COPA AMEAÇADA: Secretário já admite a Arena como opção

O secretário Bosco Vaz se contradisse em entrevista e ADMITIU QUE DISSE UMA INVERDADE, e que POR CAUSA DELE, Porto Alegre perdeu a Copa das Confederações e milhões de reais!

” Se sentirmos em março que não reiniciam as obras, vamos tomar uma posição. Se tivermos que ir à Fifa pedir para tirar o Beira-Rio e botar a Arena vamos fazer isso, porque o evento é muito maior “– diz o secretário.

Indicado pelo prefeito José Fortunati para falar sobre o imbróglio Beira-Rio, o secretário da Copa de 2014, João Bosco Vaz, diz confiar na palavra do diretor da Andrade Gutierrez Leonardo Salvaterra, de que o estádio estará pronto em dezembro de 2013.

Porém, o voto de confiança não é total: se o impasse no Beira-Rio continuar até março, Bosco afirma não ter problemas em pedir à Fifa e ao COL que os cinco jogos previstos para Porto Alegre se realizem na Arena do Grêmio.

– Se sentirmos em março que não reiniciam as obras, vamos tomar uma posição. Se tivermos que ir à Fifa pedir para tirar o Beira-Rio e botar a Arena vamos fazer isso, porque o evento é muito maior – diz o secretário.

Presente na última reunião com o Comitê Organizador Local (COL), o secretário afasta o risco de que a Capital perca a Copa de 2014 por conta do atraso. Confira os principais trechos da entrevista, na sexta-feira.

ZH – A prefeitura foi informada de uma previsão para assinar o contrato?

João Bosco Vaz – No dia 23 de janeiro, tivemos uma reunião no Rio com o Comitê Organizador Local (COL). O Leonardo Salvaterra, que é diretor da Andrade Gutierrez, afirmou que tem dinheiro em caixa para manter a obra por ao menos quatro meses. Também assegurou ter pedido financiamento ao BNDES e que só faltava a assinatura de uma das empresas investidoras para criar a Sociedade de Propósito Específico (empresa que a construtora cria para reunir os investidores). Perguntei quando a obra iniciaria e ele disse que estava enviando máquinas para Porto Alegre. Quem diz tudo isso é porque vai fazer a obra.

ZH – Houve alguma novidade depois do dia 23 de janeiro?

Bosco Vaz – Tentei falar com ele (Salvaterra) e não consegui. Mas se ele é diretor comercial da empresa e diz tudo isso… Perguntei quando iria recomeçar a obra e ele respondeu: “Secretário, o que importa é quando vai terminar a obra, em dezembro de 2013. Garanto que o estádio vai estar pronto”. Falei que estamos pressionados.

ZH – Desde o ano passado está sendo dito que a retomada está próxima. Qual é a diferença agora?

Bosco Vaz – Aquela previsão de que haveria obra antes do início da Libertadores aconteceu lá atrás, quando precisava ter um prazo entre eles.

ZH – Como assim? Agora não precisa mais haver um prazo?

Bosco Vaz – O prazo estabelecido pela Fifa é dezembro de 2013.

ZH – Mas antes não precisava ter um prazo para o início?

Bosco Vaz – Não era pela Fifa que fizeram essa estimativa. Era uma definição entre eles, para agilizar. Por isso o Giovanni (Luigi) deu aquela declaração. Obviamente estamos monitorando isso, mas é aquela história: é uma obra privada.

ZH – Por ser privado, esse impasse deixa a prefeitura de mãos atadas?

Bosco Vaz – De mãos atadas, não, mas a Fifa diz sempre que não existe plano B. Se a Fifa dissesse para nós: “Olha aqui, anote o plano B”, já tínhamos escolhido a Arena para a Copa das Confederações. Não teríamos perdido a Copa das Confederações.

ZH – O COL informou que é a cidade-sede que tem a atribuição de decidir, se necessário, trocar de estádio. Em um eventual problema com o acordo entre Inter e Andrade Gutierrez…

Bosco Vaz – (intervindo) Se esse imbróglio continuar e a gente vir que corre riscos mesmo, não teremos nenhuma situação em indicar a Arena.

ZH – Não existe o temor de um desgaste político em relação a essa troca?

Bosco Vaz – Negativo. O evento Copa do Mundo para a cidade é muito maior do que esse desencontro do Inter e da Andrade. Se sentirmos, na frente, que não assinaram, não resta dúvida que eu vou ao Rio para vermos isso.

ZH – A presidente Dilma também está preocupada com a demora. Houve algum pedido de providências?

Bosco Vaz – É uma obra privada, o máximo que podemos pedir são informações. Se estamos em uma reunião da Fifa, que é a entidade organizadora da Copa do Mundo, e a Andrade Gutierrez diz tudo o que disse, tu tens de acreditar, né? Mas isso tem um prazo.

ZH – Com qual prazo vocês trabalham no momento?

Bosco Vaz – Bom, se vira março e não iniciam as obras, alguma decisão teremos de tomar. O presidente Giovanni Luigi fez tudo certo e tem se comportado como um gentleman nessas reuniões todas. Te repito, o diretor da empresa deu todas essas informações para a Fifa. Agora, não temos nenhum problema político. Se sentirmos em março que não reiniciam as obras, vamos tomar uma posição. Se tivermos que ir à Fifa pedir para tirar o Beira-Rio e botar a Arena vamos fazer isso, porque o evento é muito maior do que isso. Não podemos correr riscos.

Fortunati evita comentar

Na última quarta-feira, antes de iniciar viagem ao Oriente Médio, o prefeito José Fortunati disse, em entrevista ao Gaúcha Atualidade, que estava preocupado com a demora na retomada das obras do Beira-Rio – mesmo tendo se reunido, na semana anterior, com representantes da Andrade Gutierrez.

À frente da organização da Copa na Capital desde a candidatura da cidade, Fortunati chegou a dizer que “daqui a pouco não adianta mais assinar porque não dará mais tempo”. No mesmo dia, Zero Hora procurou o prefeito, pelo celular e via assessoria, mas não teve retorno com a justificativa de que sua agenda estava repleta.

Na manhã de quinta-feira, antes do início da procissão de Nossa Senhora dos Navegantes, Fortunati respondeu ao pedido dizendo que não falaria mais sobre Copa do Mundo ou sobre o Beira-Rio.

– O que eu disse ontem está dito, não vou falar nada além disso – afirmou.

Fonte das informações: ZH (com intervenções do Blog)



Categorias:COPA 2014, Copa das Confederações 2013

Tags:, ,

19 respostas

  1. No meu comentário que originou o Post “Alerta, Porto Alegre pode perder a Copa” que foi deletada, “censurada ao meu entender, como a imprensa é livre, deveriam moderar e não deixar que comentários com palavras de baixo calão fossem editadas, citei a palavra “nordestino” como se fosse um palavrão, mas deixei de colocar a palavra político na frente, talvez foi meu lapso. Mas respeitei em parte a decisão, o Blog não é meu, portanto o proprietário dele faz o que bem entender.

    Quando o SC Internacional soube que seu estádio seria a sede da Copa do Mundo e das Confederações? Em 2008 ou 2009 e estamos em 2012!

    Bem tiveram tempo mais que suficiente, e a cidade perdeu quantos milhões em deixar de ser sede da Copa das Confederações?

    Não foi só a indústria turistica que perdeu, foi a cidade e o estado que deixou de aparecer na vitrine mundial, como fazem nas transmissões antes de cada evento, quanto dinheiro outros ramos industriais deixaram de ser expostos?

    O Ministro Aldo Rebelo não sabe se o Beira-Rio será reformado a tempo, o rolo continua e mesmo em sua visita nenhum reprentante da Andrade Gutierrez estava presente, o que fez os dirigentes colorados ficarem com a cara no chão.

    Se existe outro estádio de primeiro mundo sendo construído em Porto Alegre e mesmo assim foi descartado, mataria a capital gaúcha, se a já na incompetência colorada fez perder-la a Copa das Confederações.

    O plano talvez não seja incluir mais um estado de lá, mas tem muito dinheiro em jogo, turismo, etc, porém existe aquele provérbio popular, ” a ocasião faz o ladrão”, tratando
    -se de políticos, não boto a mão no fogo por nenhum, quando o assunto é eles lucrarem com alguma coisa, fazem milagres!

    Será que ninguém se dá conta que a vaga Porto Alegre está sim sob risco?

    As obras do Beira-Rio continuam paradas, enquanto no nordeste tem estádio pra ser inaugurado início do ano que vem, depois da Arena, embora muitos de lá estejam muitíssimos atrasados, eles só cobram do Rio Grande do Sul com tanta veemência?

    Talvez não queira dar o braço a torcer, ou não esteja nem aí se os jogos da Copa sejam realizados aqui em Porto Alegre ou não, pra ele tanto faz!

    Eu disse que se os jogadores que pissassem na Arena pensariam, por quê teremos que jogar em outro estádio se este é maravilhoso? Sim para mim as palavras deste ministro foi de pouco caso, uma afronta, deboche puro duma pessoa que já está com a idéia formada e não vai mudar de pensamento, se as obras no Beira-Aterro não sairem do papel, risca Porto Alegre e deu, assunto encerrado!

    Aí não sei, não é o Odone o problema, ele até que tentou, mas o governador colorado, agir de forma paternalista, passando as mãos na cabecinha do clubinho do coração dele, e dos políticos do estado e no planalto central, incluindo um Ministro que é gaúcho, nem sei qual clube ele torçe.

    O fato é que eles parecem também nem estarem aí se a Copa vai para o estado deles, que falta de hombridade e gauchismo, só lembram-se que o são nas épocas eleitorais, não criam vergonha na cara!

    O govêrno por meio do ministro que age desta foma exige reação na medida sim!

    Arena para treinos! Grande piadista este Ministro, só não sabe que no sul, nosso senso de humor tem limites, e com a atitude do SC Internacional, já esgotou-se.

    Mas espero sinceramente que Porto Alegre seja a sede da Copa, mesmo que no Beira-Aterro, a cidade e o povo gaúcho não merecem este castigo, se não for o povo saberá o que fazer em 2014, não na Copa, mas em outubro!

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: