      Curtir

  6. Espírito de porco

    Curtir

  7. Marcelo, concordo plenamente contigo, este espírito de chinelagem impera na nossa capital e em partes do nosso estado. Acredito que por provincianismo, inércia, comodismo e falta de humildade dos porto-alegrenses, que como os demais gaúchos, acreditamos que somos o povo com mais iniciativa e poder de indignação do Brasil – isto faz tempo ficou no passado. As calçadas deveriam ser cuidadas com zelo e carinho pelos proprietários de imóveis, como quem cuida com garbo da própria imagem, sem reclamar que já pagamos muitos impostos e que quem deveria fazer algo são as autoridades. Não dá para esperar os políticos que caminham com passos de tartaruga. A fiscalização também deveria ser implacável. Outras capitais, como Curitiba, fazem um esforço imenso para cuidar do verde e da sua imagem e o resultado influencia na qualidade de vida das pessoas.

    Quantas vezes o blog Porto Imagem mostrou que a nossa capital nada fez em relação ao Natal? Nem uma árvore para decorar a cidade!!!

    Por pouco não fizeram um curral na margem do Dilúvio!!!

    Acho que o que falta mesmo é vegonha na cara, indignação e principalmente INICIATIVA!!!

    Curtir

  8. Em um canteiro na Duque quase no viaduto encheram de areia sobre a terra! Não entendi qual foi a intenção deles. Talvez dar um banheiro para os gatos de rua.
    Deveria ter alguma lei sobre os canteiros, ou a prefeitura podia assumir. Pelo menos nos lugares mais movimentados (no resto da cidade a situação não é tão grave, acredito eu).
    Uma cidade harmônica é feita de detalhes, e em Porto Alegre os “detalhes” são contrários a qualquer harmonia.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: