Mirante do Morro Santa Tereza será reformado para a Copa

Jornal Metro

____________________________

Complexo Padre Cacique

Presidente do Asilo Padre Cacique, advogado Edson Brozoza, apresentou nesta segunda ao prefeito em exercício de Porto Alegre, Mauro Zacher, o pré-projeto do Complexo Cultural Padre Cacique, a ser construído em 8 hectares que se estende da avenida Padre Cacique, ao Morro Santa Teresa. A ideia é fazer uma PPP que permita revitalizar o mirante do Morro Santa Teresa a ser integrado à Beira do Guaíba e que o Asilo possa construir, com parceiro privado e recursos da Lei Rouanet, uma série de atrações: museu, teatro, feira permanente de folclore, artesanato e tradições populares com 27 espaços, oficina de teatro; e, exclusivamente com parceria privada, um hotel com restaurante panorâmico giratório, ligando o mirante do Morro Santa Teresa ao projeto de Revitalização da Orla do Guaíba por teleférico. Segundo Brozoza, o objetivo é aprontar a parte de paisagismo e acessibilidade do mirante à beira do Guaíba por teleférico e um estacionamento até a Copa do Mundo. O presidente do IAB, arquiteto Tiago Holzmann da Silva, a quem o pré-projeto também já foi mostrado, se encarregará de realizar um concurso nacional para a escolha do projeto mais adequado.

Affonso Ritter

Anúncios


Categorias:Belvedere do Santa Teresa, COPA 2014, Morro Santa Teresa, Morros da Cidade

Tags:, ,

46 respostas

  1. pessoal, como se briga aqui…. nao da para conversar normalmente? é uma guerra atômica o assunto? o mundo vai acabar?… cada um tem a sua opinião, ninguem precisa se ofender com opiniões alheias e contrárias, senao todos viveríamos 24hs ofendidos…

    Eu achei uma ótima notícia, sinal que estão fazendo algo ou que existe no mínimo uma preocupação com o Santa Tereza, no passado nem isso existia… existe uma vontade de mudar de melhorar…talvez nao tenha dinheiro suficiente…? talvez nao tenha tempo suficiente? e daí….? se faz agora o melhor que se pode fazer…. e vamos em frente…

    Curtir

    • Concordo e é isso o que eu defendo. Temos que melhorar o que tem hoje lá, de qualquer forma. Com 600 mil dá pra fazer um belo projeto (eu nunca pensei na TORRE de Veranópolis e sim no Mirante).
      Qualquer ação que exista lá, envolvendo estrutura mínima e segurança, vai passar a atrair milhares de visitantes por mês. E isso vai chamar a atenção dos interessados (público e privado) para que outras melhorias sejam feitas.

      Curtir

  2. @Ander

    Ander, estou respondendo aqui porque não apareceu para mim a possibilidade de linkar o teu último comentário lá em cima.

    Eu ri porque tu já aparecestes no post já inicialmente disposto com quatro pedras na mão esperando quem viesse criticar o projeto. Qualquer sugestão interventiva um pouco maior já correria o risco de levar a pecha de dubaiesca.

    É óbvio que se eu pudesse eu gostaria de mais até mesmo do que o mirante de Veranópolis, mas o que a PMPA e o ZAFFARI se propõem a fazer é menos do que isso, é apenas a reforma da praça, então a torre como é já seria lucro. A Torre de Veranópolis provavelmente custa mais do que isso, pois envolve tecnologia para girar o restaurante panorâmico giratório, bem como um simples restaurante bom hoje em dia não abre por menos de 1 milhão, sou do ramo e sei disso. O teleférico de Camboriú nem se fala, com certeza deve chegar aí nos 1 milhão de reais. E um apartamentinho Goldztein sem nada de acabamento custa uns 500 mil reais, por exemplo.

    Quanto ao bairrismo, não sou bairrista, exaltei as supostas qualidades que muitos se vangloriam aqui no blog de poa ter e que então deveriam refletir num diferencial da cidade na hora de pensar, planejar e construir projetos para a cidade.

    É claro que esse povo todo que passa pelo RS é rumo ao litoral de SC, bem como os brasileiros o fazem rumo à Gramado. Mas, se tivesse algo mais atrativo em POA, parariam em POA pelo menos 1 dia nesse trajeto de viagem. Tu achas mesmo que uma praça mudaria esse quadro atual característico de cidade de passagem de POA? Algo mais interessante despertaria a curiosidade alheia e mudaria isso.

    E para aquela área eu quero o MELHOR sim, pois ela é o MELHOR de POA (juntamente com a orla). Se o melhor for desperdiçado, o que nos restará? Aquilo é uma praça sim, assim como o corcovado e o pão-de-açúcar eram apenas morros, assim como o morro do balneário camboriú também era apenas um morro e como antes da torre panorâmica de veranópolis ali era apenas um terreno e na ilha da estátua da liberdade antes era apenas uma ilha vazia. Tudo é questão de ponto de vista. Queremos mais uma praça? Ótimo, então comemoremos, pois é o que ganharemos.

    E adoraria acreditar que as pessoas ali na rádio descem na hora do intervalo para fazer pique-nique. Fico mais com o que já vi e li no noticiário. Até o Paulo Sant’anna já falou sobre isso.

    Por mim, sem mais. Já entendi, tu achas que pode sair algo bom ali dessa reforma de 600 mil e que a grana é suficiente. A descrição do que o Zaffari e a PMPA farão ali te apetecestes. Ok, Já eu acho que não, não me agradei. Cada um com a sua opinião, e viva a democraria, onde até mesmo os sonhos mais dubaiescos e mirabolantes podem ser livremente sonhados e onde até a nossa POA já viveu a sua era dubaiesca em um passado nem tão remoto assim, algumas décadas atrás. Saudações.

    Curtir

  3. Tu vê, tem gente que gosta de vilinhas tipo essa do morro Santa Teresa cheia de malocas e traficantes. Eu preferia oferecer para essa gente uma casa estruturada em terreno urbanizado e, junto, um emprego para que possam pagá-la dignamente.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: